“Vamos ter um escândalo de corrupção ainda maior do que o da Petrobrás. E será no BNDES”

O procurador mais temido de Goiás diz que o banco do governo será foco de rombos ainda maiores e desabafa: “Não estamos dando conta de defender a República dos ratos que estão corroendo suas estruturas”

helio telho (27)

Foto: Renan Accioly/Jornal Opção

É raro achar um político que goste de Helio Telho Corrêa Filho. Eles têm razão de não ter muita afeição pelo procurador da República: além de já passado pelo Ministério Público Eleitoral (MPE) deixando estragos em várias candidaturas com gastos suspeitos nas eleições de 2004 e 2006, ele não costuma “alisar” com a classe. O fato agravante é que ele usa as redes sociais para dizer o que pensa — e geralmente o que ele pensa é o antônimo do que um questionável ocupante de cargo público consideraria um elogio.

Dessa forma, ele consegue a antipatia de partidários de todas as correntes. Ser tido por tanta gente diversa como “persona non grata” não parece lhe incomodar. Pelo contrário: mostra que o alcance de seu rigor com a coisa pública é imparcial e acaba “doendo” em todos. Ao mesmo tempo em que mostra a vigilância necessária aos fatos sombrios demonstrada nas redes sociais, ele tem também um lado reservado: prefere não falar sobre questões pessoais. “Minha vida particular é muito pouco interessante”, desconversa, embora ele mesmo diga que quem o quer destratar o acusa de gostar de aparecer.

Ao receber o Jornal Opção em sua sala, Helio Telho fez questão de puxar alguns temas por conta própria — embora já estivessem também na pauta. O principal alvo foi a necessidade de uma reforma político-eleitoral adequada. “Hoje as lideranças políticas, sociais e religiosas, em sua maioria, vendem o apoio. Há até mesmo uma tabela. E a cada eleição isso está mais caro”, resume.

O escândalo da Petrobrás ganha outro nome pela boca do procurador: “petropina”, uma junção dos termos “petróleo” e “propina”. “A ‘Veja’ foi de uma criatividade sem tamanho usando o termo ‘petrolão’. O que há é a ‘petropina’, a Petrobrás estava prospectando petróleo com propina.” Mas o pior ainda está por vir, diz ele. “Nós ainda vamos ver o maior escândalo de corrupção. E será no BNDES. Se na Petrobrás havia o TCU [Tribunal de Contas da União] investigando e denunciando fraudes, do BNDES nós não temos nada, não sabemos nada”, alerta Helio Telho, que estabelece até um prazo máximo para os novos podres virem à tona: dois anos.

Elder Dias — O sr. atuou como procurador eleitoral [esteve à frente do Ministério Público Eleitoral (MPE) no Estado de 2004 a 2007, período em que definiu a estratégia de atuação do colegiado nas eleições de 2004 e 2006 e também no referendo sobre comércio de armas, ocorrido em 2005], e fez alguns candidatos terem problemas sérios com a Justiça. O que o sr. pode dizer da Lei da Ficha Limpa? Ela efetivamente contribuiu para melhorar o processo eleitoral no País?
Só teve problema quem teve dificuldades para observar as regras eleitorais. De lá para cá, tivemos muita evolução na legislação eleitoral como um todo, mas foram alterações mais, digamos, cosméticas. Não tivemos o que realmente precisávamos, que é uma reforma política que barateie as campanhas eleitorais, que faça com que não se necessite de tanto financiamento.

O sistema não pode induzir a que o partido político se torne um negócio, uma empresa, e que o apoio político se torne uma mercadoria. Hoje — e desde aquela época já era assim, identificamos isso — o apoio político é uma mercadoria negociada por dinheiro. Esse comércio ocorre de várias maneiras. Por exemplo, um partido político pequeno tem um horário na propaganda eleitoral e vende isso para quem lhe der mais, seja por dinheiro, por posições no governo etc. Veja que as coligações governistas, em todas as eleições — nacionais, nos Estados e nos municípios — são as que reúnem o maior número de siglas, fazem uma sopa de letrinhas. Isso se dá porque um punhado de partido de aluguel vende para o majoritário governista, que tem maior capacidade de pagar. O partido governista, além do dinheiro, tem a estrutura de poder, cargos, contratos favorecidos etc.

Esses cargos depois serão usados da mesma maneira como foram utilizadas as diretorias da Petrobrás, para tirar dinheiro e enriquecer as pessoas que fizeram as indicações para esses cargos. Então, o sistema eleitoral precisa mudar. Se os partidos querem se coligar, ótimo; mas isso não pode implicar um aumento do tempo de televisão. Podem coligar, mas o tempo será apenas o do partido que lançar o candidato. Dessa forma, o tempo de TV deixa de ser uma moeda de troca, porque não terá valor de mercado. O tempo das siglas que se juntarem aos partidos dos candidatos será distribuído em rateio para todos. Dessa forma, a reforma eleitoral desestimularia a compra do apoio de partidos de aluguel.

Cezar Santos — A cláusula de barreira não seria um dispositivo nesse sentido?
A cláusula de barreira é antidemocrática, porque impede o surgimento de novos partidos. Podem dizer que há partidos demais; é verdade, mas temos partidos de aluguel e a cláusula de barreira não impede que esses partidos continuem negociando apoio, vendendo tempo de televisão. O que acabaria com isso seria impedir que o partido levasse o tempo de TV para a coligação. É simples: assim, os partidos de aluguel não terão mais a mercadoria para vender e tenderão a morrer de inanição.

Partido que tiver candidato vai usar seu tempo de TV para fazer a propaganda desse candidato; quem não tiver candidato não terá tempo. O tempo dos partidos que não tiverem candidatos será distribuído para todos os outros partidos que apresentarem candidatos. Assim, teremos uma eleição mais democrática, será menor a necessidade de financiamento, porque os partidos com candidato não terão de pagar aos nanicos para ter cinco segundos a mais, dez segundos a mais. Ao comprar o tempo da sigla de aluguel, o partido maior evita que o adversário pegue esse tempo; ou seja, traz o partido de aluguel e ao mesmo tempo o tira do adversário. É como vencer um “jogo de seis pontos”.

Hoje as lideranças políticas, sociais e religiosas que atuam nas eleições, em sua maioria, vendem o apoio. O vereador e o prefeito do interior, para trabalharem para um deputado, querem dinheiro. Há até mesmo uma tabela. E a cada eleição isso está mais caro. O preço é regulado de acordo com a importância dessa liderança, da quantidade de votos que essa liderança pode conseguir. Hoje isso está em mais ou menos 100 reais por eleitor — uma diária para serviço braçal no domingo. É o preço de um voto. Se o indivíduo teve 3 mil votos na eleição passada, então ele vale 3 mil vezes 100 reais. Se só teve 500 votos, vale “só” 500 vezes 100.

Elder Dias — Isso explica o fato de tanta gente disputar eleição sabendo que não tem nenhuma chance de vencer?
Sim, veja que tivemos quase 800 candidatos a deputado estadual este ano em Goiás, e a grande maioria não tinha quase nenhuma chance de se eleger. Isso ocorre porque o sujeito está se cacifando na eleição. Ele sabe que se tiver só 2 mil votos não se elege; mas, na eleição seguinte, poderá vender esses 2 mil votos a um candidato a prefeito. Ele vai dizer “eu posso trabalhar esses 2 mil votos para votar em você”. Vai custar 2 mil vezes 100. O candidato a prefeito vai ter de correr atrás de dinheiro para pagar isso, porque, senão, o cara vai trabalhar para o adversário dele.

Cezar Santos — Na reforma política, que virou o grande tema no momento, muitos colocam que o financiamento exclusivamente público de campanha resolve a questão. Resolve mesmo?
Todo político tem sua própria receita de reforma, pode perguntar a qualquer um, a qualquer parlamentar. Em geral, essa receita não muda muito de um para outro e pode ser resumida da seguinte maneira: é uma fórmula que facilite a eleição do dono da ideia e dificulte a eleição de meu adversário. Essa é a reforma política ideal que a pessoa vai defender. Na discussão sobre financiamento público ou privado, se a opção é por ser exclusivamente público ou misto, também há esse interesse por trás disso. Quem é de esquerda e tem condição de conseguir mais dinheiro público defende o financiamento exclusivamente público; quem é de direita e acha que tem mais condição de conseguir dinheiro de empresas vai defender o financiamento privado.

Na prática, isso não faz muito sentido, porque quem financia campanha não está interessado em saber se o sujeito é de direita ou de esquerda: ele está financiando campanha para ver quem vai lhe trazer benefício financeiro depois, ou seja, lucro. É um negócio. O financiador está fazendo um investimento. Por isso que a JBS-Friboi foi a maior financiadora de campanha nessas eleições e doou uma grana pesadíssima tanto para Dilma Rousseff (PT) quanto para Aécio Neves (PSDB). Eles fizeram igual ao cara que joga na loteria esportiva e quer preencher a coluna 1, a coluna do meio e a coluna 2. O sujeito faz o triplo, assim não vai perder nunca a aposta. Foi o que a JBS fez. E fez isso porque tem negócios com o governo, é a empresa que mais recebeu tem financiamentos do BNDES [Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social], com mais de R$ 5 bilhões para expandir seus negócios no exterior. Então a JBS quer manter essa linha de crédito aberta e não quer saber se é Dilma ou Aécio quem vai ganhar, se é o PT, se é direita ou esquerda. Ele quer saber é que vai ter lucro com isso. Lucro não tem ideologia. É preciso desmistificar isso, portanto.

Sou particularmente contra o financiamento de campanha por pessoa jurídica, porque empresa sempre visa lucro. O sistema capitalista é construído sobre o lucro, as empresas existem para ter lucro, senão quebram. Isso não é ruim, a roda gira dessa maneira. O ruim é uma empresa financiar uma campanha e amanhã ir atrás de um contrato que será concedido pelo financiado por ela. Aí o interesse público vai para o ralo, porque o que se atende é o interesse da empresa. Por isso, empresa não pode financiar campanha, ainda mais empresa que pode ter algum negócio com o governo, como empreiteiras, bancos e outras. Isso é um absurdo.

"O que encarece demais a campanha eleitoral são  a compra do apoio político e o marketing, o programa eleitoral chamado gratuito. Gratuita é só a veiculação”

“O que encarece demais a campanha eleitoral são
a compra do apoio político e o marketing, o programa eleitoral chamado gratuito. Gratuita é só a veiculação”

Cezar Santos — Mas o financiamento exclusivamente público de campanha não vai estimular o caixa 2, que no fundo é o grande problema?
Não é só isso. Caixa 2 é utilização de dinheiro ilícito.

Cezar Santos — Às vezes o dinheiro é legal, mas passado ao candidato de forma escamoteada…
Se a pessoa tem o dinheiro legal, por que vai sujá-lo e passá-lo de forma ilegal? O dinheiro de caixa 2 é ilícito, é dinheiro sujo, que não tem origem clara, ou porque foi de corrupção ou de sonegação ou por estar acima do limite de doação. Mas por que alguém vai doar acima do limite legal — o que, no caso de pessoa física, é 10% de toda a receita que ela teve no ano anterior e, no caso da empresa, é 2% do faturamento dela? É muito dinheiro, por que alguém vai querer doar mais do que isso?

