Augusto Diniz
Augusto Diniz

Wi-Fi Kills e Thee Dirty Rats lançam split com cara de ficção científica na festa Mandinga Night!

Selo goiano chega ao décimo vinil em três anos de existência e faz noite com shows das bandas Wi-Fi Kills (PR) e Thee Dirty Rats (SP) às 20 horas desta quinta (7/9) na Trip

Banda curitibana Wi-Fi Kills é uma das atrações da Mandinga Night! no feriado de 7 de setembro | Foto: Divulgação

Com a música cada vez mais fácil de acessar, seja por plataformas de vídeo como o YouTube ou de streaming nas mais conhecidas Spotify, Deezer e outras, há quem ainda invista suas forças, tempo e grana para lançar artistas e bandas em vinil. E é com esse sentimento de colecionador e apaixonado pelas bolachas pretas que o selo goiano Mandinga Records lança na noite desta quinta-feira (7/9) o split em sete polegadas (7”) Wi-Fi Kills on the Planet of Thee Dirty Rats (2017).

E para comemorar a marca de dez discos lançados, o selo idealizado pelo vocalista da goiana Bang Bang Babies, Pedro H. Rabelo, realiza a festa Mandinga Night! a partir das 20 horas de hoje na Trip, que fica na esquina da Rua 115-E com a Rua 115, no Setor Sul. As bandas Wi-Fi Kills (PR) e Thee Dirty Rats (SP) se apresentam no lançamento do split nesta noite.

Além dos grupos, há também a discotecagem de Júlio César Baron e Pedro Marques, músicos da cena independente de Goiânia. A entrada custa R$ 10 por pessoa até as 22 horas e R$ 15 depois desse horário.

Mesmo com lançamentos apenas no formato físico de vinil, a Mandinga Records não consegue se desligar do mundo digital. Até porque o contato com a maioria dos músicos do selo é feito pela internet. No Bandcamp da gravadora, é possível ouvir duas das quatro canções do EP que será lançado nesta noite (clique aqui para escutar).

Desde 2014, Pedro tem incluído discos e bandas ao catálogo do selo. Entre elas estão o grupo do dono da Mandinga, Bang Bang Babies, a carioca Autoramas, a sul-africana The Dyna Jets, a porto riquenha Los Vigilantes e os grupos paulistas Bloody Mary Una Chica Band, Drakula e Jazz Beat Committee.

Responsável pelo lado a do split com as músicas Chop Your Fingers e Yeah Yeah It’s True, a dupla paulistana Thee Dirty Rats é formada por Luis Tissot (guitarra e vocal) e Fernando Hitman (bateria e vocal). Depois do EP Traps and Mass Cofusion (2016), os músicos gravaram as canções do lançamento da Mandinga Records durante uma turnê na Europa no ano passado. As duas faixas foram produzidas por Jim Diamond, que já trabalhou com White Stripes e The Sonics.

A primeira impressão ao ouvir o EP de 2016 é a de que o som vem de longe, não se sabe se no tempo, no espaço ou preso em uma caixa. A mistura de garage rock com uma sonoridade robotizada meio punk e new wave fica bem marcada ao longo dos registros da dupla. Tudo isso unido ao barulho de uma guitarra caseira de três cordas e um pedal fuzz usados por Tissot.

Já a paranaense Wi-Fi Kills é dona das canções The CompressionTu-Du-Du-Duh incluídas no lado b do split. A banda tem Klaus Koti nos sintetizadores e teclados, Babi Age na bateria, Fernando Nishijima e Gean Santos nas guitarras, que tocam usando capacetes que parecem ter sido retirados dos filmes antigos de ficção científica.

A reunião desses músicos de Curitiba (PR) marca parte do rock de garagem vindo do Paraná com bandas como O Lendário Chucrobillyman, Os Savages, Uh la la e Thee Undead. O som mais dançante e nem por isso menos sujo da Wi-Fi Kills pode ser conferido no EP Wafes Sounds, lançado no final de 2016.

Mandinga Night!
Data: 7 de setembro (quinta-feira)
Horário: a partir das 20 horas
Local: Trip – Rua 115-E esquina com a Rua 115, Setor Sul
Ingressos: R$ 10 até as 22 horas, R$ 15 depois das 22 horas
Artistas: Djs Júlio César Baron e Pedro Marques, bandas Thee Dirty Rats (SP) e Wi-Fi Kills (PR)

Deixe um comentário

wpDiscuz