Augusto Diniz
Augusto Diniz

Parceria de skate e música dá início ao mais novo selo de Goiânia

Lançamento, que faz parte da programação do 16º Festival Vaca Amarela, será às 21 horas desta quinta-feira (21/9) no Complexo Estúdio & Pub, com três bandas e dois DJs

Banda goiana Critical Strike integra o selo Milo Recs | Imagem: Lucas Gringo

Milo foi para a faculdade, se formou em Direito, virou advogado, mas nunca deixou de lado sua paixão pela música. Não. Não estou falando de Milo Aukerman, vocalista da clássica banda de hardcore californiana Descendents, formada em 1977 e que continua em atividade, com uma bela passagem pelo Brasil em 2016. O produtor musical da Fósforo Cultural, um dos criadores da Falante Records, advogado e amante da cultura independente tratado aqui é Camilo Rodovalho, que se uniu ao amigo publicitário, designer e músico Heitor Lima e lança nesta quinta-feira (21/9) o selo Milo Recs.

O lançamento será feito a partir das 21 horas de hoje no Complexo Estúdio & Pub, que fica na Rua 7, número 485, sala 1, no Centro, em frente ao Parthenon Center. A bandas que se apresentam no showcase Milo Recs no 16º Festival Vaca Amarela são as goianas Components e Critical Strike, além da paulista Cat Vids. Assumem a função de DJs da noite a cantora Bruna Mendez, atração de sexta (22) na programação do Vaca Amarela, e o jornalista Clenon Ferreira. Os ingressos custam R$ 15.

Milo, que não esconde ser o seu apelido uma referência, e até certa brincadeira, com o nome do cantor do Descendents, diz que chegou até a fazer uma identidade visual do selo com alguma referência ao grupo californiano. “Talvez ainda role.” A ideia de Camilo e Heitor sobre o formato dado à Milo Recs, com distribuição e promoção da arte independente com eventos e por meio de circulação, promoção e lançamentos físicos e digitais de bandas e artistas, vem de anos de experiências como expectadores, participantes e atuantes no cenário alternativo da capital.

Uma bandeira da Milo Recs, a do “do it yourself (faça você mesmo)”, muitas vezes apenas citada pela sigla DIY, vem da vivência no meio independente aliado às possibilidades criadas a partir das facilidades das relações pessoais e comerciais geradas a partir da inserção da internet no cotidiano nas pessoas. Se antes a movimentação de artistas, shows e festivais acontecia pela troca de materiais pelo correio e a correspondência era feita pelo uso de cartas, hoje basta uma mensagem no inbox do Facebook ou uma troca de contatos no WhatsApp e já é possível ser ali estabelecida uma parceria.

No material de divulgação do lançamento do selo, Camilo define a identidade musical para lá de diversa da Milo Recs, que é o “punk-indie-rap-sertanejo e sobretudo repúdio à segregação”. Pelos artistas que passam a integrar a nova produtora, distribuidora e promotora da cultura independente em Goiânia é possível notar essa alternância de sonoridades: CatVids (SP), Bolhazul (DF), Critical Strike (GO), Waldi e Redson (GO/MG), Atomic Winter (GO), Caffeine Lullabies (GO), Millenimals (GO) e The Parking Lots (SP/GO).

De representantes de um sertanejo diferente, a Milo Recs inclui bandas de indie rock e de diferentes vertentes do hardcore, do mais lento e melódico ao mais pesado. E o primeiro dos lançamentos do selo já está disponível em formato digital desde a segunda-feira (18). O EP onetofour, da banda Critical Strike, inclui as músicas Far Too Late, Elephant, Balance and Intensity e Sincerely.

Formada em 2006, a banda de hardcore melódico retorna de cerca de oito anos sem se apresentar ao vivo. O show desta noite será o segundo em um intervalo de menos de dois meses depois de muito tempo longe dos palcos. Felipe Cavalcante (vocal), Alessandro Lobo vocal e guitarra), Lucas Lacerda (baixo), Pedro Henrique (guitarra) e Pedro Hernandez (bateria).

Heitor e Camilo, que dividem há muitos anos a paixão pelo skate, música e a cultura independente, pretendem fazer da Milo Recs um fomentador ativo das artes. “Teremos séries de eventos, shows, festas, distribuição física e digital, booking e merchandise vinculado à Blacken Skatewear, além de parcerias com o melhor do submundo que estiver ao nosso alcance”, explica Camilo.

Além do lançamento do selo na programação do Vaca Amarela nesta quinta, a Milo Recs parte para Brasília (DF) na sexta (22), quando se une à Chezz Recs e realiza o Surf’n’Burger #4 com shows do Cat Vids (SP), Bolhazul (DF) e Enema Noise na Toca’55 a partir das 18 horas. Tanto em Goiânia quanto na capital federal, o artista paulsitano Pedro Spadoni traz seu EP de estreia, Radical, com cinco canções na bagagem.

Definido por Spadoni, que vem pela primeira a Goiânia, como um som indie com influências lo-fi e referências do britpop, o artista é acompanhado no Cat Vids pelos músicos Paulo Senoni (guitarra), Aécio de Souza (Bateria) e Tiago França (baixo).

Completa a lista de artistas que se apresenta no showcase da Milo Recs no 16º Vaca Amarela a goiana Components, artista da Fósforo Cultural, formada por Gabriel Santana (guitarra), Hugo Bittencourt (bateria), Matheus Azevedo (vocal), Miguel Rojas (baixo). Há três anos na ativa, o grupo lançou em 2015 o single As Caras, que foi sucedido por O Peso do Papel no ano seguinte. Em 2017, a Components disponibilizou a canção Seja Meu no mês de julho.

Na última terça-feira (19), os goianos fizeram o lançamento do videoclipe da música Utopia, que conta com a participação de Beto Cupertino, vocalista da Violins. Essa faixa antecede o lançamento de A Capacidade de Retornar Ao Estado Original, disco de estreia da Components, no dia 6 de outubro.

Serviço
Vaca Amarela 2017 – Showcase Milo Recs – Complexo Pub
Data: quinta-feira (21/9)
Horário: 21 horas
Local: Complexo Estúdio & Pub
Endereço: Setor Central, Rua 7, número 85, sala 1, Centro
Ingresso: R$15
Classificação etária: 18 anos

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.