Já pegamos muitos casos em que a pessoa doou mais do que arrecadou. É porque, na verdade, ela está emprestando só o nome. Isso é somente para lavar o dinheiro, que veio de uma origem suja. Portanto, é um dinheiro que não poderia estar na campanha e está. Por isso é que o dinheiro passa pelo caixa 2. Se ele fosse lícito, a empresa apenas doaria no caixa 1, o caixa oficial da campanha. Se a pessoa não quer que a doação apareça, por ter receio de o candidato perder e, depois, sofrer o risco de ser retalhada por isso pelo vencedor, doa para o partido. Hoje, a legislação eleitoral prevê essa possibilidade. O partido, então, distribui entre os candidatos e ninguém fica sabendo para quem foi dado aquele dinheiro, pois cai no caixa do partido e não é possível saber quem doou para quem. O caixa 2 é isso.

Às vezes, o dinheiro é lícito, mas o objetivo final, o emprego do dinheiro, é ilícito. Às vezes, precisam comprar apoio político, mas obviamente isso não é previsto na legislação como autorizado. Então, o candidato vai dar o dinheiro para o vereador trabalhar para ele no caixa 2. O dinheiro não aparece porque o gasto foi ilícito. O problema é que há o dinheiro legal que é utilizado para comprar a influência política do mandato — pois quem foi eleito não vai dever sua eleição a quem votou nele, mas sim a quem financiou sua campanha. É uma espécie de corrupção institucionalizada, permitida, não punida e admitida.

E há o financiamento ilegal. Se adotarmos o financiamento público, proibindo o financiamento de empresa, isso por si só não será suficiente para impedir o financiamento ilegal, o financiamento clandestino com dinheiro ilícito — proveniente de sonegação, corrupção, tráfico de drogas, o que seja. É claro que quando se adota o financiamento público, proíbe-se o financiamento por em­presa e impede que aquela empresa, legalmente, possa doar, mas não é o suficiente para impedir o caixa 2. Isso terá de ser feito de outras maneiras, o que é, normalmente, um pouco mais complexo. Se se diminui a necessidade de financiamento, barateando as campanhas eleitorais, a possibilidade de esse dinheiro ilícito interferir na campanha é menor — se o político não precisa do dinheiro, por que ele vai pegar?

O que encarece demais a campanha eleitoral, hoje? Basicamente são as duas principais despesas: a compra do apoio político e o marketing, o programa eleitoral chamado “gratuito”. Gratuita é apenas a veiculação na televisão, pois a produção não é. Pelo contrário, ela é muito cara, caríssima. Não só pela necessidade de ter atores, produtores, cinegrafistas, câmeras, editores e todo esse pessoal, mas também porque tem, por trás de tudo, o marqueteiro, que é o profissional mais bem pago do mercado, hoje. O bom marqueteiro é mais bem pago do que jogador astro de futebol. Esse marqueteiro não trabalha de qualquer jeito, é um profissional exigente e quer só o melhor para apoiar suas pesquisas. Ele quer pesquisas qualitativas, diárias, para avaliar o programa eleitoral que ele pôs no ar e para que, assim, ele possa preparar o próximo capítulo. As pesquisas qualitativas são caríssimas e tem de ter muito dinheiro para isso. Se não regulamentarmos uma forma para impedir que esse custo da propaganda eleitoral continue alto, não conseguiremos fechar a entrada de dinheiro ilícito. É preciso reformar esse modo de fazer propaganda eleitoral para que fique mais barato.

Elder Dias —– Já houve algumas tentativas de baratear o horário eleitoral. Como o sr. vê as restrições que hoje são impostas?
A legislação melhorou um pouco. Mas, ainda assim, existem algumas questões. Por exemplo, hoje, um partido pode lançar uma vez e meia o número de candidato, na eleição proporcional. Em uma coligação, esse número é o dobro das vagas. Ora, se eu tenho 10 vagas em uma Câmara de vereadores, por que meu partido vai lançar mais do que 10 candidatos? Se eu estou lançando 15 ou 20, eu estou colocando um candidato para brigar com o outro, pelo voto. Ou seja, correligionários disputando votos com correligionários. Se aumentam a competição, aumenta a necessidade de dinheiro. Portanto, nós precisaríamos diminuir a quantidade de candidatos. Cada partido ou coligação só poderia lançar, no máximo, a quantidade de cadeiras que há de disputa.

Elder Dias —– E a lista fechada, como o sr. percebe isso?
A lista fechada é um sonho dos caciques partidários. Se houver lista fechada com fidelidade partidária, acaba, totalmente, a liberdade do parlamentar. É o cacique partidário, é a direção partidária que vai dizer o que deve e o que não deve ser feito. Acabaria a negociação de balcão, no Congresso Nacional, e a negociação passaria a ser somente entre presidentes de partido e de presidentes de partido com o presidente da República. O que o presidente do partido falar o deputado terá de seguir. Do contrário, será expulso, perderá o mandato ou, então, lhe será negada legenda para a próxima eleição, ou ele será colocado no fim da lista seguinte. Esse é um problema sério.

Existe uma proposta em tramitação no Congresso Nacional, feita pelo Movimento de Combate à Corrupção Eleitoral, que é bastante interessante. Ela propõe eleição em dois turnos para o Parlamento, para Câmara de Vereadores, para a Assembleia e para a Câmara dos Deputados. De que maneira? No primeiro turno dessa eleição, o eleitor vota no partido, na legenda. Tem até uma lista partidária, mas que não é pré-ordenada, é feita sem qualquer ordenação. O eleitor pode votar no candidato ou no partido, mas a votação toda vai só para o partido. Define-se, então, no final da apuração do primeiro turno, quantas vagas cada partido vai obter. No segundo turno da eleição, vota-se no candidato. O candidato que tiver mais votos pula para o primeiro lugar da lista. Então, quem acaba ordenando a lista é o eleitor, e não o cacique. Assim, se o partido tem só uma vaga e o candidato do cacique foi o segundo mais votado, ele vai virar suplente. É uma maneira interessante de se ter uma lista, mas que não é pré-ordenada. É uma lista que será ordenada pelo eleitor no segundo turno.

“Prefiro o termo ‘petropina’ em vez de petrolão”

helio telho-mosaico

Fotos: Renan Accioly/Jornal Opção

Elder Dias —– Existe um dogma de que o financiamento público só dá certo com lista fechada. É uma falácia? Há como contornar isso?
Como o financiamento público implica repassar o dinheiro para o partido e este administrá-lo —– não se pode passar o dinheiro para o candidato —–, acham que, se tem uma lista aberta e o partido concentra o dinheiro em dois ou três candidatos, aqueles que estão sem dinheiro não terão condições de se elegerem ou terão de arrumar dinheiro por fora. Essa é a crítica que se faz. Quando se tem a lista pré-ordenada, evidentemente, o partido investirá o dinheiro naqueles que estão em primeiro lugar da lista. Mas essa lista vem de uma eleição intrapartidária. E a democracia interna dos partidos a gente sabe como se dá, é pior do que fazer salsicha.

Elder Dias —– O sr. atuou no caso Caixego [Caixa Econômica do Estado de Goiás], que também envolveu uma questão de caixa 2.
Foi dinheiro desviado de um acordo [com servidores] para fi­nanciar campanha. Só que aquilo foi troco de pinga, se você for com­parar com o dinheiro que hoje rola.

Elder Dias —– O que aconteceu com aquele dinheiro? Ele foi devolvido? Como ficou?
Naquele caso, em um determinado momento, o STJ [Superior Tribunal de Justiça] entendeu — e isso foi logo no começo do processo, eu já tinha feito a denúncia — que, como a Caixego estava em liquidação ordinária, ela não integrava mais o sistema financeiro nacional. Ali, então, não teria ocorrido um crime contra o sistema financeiro, mas outro tipo de crime, o que, por essa razão, não seria da competência da Justiça Federal. Assim, o caso foi para a Justiça Estadual. O Supremo Tribunal Federal (STF) entendeu que algumas das diligências que tinham sido realizadas com a autorização do juiz federal eram nulas, porque o juiz não tinha competência legal para autorizá-las. Principalmente, as escutas telefônicas e mais algumas providências. Isso prejudicou muito a solução do caso, pois muitas provas importantes não puderam ser utilizadas. Esse caso foi para a Justiça Estadual e eu não acompanhei seu desfecho, a não ser pelas notícias da imprensa, porque não fui mais o procurador do caso, já que atuo na Justiça Federal.

O que apuramos, na época, está na denúncia que eu fiz: houve um acordo, as pessoas acreditavam que os beneficiários — os reclamantes na ação trabalhista — acreditavam que estava sendo pago um valor bem menor em relação ao que, de fato, tinha sido objeto do acordo. Boa parte desse dinheiro foi para propina, para permitir que o acordo fosse realizado. Dessa forma, o então procurador-geral do Estado recebeu dinheiro, uma parte ficou com os advogados e com as pessoas que intermediaram essa negociação e outra parte foi para a eleição, para pagar dívida de campanha. Isso foi apurado, na época. Como algumas provas não puderam ser utilizadas, talvez isso tenha influenciado negativamente no resultado do julgamento.

Cezar Santos —– É difícil falar em tese, mas a impressão é de que, se aquilo tivesse acontecido hoje, o desfecho do caso não teria sido o mesmo. Parece-me que, atualmente, o Ministério Público tem mais condições de apurar, ou talvez esteja com mais crédito junto à sociedade.
Não vejo assim. O mérito maior, a meu ver, foi da própria tese que a defesa levantou e conseguiu convencer os tribunais em Brasília, de que aquele assunto não era federal, mas, sim, estadual. Dessa forma, as provas ficaram nulas. Sem provas, não tinha como tocar o caso para frente. E eram escutas telefônicas, não tinha mais como voltar atrás. Nós tivemos, depois disso, aqui em Goiás e em todo o Brasil, várias operações com escutas telefônicas que foram anuladas pela Justiça.

O fato é que o STJ, principalmente, é muito restritivo com relação à utilização de escutas telefônicas para apurar crimes de colarinho branco. A gente não vê o STJ anulando escutas telefônicas quando se está investigando, por exemplo, o tráfico de drogas. Aí, o peso e a medida parecem ser um; mas, quando se trata de crime do colarinho branco, o grau de exigência tem sido grande e tem dificultado o trabalho. O caso Caixego foi o primeiro. Se estudarmos as operações e os casos que foram anulados pela Justiça com este tipo de fundamento, veremos que esse foi o primeiro. Daí, então, o mérito maior da defesa. Depois disso, outros casos seguiram essa jurisprudência. Na época não havia escutas telefônicas, não se utilizava tanto esse método para apurar esse tipo de crime. A lei de lavagem de dinheiro foi utilizada pela primeira vez neste caso. Era tudo muito novo. Não sei, mas acho que hoje, provavelmente, se essa tese tivesse sido levantada, o destino teria sido o mesmo.

Cezar Santos — Baseado em sua experiência em estudo de casos, que deve ser vasto, o sr. diria que hoje esse escândalo do petrolão…
(interrompendo) Eu não gosto deste nome. Acho que “petrolão” é falta de criatividade. A revista “Veja” patrocinou esse termo e outros veículos estão seguindo, mas é de uma falta de criatividade sem tamanho. O termo “mensalão” saiu de uma pessoa extremamente inteligente e criativa, um frasista com presença de espírito muito grande, que é Roberto Jeferson [ex-deputado], que foi um dos condenado no próprio caso que batizou. Ele falou em “mensalão” e isso pegou. A “Veja”, por falta de criatividade, não conseguiu arrumar um nome melhor e veio com essa história de petrolão.

