Augusto Diniz
Augusto Diniz

De Os Mutantes a Mano Brown, Bananada divulga nomes das 99 atrações musicais de 2017

Pelo Facebook, sócios anunciaram artistas que se apresentam na 19º edição do evento, que acontece entre os dias 8 e 14 de maio

Com 99 atrações, Festival Bananada de 2017 tem artistas divulgados | Arte: Mateus Dutra e Danilo Itty

Em um lançamento oficial do Festival Bananada 2017, que chega à 19ª edição este ano, a produção do evento, realizado pela Construtora Música e Cultura, resolveu fazer uma coletiva de imprensa transmitida ao vivo pelo Facebook. Com 99 atrações musicais, os artistas principais que se apresentarão entre 8 e 14 de maio são Os Mutantes (SP), BaianaSystem (BA), Mano Brown (SP), Céu (SP), Liniker e os Caramelows (SP), Maria Gadú (SP), Boogarins, Carne Doce, Karol Conka (PR), Tulipa Ruiz (SP), TETO PRETO (SP), DJ Patife (DF) e Rakta (SP).

Fabrício Nobre, da Construtora, e Lucas Manga, do El Club e Retetê, que agora é sócio do Bananada, comentaram parte das atrações do festival durante a coletiva de imprensa exclusiva para a TV Anhanguera, que participa como emissora oficial do evento, e veículos de comunicação do Grupo Jaime Câmara.

Além dos responsáveis pelo festival, a chef Emiliana Azambuja Melo representou o circuito gastronômico do festival no evento de lançamento. Polim, que representou o The Flash Weekend Tattoo, ação que faz parte da programação do evento, falou sobre a participação do estúdio de tatuagem no final de semana do Bananada, e Luisa Daher, assistente do gabinete gestor do Centro Cultural Oscar Niemeyer, descreveu a parceria do festival com o espaço.

A semana do Bananada, em maio, inclui shows em diferentes casas noturnas de segunda a quinta-feira e o final de semana acontece pelo quarto ano seguido no Centro Cultural Oscar Niemeyer. O festival terá um palco dedicado à música eletrônica, o que é uma novidade na programação do Bananada. Estão mantidos o Goiânia Crew Attack, que é o campeonato de skate, o Blackbook, que inclui artes e venda de produtos, o Flash Day Tattoo, com seis tatuadores por dia no final de semana, e os drinks do El Club.

Sobre os principais nomes

“Os Mutantes talvez seja o maior nome do festival esse ano, mundialmente conhecido”, diz Lucas Manga sobre a maior referência do rock psicodélico brasileiro. Já o rapper Mano Brown, dos Racionais MCs, que fará o primeiro show de lançamento do disco em São Paulo em maio, virá em seguida para Goiânia divulgar seu trabalho solo, Boogie Naipe (2016). “Trazer só o Mano Brown apresentando seu disco solo, no primeiro show fora de São Paulo é muito importante.”

Céu foi classificada por Manga como o “maior nome feminino” no Brasil atualmente. Liniker e os Caramelows voltam do festival South by Southwest (SXSW), em Austin, no Texas (Estados Unidos), e tocam pelo segundo ano seguido no festival. O novo sócio do Bananada também comenta que, mesmo com shows frequentes em Goiânia, a rapper curitibana Karol Conka não poderia faltar no evento.

“É indispensável dizer que os Boogarins são a nossa maior banda goiana.” Tulipa Ruiz é uma “dívida que a gente tem que pagar com a sociedade” pelo fato de ter sido cancelado após chuva forte no dia da apresentação dela em 2013. Já Baiana System recebeu destaque pelos shows lotados no carnaval de Salvador, lembra Manga.

O nome do DJ Patife foi justificado por ser um dos artistas que iniciaram a cena clubber no Brasil. Carne Doce também entrou por ser um dos maiores nomes da cena goiana e “tem que estar no festival”. “O TETO PRETO é provavelmente a coisa mais estranha que vai rolar no festival. E a gente acha isso muito legal. É uma banda de música eletrônica que fala de gênero, fala de feminismo. Os caras estão bombando em São Paulo.”

Novidades antecipadas

Manga deixou escapar que o DJ Patife será a atração que fechará o Bananada em 2017. “O Rakta talvez seja o nome de música underground, de música alternativa, o principal nome novo do País hoje. Uma banda de meninas que vai tocar em todos os festivais do mundo”, completa os comentários sobre as atrações principais Fabrício Nobre.

Rakta é um trio paulista de música experimental recheada de distorções e pedais. Foi um dos melhores shows que aconteceram em Goiânia para poucas pessoas no início de 2016 nos eventos realizados no A Toca Coletivo, no Setor Sul.

Outras atrações

Na 19ª edição do Bananada, a Orquestra Filarmônica de Goiás, que tem como casa principal o Palácio da Música do Centro Cultural Oscar Niemeyer, entra para a programação musical. O fundador do festival, Fabrício Nobre, disse que será um concerto especial para o Bananada. Luisa foi a responsável por antecipar a notícia da participação da Filarmônica de Goiás no festival. “Hoje o Bananada é, se não o maior festival que a gente tem, um dos maiores e o mais importante, eu acredito, no território nacional.”

