Agente de trânsito que foi processada por juiz pode ser nova capa da Playboy

Alguém arrisca o tema do possível ensaio?

Foto: Reprodução/Rede Record

Foto: Reprodução/Rede Record

Processada por um juiz que não aceitou ser autuado em uma blitze da Lei Seca, a agente de trânsito Luciana Tamburini pode colher ainda bons frutos do episódio que a tornou conhecida em todo o país. De acordo com o portal de notícias “Extra”, a morena vem sendo sondada para ser a capa da edição de dezembro da “Playboy”.

Além dela, a revista voltada para o público masculino já tem outros nomes em mente, uma espécie de “plano B”, caso a agente recuse a proposta. A apresentadora Nicole Bahls e a modelo Veridiana Freitas (ex-affair do cantor sertanejo Gusttavo Lima) seriam as opções, conforme a publicação. Ambas já estiveram no recheio da revista.

Luciana Tamburini foi condenada a pagar R$ 5 mil ao juiz João Carlos de Souza Correa por danos morais após dizer ao magistrado que ele não era Deus para fugir das leis de trânsito. O juíz transitava com um carro sem placa e sem documentos. Uma “vaquinha” feita na internet arrecadou mais de R$ 20 mil para ajudar a agente da Lei Seca.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Eduardo

Kkkkkkkkkkk, no Brasil qualquer notoriedade é motivo pra pousar nua na Playboy…