Elder Dias — Mas não há um viés ideológico no termo “petrolão”, para colar esse caso com o mensalão?
Pode ser que tenha, mas até nisso é ruim, porque este escândalo é muito maior do que o mensalão. Usando este termo, estão reduzindo este escândalo atual ao tamanho do outro. Acho “petropina” um termo muito mais criativo, porque é petróleo com propina. Ou seja, leva à dedução de que ali a Petrobrás estava prospectando petróleo com propina. Enfim, eu não gosto de petrolão, acho uma falta de criatividade incrível.

Cezar Santos — Se não me engano, pelos valores envolvidos, este pode ser o maior escândalo do mundo. Isso tem procedência, em sua opinião?
Teve um jornal, não me lembro se a “The Economist” ou o “The New York Times”, que disse ser este o maior desfalque, o maior roubo público, em países democráticos de que já se tomou conhecimento. E não é difícil de explicar isso, não, pelo contrário, é até fácil de explicar. Quando a gente tem notícia de escândalo de corrupção no Japão, por exemplo, vemos o corrupto flagrado chorar na televisão, pedir perdão, até cometer haraquiri [termo japonês para designar suicídio]. Ocorre que, em países desenvolvidos, onde o sistema de justiça funciona, o sistema processual penal funciona, o sistema de controle funciona, esses escândalos de corrupção são identificados e punidos quando ainda não cresceram.

É comum, por exemplo, vermos nos Estados Unidos políticos flagrados recebendo propina de US$ 10 mil. Isso aqui no Brasil é insignificante, em termos de propina. Nosso problema é que temos uma cultura de impunidade muito grande. Daí, se formos voltando no tempo, percebemos que os escândalos que se sucedem estão cada vez maiores. Como o escândalo anterior não foi punido, o próximo vai ser maior. Isso é tão obvio e banal que não sei como as pessoas não perceberam isso antes.

No julgamento de um dos habeas corpus do caso Petrobrás, os ministros do STJ se disseram estarrecidos com a quantidade de dinheiro envolvida. Ora, mas esse não foi o primeiro escândalo que chegou ao STJ. Nós tivemos a Operação Castelo de Areia [investigação, feita pela Polícia Federal em 2009, de crimes financeiros e lavagem de dinheiro, tendo como centro operações do Grupo Camargo Corrêa], que o STJ anulou. Se a Castelo de Areia não tivesse sido anulada, mas, pelo contrário, se tivesse chegado a bom tempo, nós não teríamos essa Operação Lava Jato agora. Aquele pessoal da Castelo de Areia é o mesmo que está nessa agora. Se eles tivessem sido punidos lá atrás, não teríamos isso agora.

Nosso sistema é muito permissivo. Por quê? Isso ainda é uma herança, um legado do regime militar. Durante aquele período, muita gente sofreu com os abusos do Estado. Teve gente que foi torturada, que foi presa, que foi “desaparecida”. E teve gente que foi torturada, presa e “desaparecida”. Quando o regime militar cedeu espaço para o civil, tivemos uma Constituinte. Nela, havia vários constituintes que tinham sofrido na pele com a ditadura. E esses constituintes colocaram na Constituição salvaguardas para garantir que ninguém no futuro passasse por aquilo de novo. Tantas salvaguardas contra a atuação punitiva do Estado que hoje não conseguimos punir os criminosos, principalmente aqueles do colarinho branco, que são os que têm mais condição de usar essas salvaguardas. Portanto, essas salvaguardas, que foram feitas para garantir a democracia, a República e o Estado democrático de direito estão, pelo exagero, afundando esse próprio Estado, porque não estamos dando conta de defender a República dos ratos que estão corroendo suas estruturas.

­Cezar Santos — O sr. diz que surpreende que as coisas tenham crescido. A coisa não cresceu dentro da Petrobrás justamente porque o “status quo” de poder instalado na República hoje está profundamente implicado e isso serve para financiar o partido do governo e seus aliados privilegiados?
Se o sistema favorece a prática da corrupção, ela vai florescer. E tenho repetido: este ainda não é o maior escândalo que vamos ver. Ainda vamos ter um escândalo maior do que esse. E digo até qual: será no BNDES. Por que sei disso? Estou fazendo investigações, ouvindo escutas telefônicas? Não. Mas é que as coisas são óbvias demais. A corrupção floresce em ambientes onde há muito dinheiro, nenhum controle, muito sigilo e impunidade total. O BNDES está alavancando com mais de R$ 500 bilhões do Tesouro Nacional, fazendo empréstimos a juros subsidiados. Mas não sabemos para quem, quanto foi para cada um e nem quais são as garantias. Por quê? Porque alegam sigilo bancário e, assim, nós não podemos ter acesso. Ou seja, a CGU [Controladoria-Geral da União] não fiscaliza, o TCU [Tribunal de Contas da União] não consegue fiscalizar, o Ministério Público Federal não tem acesso. Ninguém tem acesso. É claro que esse dinheiro está sendo desviado (enfático). É claro que isso é uma cultura para a corrupção. Tudo isso é muito óbvio. Quando conseguirmos abrir a caixa preta do BNDES, a “petropina” vai parecer troco de pinga. Se na “petropina” tinha obra em torno de R$ 70 bilhões em contratos, no BNDES há R$ 500 bilhões, sete vezes mais. Só que na Petrobrás havia o TCU investigando e denunciando fraudes e superfaturamentos, há muito tempo. Mas no BNDES nós não temos nada, não sabemos nada.

O dinheiro, por exemplo, para financiar obras no exterior, por exemplo, em Cuba, chega lá depositado, por exemplo, em um banco do país. E quem está tocando essa obra é a Odebrecht, que foi considerada pela Transparência Internacional a empresa privada de menor transparência entre as grandes, sem qualquer estrutura interna de combate à corrupção. Esse dinheiro do BNDES, então, vai para o banco cubano e é movimentado sem controle nenhum. Como saberemos o que foi feito com esse dinheiro, como poderemos rastreá-lo? Então, o que vemos é como se tivessem arando o terreno fértil, colocando adubo e semeando corrupção. Será que ela vai nascer? É evidente que vai! (enfático)

Portanto, nós ainda vamos ver o maior escândalo de corrupção na República. Esse, sim, será o maior, não tem como ter outro maior só porque a maior quantidade de dinheiro está ali. As medidas que os colegas estão tomando na Operação Lava Jato são úteis, mas não são as únicas nem as mais eficazes. Combate-se a corrupção com punição e prevenção. Primeiro, é preciso evita que a tranca seja arrombada. Temos de ter instrumentos de controle, organismos, entidades e órgãos independentes de controle interno e externo, para ficar auditando esses contratos, ficar avaliando, verificar execução, cobrar prestação de contas e para poder identificar uma eventual situação de irregularidade antes de ela acontecer ou quando ainda estiver no começo. É preciso ter transparência, ou seja, todo mundo tem de ver o que está acontecendo. Porque quem está ali dentro fica constrangido e com medo de ser preso. Se está protegido pelo escuro e pelo sigilo, vai se sentir muito mais à vontade para roubar.

Tem de ter controle e transparência, e também um sistema processual que seja eficaz para punir os casos em que não foi possível prevenir. Aí nós entramos em um problema sério, voltando à questão dos constituintes. Nós temos garantias em excesso, em decorrência disso um processo criminal e judicial que não acaba nunca. A garantia diz que a pessoa não será considerada culpada enquanto não transitar em julgado a sentença condenatória. Nos Estados Unidos, o réu não pode ser considerado culpado enquanto não houver prova em contrário. Aqui, não: enquanto não tiver sentença judicial condenatória transitada em julgado. E a pessoa pode recorrer. E há recursos infinitos. Fica nisso, recorrendo, sem deixar transitar. E, assim, nunca será considerada culpada.

Isso não está sendo utilizado somente nos crimes de colarinho branco, a criminalidade violenta também está se aproveitando disso. Por isso as pessoas condenadas logo estão nas ruas. Se é condenado a sete anos, cumpre 11 meses e já sai da reclusão, o sistema favorece todo mundo. Vejo iniciativas no Parlamento para endurecer penas, aumenta-las. Podem até impor pena de morte, três vezes pena de morte para o mesmo individuo. Com nosso atual sistema processual não vamos conseguir executar sequer uma delas, quanto mais as três. É uma enganação quando se vê um político defendendo aumento de pena sem defender uma reforma no sistema processual e de investigação criminal que permita que se faça uma investigação célere, segura — com garantias para o investigado, mas também com possibilidade de obter provas com que consigamos responsabilizá-lo —, um processo de responsabilização com direito à defesa, mas que chegue ao fim, que não seja tão demorado, que não dê margem para manobras que visem fazer o processo prescrever. Se o político não defende isso dessa forma, está apenas enganando.

Procurador Helio Telho fala aos editores Cezar Santos e Elder Dias: “Quem financia eleição de alguém faz negócio”

Procurador Helio Telho fala aos editores Cezar Santos e Elder Dias: “Quem financia eleição de alguém faz negócio”

Cezar Santos — Ou é um político mal informado.
Não acredito em desinformação por parte de políticos. Ninguém assume um mandato sendo ingênuo. O político bobo nasceu morto. Não adianta endurecer a pena se não tiver um sistema processual que funcione. No caso da Operação Lava Jato, está havendo uma situação muito interessante: o sistema está funcionando. Pessoas foram presas e quem está preso não está ali por punição. São prisões processuais: tinha gente ameaçando testemunhas, gente com passaporte escondido de outro país, gente que estava se preparando para fugir com dinheiro lá fora, gente tentando atrapalhar eventual delator que resolvesse delatar, esquemas que continuavam funcionando e as prisões serviram para desarticulá-los. Tudo isso voltado para o processo. O sistema está mantendo essas pessoas presas, porque é preciso. Como tudo está funcionando, essas pessoas que estão presas, a cada dia, estão vendo sua situação mais perto do que foi o caso do mensalão. Muitos dizem que o julgamento do mensalão não adiantou nada, porque, enquanto havia o processo estava ocorrendo a “petropina”. Pelo contrário, adiantou muito, porque, como teve gente cumprindo pena — e tem até hoje, há operadores do esquema que ficarão muitos anos na cadeia —, essas pessoas envolvidas com a “petropina” se veem no lugar daquelas. O mensalão causa o efeito Orloff: quem está na “petropina” estão se vendo no lugar daquelas, com os condenados lhes falando “eu sou você amanhã”. Pensam “poxa vida, amanhã serei eu a pegar 40 anos de cadeia”. Então, estão resolvendo colaborar, em troca de uma melhora nessa situação.

