Os 10 livros de literatura erótica mais importantes de todos os tempos

00

Reprodução | Museo Joaquín Peinado de Ronda

 Marcos Nunes Carreiro

“50 tons de cinza” pode até ser um best-seller, mas está longe de ser boa literatura. Os fãs de E.L. James podem até reclamar, mas é importante lembrar que não é o que se diz, mas como se diz, que faz um livro ser literariamente aceitável. Então, pegando esse “gancho”, resolvemos fazer uma lista de livros muito mais que aceitáveis — verdadeiros clássicos — da literatura erótico-sexual. Entre os nomes, o leitor encontrará escritores reconhecidos no cânone literário mundial, como Mario Vargas Llosa, Charles Bukowski e Georges Bataille. Aproveite:

a-venus-das-peles1) A Vênus das Peles – Sacher Masoch

Masoch é um mestre. Não à toa seu nome é base para o termo “masoquismo”, cuja inspiração está neste que foi o primeiro romance a descrever este tipo de relacionamento e fantasia sexuais de forma explícita e detalhada. Publicado em 1870, “A Vênus das Peles” ainda é um sucesso de vendas. Ao leitor, um aviso: não recomendado para menores de 18 anos.

 

120 dias2) Os 120 dias de Sodoma ou a escola da libertinagem – Marquês de Sade

Geralmente esgotado nas livrarias, este é um clássico da literatura erótica, uma obra-prima do Marquês de Sade, que também emprestou seu nome para aquilo que ficou conhecido como “sadismo”. Acontece que seus livros causam espanto há séculos. Por quê? Bem, em “120 dias”, por exemplo, Sade narra a história de quatro homens que decidem viver orgias com 46 pessoas durante quatro meses.

 

Lolita3) Lolita – Vladimir Nabokov

Publicado em 1955, em Paris, foi escrito originalmente em inglês, embora Nabokov seja russo. A história é a seguinte: Humbert Humbert, um professor de literatura com quase 40 anos se torna obcecado por Dolores Haze, de 12 anos, com quem acaba se envolvendo sexualmente após se tornar seu padrasto. Por contar a vida de uma menina precoce sexualmente, “Lolita” se tornou um clássico.

 

capa 15x23,4 aberta.indd4) O elogio da madrasta – Mario Vargas Llosa

Literatura de primeira qualidade é sempre uma certeza nas obras do peruano Mario Vargas Llosa. Neste romance, ele cria um contraponto entre amor e inocência ao revelar a sensualidade de dona Lucrécia, que acaba se envolvendo com Fonchito, o filho de dom Rigoberto, seu marido.

 

 

HISTORIA_DO_OLHO_1231468761P5) História do olho – Georges Bataille

Admirado por grandes nomes da literatura, como Roland Barthes e Julio Cortázar, Bataille estreou com “História do olho”, em 1928, imprimindo uma visão surrealista das descobertas e extravagâncias sexuais do narrador e Simone, sua amiga. Também um clássico.

 

 

tropico-de-cancer6) Trópico de Câncer – Henry Miller

Trópico de Câncer, ao lado de Trópico de Capricórnio, é um clássico da literatura erótica mundial. Com uma linguagem sexual explícita, “Câncer” chegou a ser banido dos Estados Unidos à época de sua publicação, em 1934, só voltando ao mercado na década de 1960.

 

 

pequenos passaros7) Pequenos pássaros – Anaïs Nin

Nesta obra, a autora francesa que causou polêmica em sua época ao escrever enredos permeados de erotismo e ideias feministas narra 13 histórias de pessoas que encaram seus anseios sexuais, sobretudo mulheres, dando vazão às suas paixões.

 

 

Mulheres-LPM-20118) Mulheres – Charles Bukowski

“Ela gemia, com a cabeça apoiada no travesseiro. Ãããiiii… Maneirei e fiquei só bimbando de leve.” Assim, entramos no mundo das aventuras sexuais de Henry Chinaski, alter ego de Bukowski, encontrando maravilhosas e literárias descrições em “Mulheres”. Sem dúvidas, um livro e tanto.

 

 

bibliotecaria9) A bibliotecária – Logan Belle

Há profissões e locais que geralmente causam fetiches sexuais. Bibliotecária é uma dessas profissões e, neste livro, Logan Belle utiliza da bela e jovem Regina Finch para mostrar um delicado jogo de dominação sexual.

 

 

100_ESCOVADAS_ANTES_DE_IR_PARA_A_CAMA_1230773558P

10) Cem escovadas antes de ir para cama – Melissa Panarello

Este livro causou certo alvoroço quando foi publicado, em 2003. A italiana, fã confessa de Vladimir Nabokov e Anaïs Nin, por exemplo, detalha neste livro desde a perda de sua virgindade, aos 15 anos, às mais loucas aventuras que viveu em orgias, sessões de sadomasoquismo com mulheres e homens casados. O livro vendeu milhões de exemplares e é um sucesso no Brasil.

6
Deixe um comentário

5 Comment threads
1 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
6 Comment authors
Leitor

E a “História de O” é o que? Hors concours?

Ricardo Kelmer, São Paulo-SP

Quando ampliar a lista para vinte obras, espero que Indecências para o Fim de Tarde esteja incluído. :-)
http://blogdokelmer.com/livros/indecencias-para-o-fim-de-tarde

camila

e a Casa dos Budas Ditosos do João Ubaldo Ribeiro? é sensacional com certeza! e nacional!

Wagner Armando

Este é realmente muito bom!

Anton Yvan

Os dois últimos da lista são meros sucessos efêmeros. E a falta de “A História de O” é imperdoável.

Sibila Markis

Amo literatura erótica, escrevo contos e agora estou muito empolgada trabalhando no meu primeiro romance erótico que estará pronto alguns meses. Se você quiser conhecer algumas de minhas histórias, visite meu perfil no site Clímax. https://www.climaxcontoseroticos.com/perfil_publico.php?autor_perfil=Sibila+Markis+