Alego recorre contra liminar que impede efeitos da PEC da Previdência

Para presidente da Casa, deputado Lissauer Vieira, argumento é de que regimento não foi atropelado

Lissauer Vieira, presidente da Alego / Foto: Divulgação

A Assembleia Legislativa do Estado de Goiás (Alego), por meio de seu departamento jurídico, recorreu na manhã desta terça-feira, 7, à liminar que tenta impedir os efeitos da PEC da Reforma da Previdência, o Estatuto do Servidor e, também, o Estatuto do Magistério. A informação é do presidente da Casa, deputado Lissauer Vieira (PSB).

“Nós não passamos por cima do regimento”, diz o parlamentar, que informou que as questões técnicas de ordens de assinatura embasaram os argumentos para recorrer à ação, assinada pela juíza Anelise Beber Rinaldin, e de autoria do deputado de oposição à base do governo, Cláudio Meirelles (PTC). A entrada nos documentos para a apelação foi realizada na segunda, 6, mas protocolada pelo jurídico apenas na manhã do dia seguinte.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.