Cezar Santos — O sr. já percebe um trabalho de desconstrução, ou desmoralização, da figura do juiz Sergio Moro [da 13ª Vara Federal de Curitiba, responsável pelo processo da Operação Lava Jato]?
Sim, claro. A atuação de Sergio Moro tem sido muito importante no caso, mas, talvez, se pegar a conta da Operação Lava Jato, isso represente 20% do êxito dela. Os 80% restantes estão na conta de quem está investigando de fato — o MPF, coordenando, e a PF, apoiando. Sergio Moro não investiga. Ele é juiz, não tem função de investigação. Está lá, quieto em seu gabinete e então chega um investigador e lhe diz que precisa de um mandado de busca. Ele olha as provas, os fundamentos, verifica tudo e dá o documento. Cumprem o mandado, acham mais coisa e voltam ao juiz. Novamente pedem providências e o juiz autoriza.

Nesses 80% restantes, há uma equipe de sete procuradores da República, de vários delegados, de dezenas de agentes e peritos da PF. Mas a imprensa precisa de um rosto, de uma imagem. Vocês sabem disso mais do que eu. Na configuração do sistema, o juiz é um só, Sergio Moro. Na Procuradoria, há sete pessoas, na PF há uma dezena de delegados e agentes. Não há um “rosto” da PF ou do Ministério Público. Sergio Moro não deu sequer uma entrevista, não soltou qualquer nota e só fala por meio do processo. Mesmo assim, está aparecendo muito, por conta das circunstâncias. Nessa hora, então, aqueles que estão se sentindo atingidos por essa operação vão atacar esse rosto que aparece. Daí vem a tentativa de desconstrução de sua imagem, como buscaram fazer com Joaquim Barbosa [ministro do STF relator do processo do mensalão]. Isso ocorre tanto por parte de políticos como por parte de advogados dos envolvidos. Há, ainda, o braço midiático desse esquema. Isso tudo porque enxergam nele o único alvo certo para promover os ataques.

Nossa advocacia criminal ficou muito mal acostumada no Brasil. A maioria dos grandes criminalistas trabalha somente buscando as nulidades [atos jurídicos que carecem de requisitos fundamentais, por terem sido produzidos com algum vício]. Quando não conseguem resolver a questão em favor de seu cliente na base das nulidades, têm uma dificuldade muito grande para desenvolver outras táticas para atuar no processo. Isso se torna ainda mais difícil para eles em um processo como o da Lava Jato em que as provas são muito robustas. Então, qual passa a ser sua tática? Atacar a figura do procurador, do delegado ou do juiz. Como são vários os procuradores e delegados, não têm um rosto único, optam por questionar a figura do juiz.

Elder Dias — Sobre a questão do exagero de recursos, temos, por exemplo, o empresário Carlos Cachoeira, que já foi condenado. Até quando ele poderá recorrer? Como fica o desfecho de seu caso?
Ele já foi condenado três vezes: tem uma condenação no Rio, outra em Brasília e a maior delas em Goiânia. Ele recorreu e o tribunal não julgou ainda em segunda instância. O desfecho só se dará quando transitar em julgado. Ele só vai cumprir pena nesse caso.

“Dilma não mandou investigar coisa nenhuma”

Elder Dias — E há uma previsão de quando isso possa ocorrer?
Não, não há. O sistema não tem um calendário fixo. Vai depender da pauta do tribunal que vai julgar o recurso. Imaginemos que o tribunal diminua ou aumente a pena — nós, do Ministério Público, achamos que a pena dele de 39 anos de cadeia foi pequena, então há recurso para aumentá-la. E depois desse julgamento ainda haverá recursos. Uma infinidade de recursos, enquanto um ministro ou desembargador não constatar que está havendo um abuso de recursos — o que não é nem o caso dele ainda, já que é o primeiro recurso contra as condenações, um direito que todo mundo tem de ter. Se derem a ele mil recursos, ele vai usar os mil recursos, porque a outra opção é ele cumprir 39 anos de cadeia. O problema não é seu advogado recorrer: o problema é o sistema dar a ele mil recursos, isso não pode. Tem de lhe dar esse direito, mas não nessa quantidade.

O recurso tem de ser um instrumento suficiente para que a situação da pessoa condenada seja reavaliada ou confirmada. Afinal, 39 anos de cadeia não são 39 dias, é a metade de uma vida. A sociedade precisa ter a segurança de que essa condenação é uma condenação correta. Para isso existe o recurso, para que o processo seja avaliado por outros magistrados, que estão em um tribunal, portanto mais experientes do que os que estão na instância de primeiro grau. Então, outros analisarão e verificar se está pouco ou muito ou é a pena ideal.

Reafirmando, então, o problema não é esse, mas ter essa infinidade de recursos. Veja o caso de Luiz Estevão [senador cassado e recentemente com recurso negado pelo STF contra condenação por falsificação de documentos relativos à construção do prédio do Tribunal Regional do Trabalho de São Paulo]. Perderam a conta dos recursos que ele interpôs. Até que ele tentou um último recurso, o qual, se o ministro do STF Dias Toffoli não tivesse obstado e dito que ali havia um abuso de recursos, mais um dia e o caso seria de prescrição. O ministro devolveu o processo e expediu o mandado de prisão. Ou seja, o próprio representante do STF percebeu que estava havendo abuso. Voltando à questão da Constituição de 88, as garantias são demais — o direito do contraditório, o direito à ampla defesa, o direito de acesso à Justiça — o juiz, vendo que tem de cumprir todos esses princípios, fica com séria dificuldade de dizer que está havendo abuso. E então vai permitindo, até chegar ao ponto de alguém dizer que, se permitir mais um recurso, não vai ter mais jeito, porque o processo vai prescrever.

Não defendo acabar com os recursos, claro, mas eles não podem ser infinitos. O STF agora está julgando uma questão agora que é o absurdo dos absurdos. Ocorre o seguinte: o réu foi condenado e o Ministério Público viu a sentença, achou que estava bom e não recorreu. Então, o processo transitou em julgado para a acusação. O réu foi condenado a quatro anos e o crime prescreve em oito. O réu vai recorrendo e os anos vão passando. O MPF quer a execução da pena, mas não pode, porque não transitou em julgado para a defesa, que, claro, vai recorrer até se completarem os oito anos para prescrever o crime. Nossa tese é a seguinte: como o recurso é da defesa e o Ministério Público não recorreu — porque se deu por satisfeito com a pena e quer executá-la, mas não pode —, então a prescrição não pode continuar avançando. Enquanto houver recurso apenas da defesa, o que impede a acusação de executar a pena, essa pena não pode prescrever, senão se dará ao advogado de defesa o poder de escolher se seu cliente poderá ser preso ou não. Ora, se for assim o advogado já decidiu: o cliente não vai cumprir pena. E uma coisa tão óbvia está sendo discutida no STF, porque tem gente que acha que a defesa tem direito de recorrer enquanto também corre a prescrição.

No BNDES vai  estourar mais um grande escândalo. O Ministério Público Federal está exigindo acesso a informações sobre empréstimos do BNDES. o TCU quer que o banco encaminhe ao órgão os processos de concessão da JBS-Friboi

No BNDES vai estourar mais um grande escândalo. O Ministério Público Federal está exigindo acesso a informações sobre empréstimos do BNDES. O TCU quer que o banco encaminhe ao órgão os processos de concessão da JBS-Friboi

Cezar Santos — Como o sr. analisa o fato de a presidente Dilma Rousseff dizer que a investigação do petróleo — ou “petropina”, como o sr. prefere —, só está acontecendo porque ela mandou?
Acho que é uma forma de propaganda por parte dela. Para começar, não foi Dilma quem mandou investigar. Quem está conduzindo essa investigação é o Ministério Público, em parceria com a Polícia Federal. E ela não manda no Ministério Público, que tem independência, autonomia e investiga se a presidente quiser ou não. A decisão de investigar um crime não é da esfera de atribuição dela. É como se eu, na torcida, dizer que o jogador errou o pênalti porque eu mandei. Pode até ser meu desejo, mas isso independe de mim. Ou seja, é propaganda. A Polícia Federal está sob o comando da presidente — e deve estar mesmo —, mas quem está conduzindo essa investigação é o Ministério Público. A polícia está dando o apoio, e não poderia ser diferente, porque o Ministério Público está cumprindo ordens do juiz; logo, a polícia tem de fazer, em cumprimento de seu papel legal.

É possível dizer que, no passado, esse tipo de investigação não chegaria aonde hoje está chegando. Hoje, temos alguns instrumentos legais que não tínhamos antes. O País desenvolveu muito seu papel de investigação criminal, de troca de informações entre órgãos que têm atribuição de investigação, seja criminal ou não, como a CGU, TCU, Ministério Público, a polícia, o Coaf [Conselho de Con­tro­le de Atividades Financeiras]. E temos leis, que foram promulgadas recentemente por exigência internacional — como a nova lei de lavagem de dinheiro, que entrou em vigor em 2012, e a nova lei de organizações criminosas, que entrou em vigor no ano passado. Essas leis estão sendo usadas em larga escala na Operação Lava Jato. Se não tivéssemos essas leis, não chegaríamos aonde os colegas estão chegando.
Se Dilma teve um mérito nessas leis, foi o de as sancionar. Ela poderia tê-las vetado. Ocorre que o Brasil participa de organismos internacionais, como a Organi­zação Mundial do Co­mércio (OMC), a ONU [Orga­ni­za­ção das Nações Unidas], organizações mundiais de combate à corrupção, que recomendam a adoção de medidas como essas, de forma homogênea, no mundo inteiro. E avaliam o Brasil se está cumprindo essas metas. Dão nota, informando se o País foi aprovado ou não. E essas orientações passam pela estratégia nacional de combate à corrupção e lavagem de dinheiro — que é formada por mais de 60 órgãos e entidades privadas e públicas, que analisam e formulam as propostas de alteração legislativa. Isso vai para o Congresso Nacional, que debate o tema e enxerga que, se não forem aprovadas essas medidas, o Brasil corre risco de retaliação. A propósito, corremos o risco de sofrer retaliação internacional por não ter aprovado uma lei que criminaliza o terrorismo e seu financiamento. Isso está sendo avaliado agora e pode jogar a nota do Brasil lá para baixo. Estamos evoluindo, essa é uma fase. Preci­sa­mos evoluir mais, principalmente na questão do processo criminal, do processo de improbidade, porque isso tem de ter um fim. As pessoas condenadas precisam cumprir a pena, senão teremos escândalos cada vez maiores. E já precisamos arrumar um nome para o escândalo do BNDES, quando ele aparecer, senão a “Veja” vai usar a criatividade zero dela antes novamente, para batizá-lo. (risos)

Elder Dias — O sr. acha mesmo que esse escândalo realmente vai aparecer? É uma bomba-relógio, questão de tempo?
Sim. Nos próximos dois anos, talvez até antes. Digo isso porque já existem ações do Ministério Público Federal exigindo acesso a essas informações. Algumas dessas ações já foram julgadas em primeiro grau e nós ganhamos. A Justiça Federal, em Brasília, mandou o BNDES colocar tudo na internet. Houve um recurso interposto e essa decisão não pode ser executada enquanto esse recurso não for julgado. Teve também uma determinação do TCU para que o BNDES encaminhe ao órgão os processos de concessão da JBS-Friboi, mas o BNDES disse não. Agora, o TCU ameaça multar o presidente do BNDES [Luciano Coutinho] se não houver o encaminhamento. Para não ser multado, ele terá de ir ao Supremo Tribunal Federal pedir salvaguarda contra a ação do TCU. Então, o STF vai decidir se o TCU deve ou não ter acesso a isso. O STF provavelmente decidirá que deve ter, porque é dinheiro público e a Corte tem reiteradas decisões no sentido de que não há sigilo bancário quando se trata de dinheiro público. Aplicando essa jurisprudência, quando o TCU perceber o que há ali, a bomba vai estourar.

