Advogado de José Eliton diz que dinheiro apreendido pela PF não tem relação com ex-governador

Mandado de busca e apreensão foi cumprido do apartamento de Eliton, em Goiânia. No momento, o ex-governador estava em Posse

WhatsApp Image 2019-03-28 at 10.14.29

Tito Amaral, advogado do ex-governador José Eliton | Foto: Fernando Leite / Jornal Opção

O advogado de defesa do ex-governador José Eliton, Tito Amaral, esteve na sede da Polícia Federal na manhã desta quinta-feira, 28, e diz que ainda não teve acesso ao inquérito que investiga supostos desvios de dinheiro no âmbito da Operação Decantação.

A segunda fase da investigação foi deflagrada nesta manhã e teve como um dos alvos o ex-governador José Eliton. Mandado de busca e apreensão foi cumprido no apartamento dele, em Goiânia. O ex-governador não estava em casa no momento. De acordo com a assessoria de imprensa, ele está em Posse onde participa de uma audiência como advogado.

Tito Amaral disse que o dinheiro aprendido, cerca de R$ 800 mil não tem nenhuma relação com o ex-governador. “Isso é um absurdo, uma ilação absurda que eu vi pela mídia”. O advogado disse ainda que não teve acesso ao que teria sido apreendido na casa de José Eliton, possivelmente um computador e documentos.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.