Ainda se apresentam Akua Naru (Estados Unidos), Black Drawing Chalks e Hellbenders juntos, Forgotten Boys (SP), Scalene (DF), Jaloo (PA), o DJ Patricktør4 (PE), Ventre (RJ), Perrosky (Chile) e o irmão de Emicida, o rapper Fióti (SP). Também tocam Clearance (Estados Unidos), Romperayo (Colômbia), a banda dos filhos de Gilberto Gil, Sinara (RJ), Plutão Já Foi Planeta (RN), OutroEu (RJ), The Baggios (SE), Far From Alaska (RN), Esdras Nogueira (DF), Trem Fantasma (PR) e Lava Divers (MG).

A lista de atrações musicais continua com Justine Never Knew The Rules (SP), Rollin Chamas, Tagore (PE), NeguimBeats, Magaly Fields (Chile), Bruna Mendez, Hierofante Púrpura (SP), Luziluzia, Brvnks, Wry (SP), DJ set da Festa Selvagem (SP) e Barro (PE). Overfuzz, E A Terra Nunca Me Pareceu Tão Distante (SP), Terno Rei (SP), Aeromoças e Tenistas Russas (SP), Mad Monkees (CE), Viní & Sants (SP) e Cesrv & Cybass (SP) continuam a lista de artistas confirmados na edição de 2017 do Bananada.

Tem mais

E não acabou. Tem Come & Hell (DF), Ombu (SP), Ultravespa, JP Cardoso (MG), KOOGU (RN), Alex Justino + Morgana, Raça (SP), Daniel de Mello, Consuelo (DF), João Canta Brandão e DJ Barata (DF). O Bananada também confirmou My Magical Glowing Lens (ES), Ni Ela, Chell, Honeyband (RS), Sarah Abdala, SUPERVÃO (RS), El Toro Fuerte (MG), Laurent F. (SP), Luiza Lian (SP), Gabb Borghetti + Lucas Arr e Poltergat (SP).

Fecham a programação musical Branda, Wine B, Engroove, ChicoTripp, Mellow Buzzards, Lari Pádua (SP), Nick Mafra, Raul Majadas, Miêta (MG), PAPISA (SP), Cherry Devil, Sheena Ye, B. Abdala, Peixefante, Gregor, Sótão, Lutre, Components e Fernando Manso.

A arte que estampa todo material de divulgação do festival em sua 19ª edição é de autoria dos artistas Mateus Dutra e Danilo Itty. O circuito gastronômico Goiânia Rock City mais uma vez fica sobre a coordenação da chef Emiliana Azambuja Melo. A venda pela internet é feita pela Sympla. Também participa da realização do festival o Coletivo Centopeia.

Circuito gastronômico e tatuagens

Emiliana lembra que há quatro anos surgiu a ideia de criar uma ação de gastronomia para o Bananada. “A gente tenta buscar parceiros, que as pessoas tenham uma atitude bacana. A gente pede um prato que seja com banana.” Para a chef, a banana, que é marca do conceito do nome do festival, dialoga com um produto bastante brasileiro.

“Agora a gente está com a proposta de ficar como circuito gastronômico por um mês”, explica. A novidade de ampliar a duração da ação veio de pedidos de pessoas que queriam ir aos restaurantes e cozinhas participantes, mas a semana do festival já tinha acabado e não conseguiam conhecer o cardápio especial montado para o Bananada.

“Eu estou representando o The Flash Weekend Tattoo. Junto com a Maiene (Horbylon) e a Milleide (Lopes), a gente faz um final de semana no Oscar Niemeyer. São três dias. Na sexta, sábado e domingo, a gente tem seis tatuadores por dia para tatuar o festival inteiro”, explica Polim.

De acordo com uma das responsáveis pela ação do estúdio de tatuagem no Bananada, os trabalhos levados pelos tatuadores para o evento são autorais. “A gente visa valorizar muito o trabalho do próprio tatuador, porque quando se atua dentro do estúdio, às vezes ele não pode escolher o que ele vai fazer.” É o terceiro ano da ação na programação do festival.

Ingressos

Já é possível comprar ingressos para o Bananada pelo site do evento (clique neste link). Até o dia 8 de maio serão vendidos os passaportes Bananada Ouro pelo valor de R$ 110 (mais R$ 11 de taxa pelo site) que vale como entrada para todos os shows e datas do festival, inclusive as festas Blind Parties, que acontecem antes do evento. Já o passaporte Bananada Prata custa R$ 90 (mais R$ 9 de taxa pelo site) e dá direito a entrada nos três dias do final de semana do Bananada (de 12 a 14 de maio no Centro Cultural Oscar Niemeyer).

Mais informações podem ser conferidas no Facebook (clique neste link) e no Instagram (clique neste link). A programação musical separada por dia de evento será divulgada no dia 28 de maio.

Ouça à playlist especial feita pelo Festival Bananada:

Assista ao anuncio das atrações musicais:

1 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
1 Comment authors

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Fernando Vallim

Leva Stolen Byrds (PR) !!!!