Elder Dias — Saindo do foco de trabalho, o que costuma ler? Quais são seus hobbies?
Esse tipo de perguntas eu não respondo. Não falo sobre questões que dizem respeito à individualidade. Já dizem que eu sou um procurador que gosta de aparecer, que, se eu acordo de noite e vou à geladeira e vejo aquela luz na minha cara, começo a dar entrevista para o refrigerador (risos). Falo sobre os assuntos os quais a gente falou. Você me segue no Twitter e percebe que não coloco nada sobre a vida pessoal — no máximo, alguma coisa sobre futebol. Agora, questões como filmes que eu gosto de ver, livros que estou lendo, se eu gosto de vinho ou não, para onde gostaria de viajar, isso é muito bom para quem é celebridade da revista “Caras”. Não é meu caso. Minha vida particular é muito pouco interessante.

194 respostas para ““Vamos ter um escândalo de corrupção ainda maior do que o da Petrobrás. E será no BNDES””

  1. José Giovannetti disse:

    O pesadelo do Lula e de Dilma foi o de Aécio vencer as eleições e trocar as Diretorias de B.Brasil e do BNDS, com a consequente mostra dos desmandos administrativos.

  2. Adriano disse:

    Quero ver o dia que ocorrer uma auditoria ou uma investigação no BNDES… E ai o PSDB explicar as privatizações do governo Fernando Henrique, “o santinho do pau oco” e o financiamento de obras no exterior, etc. do governo do PT, Dilma Russef “o diabo de saia” e Lula “o demônio barbudo”.

    • Eduardo disse:

      Sei que não está defendendo o PT, mas há aqueles que o fazem se baseando nos governos anteriores. Por isso eu digo: quem defende o PT dizendo que ele rouba porque outros roubaram também, pode vir a morrer por um assassino que utiliza a mesma desculpa.

      • Nelson Ribeiro disse:

        Sei que não deve ser assim Eduardo, mas desde quando é legal ver um viado xingando uma puta? Além disso, são nos comparativos que achamos quem pelo menos fez pior ou melhor… eu por exemplo desconheço um Brasil que já foi melhor do que o de hoje.

      • pp disse:

        kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk 80 bilhões em propina kkkkkkkkkkkkkkkkk
        e vc acha pouco eu ter que pagar todo mês imposto de rendca retido na fonte e todo ano mais 5 mil reais de impostos na declaração para financiamentos em outros países. Vc deve ser muito é burro mesmo.

      • Gabriel Previato disse:

        Por que chama ele de burro? Comparações devem ser feitas sim e em épocas anteriores ao governo atual já pagávamos muito Imposto de Renda (quem tinha renda, óbvio, já que era menor do que hoje em dia) e nada era revertido, tudo era roubado. Nada muito diferente do que acontece hoje. Não que não devamos nos revoltar contra as tramoias do governo atual, de forma alguma, mas acreditar piamente que o governo anterior, completamente blindado pela mídia, é a solução dos problemas é um retrocesso medonho. Os miseráveis que hoje recebem uma “esmola” pra comer nem isso recebiam em governos anteriores, o que é pior pra vc?

      • chirley delarue disse:

        Heinnnn…?

    • Persio disse:

      Adriano, essa investigação já houve. Lula quando assumiu virou e revirou a vida e a atividade do Mendonça de Barros, que foi o coordenador do Programa Nacional de Privatização. Não só não encontrou nada, como o Mendonça de Barros ainda ganhou indenização por danos morais. É inacreditável que depois de todo esse escândalo do petrolão, ainda haja gente questionando as privatizações. Você acha que na Vale, Embraer, CSN, Usiminas, etc., estaria acontecendo alguma coisa diferente do que está acontecendo na Petrobrás? O Brasil deve agradecer eternamente a FHC pelas privatizações, senão já estaríamos no mesmo buraco de Venezuela e Argentina. Ao invés de 90 bilhões desviados da PTbras, o roubo já estaria em 500 / 600 Bi.

      • Sérgio Almeida disse:

        EXCELENTE COMENTÁRIO. OS CARAS PARTIDÁRIOS DO PT, GERALMENTE SÃO CEGOS, SURDOS, E BURROS. DANDO UM EXEMPLO SIMPLES, COMO A VALE. ESTÁ VOANDO EM CÉU DE BRIGADEIRO. IMAGINEM SE TIVESSEM PTISTAS INFILTRADOS LÁ DENTRO.. NÃO SE VENDERIA NEM UMA PEDRA SEM COMISSÃO. E A EMBRAER, QUE ESTÁ VENDIDA ATÉ 2020, COM BILHÕES EM CARTEIRA? OS PETISTAS IRIAM QUERER PARTICIPAR ATÉ DO RONCO DOS MOTORES. ESSE CANCER TEM QUE SER EXTIRPADO NO PEITO!!!

      • Joao Rodrigues Assis disse:

        FALOU TUDO E MAIS UM POUCO. PTRALHAS LADROES TEM QUE LEVAR BALA!!!

      • Nelson Ribeiro disse:

        O Interessante é que consultando o TSE, o partido com mais fichas sujas ainda é o PSDB.

      • Gilson Lage disse:

        A sua Vale, depois de privatizada, está sendo investigada, pelo Ministério do Trabalho, por trabalho “análogo” à ESCRAVIDÃO… E isso não me permite CRER que a Vale está “VOANDO EM CÉU DE BRIGADEIRO”. Creio mesmo é que estamos PERDENDO, dia após dia, grande parte da riqueza que, FISCALIZADA EFICIENTEMENTE, deveria servir para ELEVAR a qualidade de vida dos BRASILEIROS, e não a dos MEGA-INVESTIDORES internacionais…

      • Nelson Ribeiro disse:

        Ah tá… Você tem uma empresa e encontra um funcionário te roubando você vende a empresa? Comparando com o que era a Petrobrás dos anos antes do PT, ela era um tiquinho de nada do Brasil. Hoje é a maior petrolífera de capital aberto do mundo. Se a Vale estivesse aqui seria muito maior ainda. Até hoje não dá para entender que uma empresa avaliada em 98 bi USD, produzia anualmente 10 bi USD, foi vendida por 3,3 bi USD. Não dá para acreditar nisso memso…

      • Chirley Delarue Teixeira disse:

        Vc naõ sabe mesmo ou finge desconhecer,que uma das reformas macroeconômicas,foi a quebra do monopólio da Petrobrás que atraiu tanto investidores nacional quanto internacional,gerando a descoberta do pré-sal….Vc já viu uma empresa crescer sem investimentos? Vai se informar cara! Basta ver como está o país e a economia..!

      • Cícero disse:

        A quebra do monopólio reduz as expectativas de lucro, uma vez que foi aberto espaço para o concorrente, não ao contrario. Voce raciocina com a cabeça de outra entidade.

      • Paulo Kops disse:

        E o seu raciocínio é de qual entidade? Da CUT ou do PT?

      • Cícero disse:

        Ah! Quer dizer que a estatal que valia 100 bi vendida por 3 bi e nao teve nada? Parabens!

      • Chirley Delarue Teixeira disse:

        Explica aí…queremos entender,como um presidente recebe a maior estatal do país na 12ªposição no ranking internacional e após tanta lambança,esta despenca para 140ªposição e entra em queda vertiginosa de valor de mercado e amarga dívidas gigantes em dólar…?!

      • Cícero disse:

        Voce tem a cabeça da glogo. Esquece que quando voce investe para crescer e aproveitar as oportunidades do futuro você se individa.

      • Paulo Kops disse:

        O “investimento” da Petrobrás foi feito por empréstimos do BNDES (entre outros). Este captou recursos do Tesouro Nacional, obtidos pela emissão de títulos da dívida pública, que hoje paga mais de 15% ao ano d ejuros.

    • Gilmar Lemus disse:

      Adriano eu também gostaria de ver este dia chegar , mas neste nosso País nada acontece com estes Bandidos Políticos , que só pensam e enriquecimento Ilícito , Deus dá o poder para um Líder seja qual for a entidade a liderar, para fazer o bem aos pobres necessitados , aos trabalhadores honestos , aos idosos , crianças desamparadas e em fim conduzirem o propósito de Deus aos Seus filhos que um dia foram salvos com o sangue de Seu único Filho , mas fazem tudo ao contrario só pensam em Si próprio , mas um dia a casa vai Cair.

  3. Cleofas Viana disse:

    Ou se passa o Brasil a limpo, ou estaremos fadados a uma possível revolução civil

  4. Luiz Cláudio Ribeiro disse:

    Sugiro que vocês realizem um debate sobre o financiamento de campanhas eleitorais. O financiamento público puro e simples é muita ingenuidade, pois atende os interesses dos partidos que têm maioria, ou seja, seriam eles os beneficiários da maior parte dos valores pelo fato de terem bancadas maiores. É isso que o PT quer. Mesmo tendo o revés que tiveram (redução da bancada de deputados federais e estaduais), o partido ainda, assim, continua com uma das maiores bancadas. Mesmo com financiamento público, o caixa dois continuará. Essa solução não pode ser tão simplista. É preciso debater com mais profundidade o assunto. No Brasil qualquer solução ‘mágica’ é um tiro no pé e pode piorar as coisas. Sobre esse assunto, leiam esse artigo: http://veja.abril.com.br/blog/reinaldo/geral/seminario-demonstra-que-ha-uma-possibilidade-de-o-bom-senso-impedir-que-a-politica-brasileira-va-para-a-clandestinidade/

  5. PAULO disse:

    LAMA, LAMA E MAIS LAMA ! ! ! ! ! ! ! ! ! ! ! ! ! ! ! ! !

    • Nelson Ribeiro disse:

      Pelo que entendi ele propõe campanha boca a boca… sem comerciais. Ele não considera que o dinheiro gasto na produção de comerciais cai no mercado que move a economia… quem ganha com isso é a população.

  6. Joacir disse:

    Fantástica entrevista!

    • Nelson Ribeiro disse:

      Tem coisas boas sim, mas tem coisas ruins também no que propõe. No final para se baratear tanto na produção de comerciais, vai acabar sendo campanha boca a boca… ou o povo trabalhando de graça… trabalho escravo etc.. o governo tem mesmo que gastar, desde que honestamente, com a população para fazer o dinheiro entrar de volta no mercado e mover a economia… ou vamos virar comunistas?

  7. Maria Araujo disse:

    ????????????????????????????????????????????????????????????????☔???⚡⚡⚡⚡?????????

  8. Paulo Antonio Bondan disse:

    Sinceramente? deveriamos ter muitos, centenas , milhares de homens assim como esse procurador federal.

  9. Jose Marcio disse:

    Muito boa entrevista! A maior parte sao coisas que sabemos ou pelo menos desconfiamos mas dito por quem esta ” por dentro” das informacoes so nos faz ainda mais curiosos pelo que existe por exemplo no BNDES. A mentira dificilmente permanece por muito tempo escondida. Para o bem do pais gostaria de um dia ver estas malversacoes virem a tona.

