Augusto Diniz
Augusto Diniz

Cantora Natalie Cole morre aos 65 anos

Vencedora do Grammy de R&B, a artista faleceu na última quinta-feira (31/12) no Hospital Cedar Sinai, em Los Angeles, sua cidade natal

 | Foto: Reprodução

Uma das vozes mais marcantes do R&B, Natalie Cole morreu na noite de quinta-feira | Foto: Reprodução

2016 começou com uma notícia triste no mundo da música. A filha de Nat King Cole e vencedora do Grammy de R&B Natalie Cole morreu na noite de quinta-feira (31/12) no Hospital Cedar Sinai, em Los Angeles, nos Estados Unidos.

Voz inconfundível em Unforgettable, Stephanie Natalie Maria Cole teria sido vítima de uma insuficiência cardíaca congestiva, segundo informações do site TMZ, que podem ter sido causadas por complicações da hepatite C e um transplante de rim.

A morte da cantora só foi informada nesta sexta-feira (1º/01) pela assessora de Natalie Cole, Maureen O’Connor. Natalie nasceu em Los Angeles em 6 de fevereiro de 1950.

Datas da turnê de Natalie teriam sido canceladas em decorrência da doença, informou o TMZ. Ela faria um show na virada de ano do Disney Hall, em Los Angeles, mas também havia sido cancelado.

Lembrada pela interpretação das canções This Will Be e Unforgettable, Natalie Cole era filha do cantor e compositor Nat King Cole (1919-1965) e já fez dueto virtual com o pai em Unforgettable.

Uso excessivo de cocaína, álcool e heroína fazem parte do histórico da cantora, que descobriu que tinha hepatite C em 2008 e no ano seguinte fez um transplante de rim e precisou fazer tratamento com quimioterapia.

De acordo com a família, que se pronunciou sobre a morte de Natalie, “é com coração pesado que nós informamos vocês sobre a morte da nossa mãe e irmã”. “Natalie lutou uma dura e corajosa batalha, morrendo como ela viveu, com dignidade, força e honra. Nossa amada mãe e irmã fará grande falta e continuará inesquecível (unforgettable) nos nossos corações para sempre.”

Carreira

Em 1975, Natalie Cole lançou seu primeiro disco, Inseparable, e com ele o primeiro single, This Will Be (An Everlasting Love), que renderam à cantora seus primeiros dois Grammys por melhor nova artista e melhor performance feminina de R&B.

No ano de 1979, a cantora teve uma estrela colocada na Calçada da Fama de Hollywood em sua homenagem.

Mas em 1991, Unforgettable… With Love, um dueto virtual com o pai Nat King Cole, rendeu seis Grammys a Natalie. O lançamento vendeu mais de 14 milhões de cópias em todo o mundo. A gravação rendeu uma indicação ao Emmy de 1992 por uma performance ao vivo de Unforgettable em um programa de TV.

TV

Ela participou de séries como Law & Ordem, Grey’s Anatomy e Touched By an Angel. Baseado na autobiografia Angel on My Shoulder, Natalie Cole se interpretou em Livin’ for Love: Natalie Cole Story no ano de 2001.

Na autobiografia, a cantora detalha sua batalha contra o vício em drogas. Uma segunda memória foi lançada em 2010 com o nome Love Brought Me Back, que retrata sua luta para conseguir um transplante de rim.

O site da CBS publicou uma fala de Natalie Cole sobre os desafios que enfrentou na vida: “Sabe, eu posso estar mal por um minuto, mas uma vez eu percebo isso, eu não posso ficar desse jeito por tempo”.

Natalie foi casada por três vezes. Seu filho, Robert Adam Yancy, nasceu em 1977. (Com informações da CBS e Consequence Of Sound)

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.