  10. Professor disse:

    Muito positiva as posições do Procurador. Confiar é preciso…

  11. Antonio Fouto disse:

    Se comparado com os motivos que causaram o impeachment de Collor, foi apenas o custo de um cafezinho num bar, em relação ao que estamos assistindo, contudo, preferimos ficar no safá assistindo a tudo.

    Onde estão os caras pintadas que naquela época a maioria era jovem e agora já adultos? Mudaram tanto seu comportamento que não defendem mais a ética e a dignidade na vida de um País?

    • valdir ferreira disse:

      Estão jogando no mesmo time com o senador Lindenberg do PT, famoso cara pintada na época do Impeachment do Colo.

    • Indgnado disse:

      cara pintada é so presidente?????…. e os governadores corruptos que nadam de braçada…. fazem o que querem é muita demagogia pro meu gosto… estas empresas alvo de escanda-los são as mesmas que bancou quase ou todas as campanhas pros governos estaduais. e fortes tambem nas eleiçoes dos deputados federais e estuduais..senadores..o que leva uma empresa doar 1 ou 10 milhoes numa campanha????? o cachoeira mandava ou manda aainda não sei em muitos orgãos do estado e ta solto .. só o Demostenes que era amigo o resto vazou, virou as costas.. A corrupção se alastrou é serviço trocado e povo a merce deste crime…. o mesmo é ler gente diante dos fatos ainda defender bandeira ou partido, sei que não seu caso Antonio Fouto…. O Mandato não é do candidato e nem do partido é do povo…. Cadeia pra politico corrupto… ladrao… o pobre vai preso quando rouba…… lei tem que ser igual…. Acredito na justiça qdo separada da politica… sem inteferencias tratado no rigor da verdade…..

    • Rodrigo Cayres disse:

      Caras pintadas estão nas ruas, já fizeram algumas passeatas. Só que, diferentemente daquela época, hoje quem está no governo não tem interesse na queda do mandatário!

    • edl disse:

      OS CARAS PINTADAS ERAM DIRIGIDOS E INCENTIVADOS PELO PARTIDO TRABALHISTA …

  12. Ronaldo Rigamonte disse:

    Parabéns doutor! Precisamos de homens/autoridade como o senhor para proteger o nosso País dessa corja suja de corruptos que, sem escrúpulos e sem limites, acrescido de falta de vergonha na cara, destroem a nossa dignidade e a esperança de termos orgulho de sermos brasileiros!

  13. dario disse:

    Se abrir o sigilo no BNDS, o partido do governo e a base aliada estarão em maus lençóis, com relação às últimas campanhas.

    • Jonas Lino de Medeiros disse:

      Meu amigo, o maior roubo, dos tempos hodiernos, não foi o MENSALÃO, o CACHOEIRA e muito menos o que poderá surgir no BNDS. O maior escândalo de todos os tempos, vai ser quando adentrarem na CAIXA ECONÔMICA FEDERAL, principalmente o das “LOTERIAS” e as das casas da Dilma, intitulada de MINHA CASA MINHA VIDA. Aí a OMC e a ONU, provavelmente é quem ira tomar as providências. Aos poucos, a credibilidade internacional do nosso PAIS, está macheando para sair do topo para a base. É como a música de Morais Moreira: … LAVEM O BRASIL DESCENDO A LADEIRA…

      • Pedro disse:

        Elementos dentro da esfera de influência da ONU, que a tornam mais fraca do que o antigo Império Romano. Que é a própria” humanidade”, ou povo. O povo mina a capacidade da ONU de agir com força ou dureza comparável à do ferro. Também, ideologias contrárias e apertados resultados eleitorais que não produzem uma clara maioria têm enfraquecido a base do poder até mesmo de líderes populares, de modo que eles não tem plena autoridade para implementar seus programas de governo.

      • Sérgio Almeida disse:

        AFIRMATIVO! LOTERIAS, CORREIOS, PORTOS, AEROPORTOS, ESTRADAS(PEDÁGIOS), BNDES, BANCO DO BRASIL, E PRINCIPALMENTE ESSA FÁFRICA DE PROPINA QUE É O MINHA CASA. SÓ NÃO ENTENDO COMO ESSE CARA AINDA NÃO FOI INTERPELADO PRA FALAR NA PF. É BLINDAGEM FORTE!!!

  14. Vanderlei Dimas Viganó disse:

    Concordo com você Paulo Antônio Bondan , é isso mesmo…!!!!

  15. Jorge vellasco disse:

    Parabéns procurador Hélio, Vossa senhoria e o Juiz Sérgio deveriam trabalhar juntos, a cahorrada do Brasil ia fugir tudo para Cuba,com medo dos senhores,e eu também vejo o BENDES como o maior escândalo que a república há de ter.

  16. Verli Zanlorenzi disse:

    Leiam o que este procurador fala. É grave muito grave,

  17. cláudia mello disse:

    Eu ainda não paro no BNDES,,, Incluiria na lista o BB e a CEF…

  18. Nizio disse:

    Na boa!!! todos deveriam ver esta matéria, muito esclarecedora acerca do que está por vir. Mas parece que os brasileiros, na sua maioria, estão satisfeitos. Isto aqui deveria ter no mínimo, a esta altura, mais de mil comentários. O Brasil merece ter mais pessoas tão empenhadas na luta contra a corrupção, quanto este procurador e o Juiz da Operação lava jato.

  19. Vi Meirim disse:

    MAIS UM QUERENDO APARECER.

    Acho muito bom ele ficar na dele. Porque tudo que se começa a investigar como grande escândalo SEMPRE acaba no Reino da Coxinholândia. O resto a gente já sabe.

    Começam a surgir nas investigações as cabeças do PSDB/DEM, figuras como Aécio Neves, FHC et caterna e vem a mídia golpista abafa e não publica. Vemos este filme toda hora.

    Sossega teu facho, cabara da peste, porque vai acabar sobrando para você. Vocês só dão bola fora. Como de praxe.

    Dilma Rousseff , o governo que mais investiga a fundo a corrupção nesta nação.

    Sem mais,

    Vi Meirim

    • Marilia disse:

      COMO VC PODE TER CORAGEM DE FECHAR OS OLHOS PARA ESSA BANDIDAGEM TODA? É IGNORÂNCIA OU TOLICE SIMPLESMENTE?

    • maxwellfox disse:

      Petralhista detectado!

      Em relaçao a PresidANTA:
      Os brasileiros deveriam se unir e pedir a renúncia desta senhora, levando consigo toda esta corja de ladrões que está dilapidando toda uma história de uma nação que, mesmo historicamente corrupta, nunca foi tão humilhada por estes nefastos políticos desavergonhados

      • Nelson Ribeiro disse:

        A PF não é independente. Ela está subordinada ao Ministério da Justiça que é subordinado ao Planalto. No entanto, em agosto de 2013, a Dilma assinou a autonomia investigativa da PF. A partir dai, e doa a quem doer, aquilo que antes era engavetado tornou se público e punível. A partir dai querem tirar a Dilma para acabar com as investigações porque sabem que tudo será investigado e nunca mais engavetado.

    • Felipe disse:

      Vi Meirim, quanta ignorância. Vc acha que conhece mais desse assunto do que este procurador? Vc não acabou de ler que esta investigação não tem nada a ver com mando ou desmando da PresidANTA Dilma? Como vc tem coragem de defender esta presidANTA??? Capaz de alguém até pensar que vc está ganhando algo por fora. Os escândalos do metrô de SP também estão saindo na mídia todos os dias, e também será investigado, se Deus quiser, e doa a quem doer. Dilma Rousseff, o governo mais sujo do mundo!

      • Nelson Ribeiro disse:

        Eu posso não saber mais do que esse procurador, mas a ele não cabe legislar, e se entendi ele não tenta legislar, ele sugere isso ou aquilo… com as quais eu concordo em parte e discordo de outras.
        Quanto à Dilma Rousseff ela se tornou a mais suja no mundo a partir do momento em que ela fez uma lei que deu autonomia investigativa à PF… dai estão descobrindo as sujeiras dela na Lava Jato de quando ela era presidente do PSDB, do Ronaldo Caiado quando a Dilma era do DEM, Do Aécio quando ela era presidente de Furnas, Do Metrô de São Paulo quando ela era governadora de São Paulo, da Operação Zelotes quando ela era ministra do FHC, do Suiçalão quando ela era presidente do HSBC…. Eita Dilma suja!!! Ah!!! FOi ela que forçou a Globo a sonegar….

    • Dmha Holanda disse:

      O GOVERNO QUE MAIS ROUBA JUNTO COM LULA, tanto o PT, PSOL,PC do B, PDT, PMDB e o PSDB deveriam ser extintos como partidos, pra isso, intervenção militar já, pra prender toda a corja de atuais políticos e as altas cúpulas do STF e TRE

      • edl disse:

        concordo e assino embaixo militarismo já

      • Nelson Ribeiro disse:

        EU assassino embaixo e encima… tanto faz desde que o cabra seja morredor.

      • Tchelo disse:

        não adianta extinguir nada, pois nascerá outro ali do lado, e com as mesmas sementes e talvez mais viçosa ainda.

      • Nelson Ribeiro disse:

        Exato, é um problema cultural de dentro da sociedade para a ocupação dos cargos políticos… mas tem muita gente aqui que são jovens e não sabem o que rolava no período militar. Os militares, exceto o General Amaury Kruel, não ficaram ricos, os banqueiros e os Malufs sim… nunca rolou tanta corrupção quanto noas anos dos militares, mas se alguém denunciasse, podia perder a vida. O Kreul, hoje se sabe, recebeu 4 malas cheias de dólares da CIA entregue a ele pelas mãos do presidente da FIESP daquele tempo, para trair o Jango.

      • Nelson Ribeiro disse:

        Que ideia mais besta! O Brasil não tem conserto à curto prazo nisso não!! Isso tem que ser resolvido dentro das famílias e campanhas de conscientização ética. Mas no Brasil o pai ensina corrupção para os filhos… no Brasil o povo joga lixo nas ruas e culpa o prefeito pois a cidade está suja!!! Cai na real, o político vem da sociedade…

    • nelzina disse:

      vi , seu problema é que voce não vê nada ! igual aos outros como voce que não vê nada e não sabe de nada ! enfia a cabeça na areia como avestruz e não vê nada , Acorda criatura e abre o olho para ver o que acontece a sua volta e para de acreditar e repetir as bobagens que o PT fala !

    • susouza Su disse:

      Para estar defendendo o governo Dilma só pode estar sendo sustentada por ela; seja por bolsa família ou por desvio de dinheiro. Brasileiro é egoísta, o país pode estar passando fome, mas se o dele estiver garantido, que se lasque o resto!

    • fudencio75 disse:

      Pseudo-intelectual achando que ainda existe a ideologia neo socialista do PT. Deve viver no mundo da alice no país das maravilhas essa tapada.

    • Alessandro Mene disse:

      KKKKKKKKK, Tem que estudar mais a lei Vi Meirim a DPF e um órgão independente e tem poder de investigação, não vou entrar em detalhes, mas por que você acha que ela quer estipular uma lei que ela como presidente possa indicar os delegados? kkkkk, é por que assim ela teria o controle kkkkkkkk. Para Falar alguma coisa primeiro tem que saber em Vi Meirim.

      • penha basto disse:

        Mas ela criou essa lei (não lembro o nº) e o Congresso aprovou. Eu li isso na Internet acho que no final de janeiro/2015. Por favor, busquem no GOOGLE. Não sei se atinge os objetivos dessa Senhora, mas que ela já criou a lei, infelizmente, já criou.

    • evanilda disse:

      como digo eu, vixe. O bom seria se tivesse cadeia para receber todos e começar do zero, mas a utopia é um devaneio apenas na cabeça de alguns. O delegado quando investiga ele tem que saber que não deve nada para não se pego de calça curta, o que não é o caso de sua presidente e comandados, não é verdade. Então quem tem que ficar na sua é vc.

  20. Fulvia Almeida disse:

    Maravilha de entrevista, do começo ao fim, muito bacana!

  21. Marise Doebeli disse:

    Estamos precisando de um milhão deste exemplar brasileiro, faço sou sua mais nova seguidora. Quem me acompanha?

  22. Paolo disse:

    Detesto ter que corrigir, mas o maior escândalo deste tipo foi o do S&L nos USA nos 80 e 90. Um bail-out de centenhas de bilhões de dólares. Googla: “S&L scandal”

    • Hermilio Maia disse:

      Paolo,
      O escandalo do S&L custou ao contribuinte americano $160bi, com $132bi vindo diretamente do contribuinte (General Accounting Office).
      O escandalo da Petrobras ainda nao lfoi apurado completamente e talvez nunca consiga ser apurado. O prejuizo podera crescer muito aqui nos EE UU se as acoes movidas por portadores de acoes conseguirem provar que houve ma-fe na divulgacao de resultados financeiros. De 2008 ate hoje, a Petrobras perdeu R270bi de seu valor ($83bi e quebrados).
      O maior problema e a investigacao da SEC da tramoia da compra da refinaria de Pasadena. Se for comprovado que houve bandalheira, a Petrobras poderia perder a capacidade de negociar aqui.

      Talvez Cuba e Venezuela venham a nos resgatar.

  23. seu barriga disse:

    reforma politica ja!

  24. Homem público diferenciado, da melhor espécie.

  25. Domingos da Paz disse:

    Muito bem explicado!!! Nada de IMPEACHMENT, a solução é INTERVENÇÃO CONSTITUCIONAL DAS FORÇAS ARMADAS JÁ, é o que venho pregando há três anos, pau na cachorrada de duas pernas.

  26. Lubis Claysson disse:

    #ForaDilma
    Chega de PT e seus corruPTos!!!
    Rendo minhas homenagens a uns poucos homens sérios na casa da mamata que é a Justiça Brasileira: Joaquim Barbosa, Sérgio Moro e Helio Telho Corrêa Filho

  27. Marcos disse:

    Graças a Deus que temos Dr Fernando Krebs… Dr Márcio Toledo… Dra Renata Dantas. Dr Érico de Pinha.. Dra Zulamita…e entre outros advogados, promotores , juizes, procuradores, ministros e etc…. honrados ao cargo, combatem a corrupção e não se incurvam diante de bandidos politicos que outrora tem aval de juizes …. Quem sabe se começando na esfera federal tambem não investigem a fundo de tamanho rigor a esfera estadual… como venda da celg e seus emprestimos bilhionários… a saneago com venda do esgoto pra odebrecht… as OS na saúde…. Temprorizando a PM de simve.. As prefeituras e etc.. tantos outros…. creio que deve unir o brasil que queremos com estado e o minicipio que vivemos…. fim da corrupçã é um justiça livre sem línculos com políticos pra punir a mão de ferrro….

  28. Marilia disse:

    Em pensar que ainda existem pessoas defendendo essa corja, buscando histórias dos tempos de FHC, como se com isso fosse possível amenizar esse caos instalado no País! Mais ou menos…..todos roubam logo porque não continuar?????? VERGONHA, VERGONHA…..QUE LIXO!

  29. acf disse:

    ESSE PAÍS VAI FALI DE VEZ NAO TEM COMO EVOLUI COM TANTA CORRUPCAO

  30. Rubens Batista disse:

    Parabéns, Dr. Helio Telho Corrêa Filho! O povo goiano acompanha de perto seu digno e respeitável trabalho, que busca depurar as instituições e os órgãos públicos do Brasil!

  31. Jose Osires Gravina Junior disse:

    Adriano ou seja lá quem for que queira defender o ROUBO e ERROS de uma QUADRILHA que esta ACABANDO com uma nação e fala de Partidos , “partido ” esta o BRASIL, por culpa de pessoas corruptas e de um povo que se deixa levar por aparências. acabou as eleições e tudo voltou pior do que estava, e o pior é que tem vários idiotas que defendem os bandidos que estão no poder. Infelizmente para que ocorra uma mudança definitiva no brasil é ocorrendo uma intervenção, o pior é ver o brasil e brasileiros serem esquartejados por um bando de comunistas que não dão valor a PÁTRIA AMADA , a bandeira que eles erguem é VERMELHA, os grandes investimentos são em países comunistas, e os BRASILEIROS estão ai pagando impostos cada vez mais absurdos, morrendo de fome e sede,.
    O que foi que aconteceu com os VERDADEIROS BRASILEIROS?? AQUELES QUE TEM A BANDEIRA VERDE E AMARELA COM DIZERES “ORDEM E PROGRESSO” ?????????????

  32. Sérgio disse:

    “Partido que tiver candidato vai usar seu tempo de TV para fazer a propaganda desse candidato; quem não tiver candidato não terá tempo. O tempo dos partidos que não tiverem candidatos será distribuído para todos os outros partidos que apresentarem candidatos. Assim, teremos uma eleição mais democrática, (…)”

    Então, se pequenos partidos se aliassem nunca poderiam juntar forças. Esse procurador precisa de mais humildade. Ele não tem todas as respostas e tem que estar aberto. Cada assunto tem seus profissionais. É preciso respeitar os bons políticos. Sabemos que o poder mais corrupto é o JUDICIÁRIO, mas nem por isso devemos julgar todos os seus membros de corruptos. O mesmo acontece com os políticos.

    • JOSE disse:

      MUITAS SÃO AS NECESSIDADES PARA QUE SE TENHA UM GRANDE PAÍS. A EDUCAÇÃO FUNDAMENTAL DE QUALIDADE PARA TODOS SEMPRE FOI TIDA COMO A PRIMEIRA DELAS, MAS, PARECE-ME, SEM UM JUDICIÁRIO REALMENTE INDEPENDENTE E JUSTO CONTINUAREMOS SENDO APENAS UM PAÍS GRANDE. E OLHE LÁ!…

  33. Luiz disse:

    Lembram quando era difícil pegar financiamento porque esbarrava na burocracia. Agora é fácil tirar dinheiro, e aí……….

  34. frank disse:

    Até parace que as regras que acontecem hoje no BNDS foram feitas pelos governos Lula e Dilma do PT. Essas regras já existem a muito tempo, e nunca foram acompanhadas por nenhum orgão federal ou de auditoria! agora vem um aproveitador querendo se aproveitar de uma situação na petrobrás para diserminar falsos argumentos. por que ele não foi cão de briga em outros governos, como por exemplo no do PSDB. Partidário é isso que ele é!

  35. Observação! disse:

    ATENÇÃO REDAÇÃO … Procurador Federal é diferente de Procurador da República: Procurador Federal é cargo integrante dos quadros da Advocacia-Geral da União, que representa as autarquias e fundações federais. Procurador da República (como é o caso do entrevistado) é membro do Ministério Público Federal.

  36. Moacir Pereira disse:

    Á MINHA PERGUNTA É PARA O SR° PROCURADOR. O SR° TEM ALGUMA COISA Á DIZER DA PREVIDÊNCIA SOCIAL. QUE NÃO QUER CONCEDER APOSENTADORIA POR TEMPO DE CONTRIBUIÇÃO COMUM E INSALUBRE . INDEFEREM O PEDIDO E PEDE PARA O SEGURADO ENTRAR COM RECURSO, ISTO ESTA ACONTECENDO NO BRASIL EM GERAL. SE O SR° TIVER UMA RESPOSTA SOB O ASSUNTO QUESTIONADO POR FAVOR PROCURE Á IMPRESSA MILHARES DE BRASILEIRO VAI TE AGRADECER.

  37. ROBERTO disse:

    Ainda quero ver o lula e lulinha saindo na viatura da policia federal em 2015!!!

  38. ROBERTO disse:

    Ainda quero ver o lula e o lulinha na viatura da policia federal em 2015!!!

  39. Jose Juca Juca disse:

    VAMOS REFORMAR E AUMENTAR O PRESÍDIO DE ILHA GRANDE, POIS SÓ LA VAI CABER TANTOS BANDIDOS DE COLARINHOS BRANCOS, E VAMOS FAZER UMA CELA ESPECIALL DE 2,00X2,00 MTS. PARA O CHEFÃO QUE TODOS CONHECEM!!!

  40. Jose Juca Juca disse:

    O MINISTÉRIO PÚBLICO TAMBÉM DEVERÁ AUMENTAR O NÚMERO DE FUNCIONÁRIOS CAPACITADOS, OU VÁRIOS PROCESSOS VÃO MORRER NAS PRATELEIRAS!!!

  41. Robson Vinhal disse:

    É muito triste saber que o futuro deste país está indo por água abaixo, é muito triste saber que o futuro de muitas crianças está com um grau de comprometimento muito grande, devido a falta de vergonha na cara, moral, ética e descencia de nossos governantes em todos os níveis. E as nossas leis não permitem que os mesmos sejam julgados e condenados, não só os políticos mas todas as pessoas que praticam crimes e ficam impunes. Os praticam por saberem que as penas são brandas e pessoa com índole de mal caráter não tem amor próprio e muito menos ao próximo. Decepção total com tudo que acontece neste país e fica por isso mesmo. Somente DEUS para ter compaixão de nós, pois este país está a beira de um colapso total.

  42. Cesar Augusto Alves de Lima disse:

    Uma entrevista para ser guardada. Muitas verdades, esclarecimentos cabíveis de análise profunda. O caos se deve ao sistema e a falta de valor ao voto. Democracia só de fachada, o poder aquisitivo é o condutor; hora de uma revolução cultural plena. Parabéns! Entrevista excelente.

  43. Armando Luiz disse:

    Pelo que me parece, precisamos é de uma nova constituição e uma ampla reforma política, começar do zero. Extirpar toda essa corja de políticos corruptos que há no Brasil.

  44. Alexandre Sanches disse:

    É um absurdo o BNDES negar acesso ao que faz com o dinheiro público, pois é uma obrigação prestar contas do que está sendo feito com esse dinheiro.

  45. Aldo Rubens disse:

    Me digam, o que a gente faz meu povo sobre escândalos a cada semana agora. No ramo q trabalho muitos estão indignados com a Dilma na presidência. Eu tb. Me digam nesse Brasil onde vamos parar. Deveriamos ter uma vida digna mediante tantos impostos, mas ao contrario ficamos observando eles roubarem tudo de “nós”que pagamos imposto caríssimos.

  46. jose carlos Santos disse:

    BNDS abriu os cofres para empresa oderbrecht, para fazer obras internas e no exterior, inclusive para aquisição de empresas na areá química. sera que não caberia uma investigação do Ministério Publico.

  47. SaintClair Ligorio disse:

    O colega dele Demostenes Torres era assim IGUALZINHO a ele.

  48. SaintClair Ligorio disse:

    IGUALZINHO, IGUALZINHO AO DEMOSTENES TORRES.

  49. José Maria De Mendonça disse:

    EU…VEJO TODA A CORRUPÇÃO NOS ÓRGÃOS FEDERAIS COMO UMA INTRODUÇÃO POLÍTICA NA TEORIA DE “”ANTONIO GRAMSCI””

  50. José Maria De Mendonça disse:

    EU… ACHO QUE A POLÍCIA FEDERAL DEVERIA PERTENCER AO PODER JUDICIÁRIO E NÃO AO EXECUTIVO (GOVERNO).

  51. Claudio Alves disse:

    Estamos bem próximos de uma guerra civil, e o PT será o maior culpado disso tudo. As pessoas não aguentam mais tanta corrupção.

  52. Esdras Vieira Andrade disse:

    Sou a favor de derrubar “O Coro Parlamentar”, esses corruptos devem ser tratado como criminosos de alta periculosidade, pois o mesmo desvia dinheiro que deveriam ser investido no País, seja na saúde, educação, lazer e outros, eles assassinam sonhos de muitas famílias, ajudam aumentar a violência, junto com eles mandem os empresários corruptos tambem que alimentam essas corjas.

  53. Lia Souza disse:

    Muito boa a entrevista, mas agora que disse o que disse não vai provocar o sumiço das provas no BNDES, já que agora estão sabendo de uma possível investigação? Ele diz que não tem nada sobre o BNDES, que ainda é preciso investigar e examinar documentos que estão até sendo negados. Além de negados, não estariam também sendo eliminados? Porque corrupção, quando bem feita, não deixa rastros e sabendo agora que podem estar na escuta e vasculhando o pouco que tinha já deve ter sido eliminado, não? E concordo com um comentarista que citou a CEF, a coisa lá deve ser bem pior. Fecham o FB da CEF Loterias e vejam como estão quietos por conta que resultados de loterias que estavam e ainda estão escondendo num site oficial da CEF! A coisa vem desde a troca das máquinas da Gtech, aquela que deu inicio aos escândalo dos Correiros e acabou no Mensalão… Teve o caso recente da CEF que botou como lucro no balancete os valores [ uma fortuna] de supostas contas inativas de clientes, ora, ora, como se não tivesse gente para fazer um balancete sem tamanho erro? Só corrigiram porque alguém ‘percebeu’ mas abafaram o caso e ninguém investigou a fundo o ‘caso’ das contas sobrando, sem donos (?).

  54. paulo disse:

    Pura loucura, os fatos relatados! Só não enxerga os fatos denunciados o idiota que não quer ver, por ser mesmo idiota, ou quem se beneficia desta bandidagem que está matando o Brasil de nossos filhos e netos…

  55. DÊNIS disse:

    REPASSANDO: “É IMPOSSÍVEL ESCREVER CORRUPTO SEM PT”.

  56. Thiago Lazaro disse:

    Sinceramente me admira como seres humanos podem ser tão desumanos para com seus semelhantes, como pessoas que vivem com tanto dinheiro já pelo que ganham naturalmente, terem uma ganancia a tal ponto com tantos desvios e dinheiro grosso, e ver o assalariado ganhando uma miséria e tendo as mesmas necessidades que eles e famílias, um pai não poder comprar um bom calçado p/um filho, dar um presente no natal que gostaria, se privar de tantas coisas e eles agindo desta forma, é muita falta de vergonha na cara, creio que pessoas assim devam ser ateus, pois uma pessoa normal não age desta forma, nem animais não são assim, fazem e agem de acordo com a natureza o que é diferente, pois não tem a racionalidade que o humano “tem”, é vergonhoso demais, sei lá creio não tem adjetivos para pessoas assim.

  57. Agebono disse:

    Todos nós, com certeza, queremos um Brasil melhor. O acesso público a essas informações e a ciência de que instituições como CGU, TCU, MPF estão diligentes, me fazem acreditar que ao menos meus netos poderão conhecer esse Brasil melhor.

  58. Santos Van disse:

    Saibam quem é o TUCANO que roubava 30 milhões por mês ( ALGUMAS MEGA SENAS) o que segundo a Policia Federal, a quadrilha chefiada pelo prefeito de Itaguaí-RJ. Luciano Mota – do PSDB – desviava verbas dos royalties do Petróleo e do Sistema Único de Saúde (SUS). Ele tirava dos cofres da cidade entre 30 milhões por mês.Prefeito de Itaguaí Luciano Mota: de falido a uma vida de luxo a bordo de Ferrari e helicópteros e desde que foi eleito prefeito em 2012, aos 30 anos, um feito para quem não tinha currículo político (nem na família), Luciano Mota (PSDB) passou a chamar atenção por seu estilo de vida em Itaguaí — município de 117 mil habitantes e uma arrecadação anual de R$ 1 bilhão. Solteiro, ele era visto cercado por mulheres, em noitadas intermináveis em boates. Nos deslocamentos, usava uma Ferrari amarela, quando não um helicóptero. Nunca poupou dinheiro. Seu lema sempre foi esbanjar. Evangélico, costumava atribuir sua ascensão, no último ano, à fé.http://odia.ig.com.br/noticia/rio-de-janeiro/2014-12-18/farra-de-prefeito-de-itaguai-provocava-rombo-de-r-30-milhoes-por-mes.html

  59. Alex disse:

    Cão que ladra não morde. Em vez de ficar falando, deveria fazer a investigação na surdina e depois prender os ratos assim como o MPF lá do Paraná fez. Mas não, fica aí esbravejando feito um cão raivoso, afujentando todos os ratos e avisando antecipadamente para se prepararem para o pior. Francamente. Esse procurador se acha.

  60. Wiliam Santos Delefrate disse:

    Excelente entrevista não vejo a hora de passar esses dois anos

  61. Wiliam Santos Delefrate disse:

    Excelente entrevista

  62. Karine disse:

    Deveria fazer e MG também, onde a corrupção foi grande no governo do PSDB. É honesto? Então coloca todos esses canalhos na roda. Vocês não tem ideia do que acontece por aqui nas licitações, com o pagamento de servidor público. Quero ver isso aparecer também. Vocês não são fodões?

  63. Alencar Botti disse:

    Excelente entrevista!!! Sua experiência profissional, lhe da uma clareza de pensamentos a respeito do nosso sistema judicial e político de grande relevância!!
    Parabéns Sr Helio Telho Corrêa Filho, o Brasil cada vez mais depende de pessoas que dominam a informação e usam para defender o bem público.

  64. vera lucia disse:

    Mas também já vi uma reportagem que FHC comprou uma ilha de paraiso fiscal
    para a globo com dinheiro do BNDES, é fato ou boato!

  65. marcelo disse:

    Excelente entrevista, clara, elucidativa, esclarecedora e que nos dá esperança de mudança.

  66. Francisco Luz disse:

    Não podemos deixar de lembrar da previdência social que se for auditada afundo?

    Francisco luz
    A Petrobrás com todo controle de accionistas nacionais e internacionais, pessoas que entendem do mundo financeiro, papas da economia, não perceberam o que estava acontecendo com seus investimentos. Imaginem como tem sido administrado a nossa previdência, onde circula um volume de capital inimaginável com um controle a bel sabor. Até quando vamos admitir tamanho descalabro com nosso dinheiro, quando passaremos a ter interesse em controlar o que e nosso?
    assistam ou leiam a baixo o que diz o Senador Paulo Paim

    https://www.youtube.com/watch?v=9vQI2m3b2Zc#t=12

    http://www.senadorpaim.com.br/verDiscurso.php?id=2807

    Videos integrados da mensagem

    https://www.youtube.com/watch?v=9vQI2m3b2Zc

  67. renata disse:

    LOCAIS ESTABELECIDOS ATÉ O MOMENTO PARA O IMPEACHMENT DE DILMA

    15/03/2015
    A partir das 9.30 h

    Americana – SP – Avenida Brasil

    Aracaju – SE – Avenida Santos Dumont, na Orla de Atalaia.

    Balneário Camboriú – SC – Av. Atlântica, praça Tamandaré.

    Belem – PA – Praça da Republica

    Belo Horizonte – MG – Praça da Liberdade

    Blumenau – SC – Em frente a prefeitura

    Bragança Paulista – SP – Igreja Matriz

    Brasilia – DF – Congresso Nacional

    Campinas – SP – Avenida Francisco Glicério

    Campo Grande – MS – Praça do Rádio.

    Chapecó – SC – Praça Central.

    Cuiabá – MT- Praça Alencastro enfrente a prefeitura.

    Curitiba – PR – Centro Cívico

    Curitibanos – SC em frente a matriz praça da Republica

    Florianópolis – SC – Se reunir na Ponte

    Fortaleza – CE – Praça Portugal

    Goiânia – GO – Praça Cívica

    Itajaí – SC – Igreja Matriz

    Jaguariúna – SP – Centro Cultural

    Jaragua do Sul – SC – Praça Angelo Piazero

    João Pessoa – PB – Praça da Independência

    Joinville – SC – Praça da Bandeira

    Jundiaí – SP- Av nove de Julho- Pontilhão da Nove

    Maringá – PR – Catedral centro

    Mogi das Cruzes – SP – Praça Oswaldo Cruz

    Natal – RN – Em frente ao Midway

    Osasco – SP – Av. Hirante Sanazar em frente a prefeitura.

    Palmas – TO – Praça dos Girassóis

    Paulista – PE – Praça Agamenon Magalhães

    Petrolina – PE – Praça da Catedral

    Pindamonhangaba – SP – Praça Monsenhor Marcondes

    Piracicaba – SP – Praça José Bonifácio

    Porto Alegre – RS – Parque da Redençao

    Recife – PE – Avenida Boa Viagem (próximo a padaria boa viagem)

    Ribeirão Pires – SP – Vila do Doce

    Ribeirão Preto – SP – Praça Carlos Gomes

    Rio Branco – AC – Em frente ao palácio do governo

    Rio de Janeiro – RJ – Em frente a candelária

    Rio Verde – GO – Igreja Matriz

    Salvador – BA – Em frente ao farol.

    Santa Maria – RS – Santuário da Medianeira

    Santos – SP – Praça da independência

    São Caetano do sul – SP – Av. Goiás em frente a câmara municipal

    São Paulo – SP – Masp

    Timbó – SC – Praça Central

    Canoinhas – SC – Praça Osvaldo de Oliveira

    Uberlândia – MG – Praça Tubal Vilella

    Vitória – ES – Em frente a UFES

    Lembrando, que se por algum motivo, seja sério, ou seja só preguiça, você não puder sair de casa para ir até os locais combinados, fique pelo menos sentado na calçada em frente a sua casa, pegue uma cadeira de praia e fique conversando com seus vizinhos sobre o gramado, mas vá pra rua de verde e amarelo!
    Bora todo mundo
    Tirar esta doida do governo
    Unidos venceremos sempre! Bora ajudar

    A VERDADE está chegando na HORA CERTA! PT em pânico. Lula convoca reunião de emergência em SP. Rui Falcão está desesperado. Reunião no Planalto.

    “O POVO ESTÁ DORMINDO. NÓS ESTAMOS ACORDADOS. NÓS COMPANHEIROS DA INTERNET SOMOS UNIDOS, PARA FAZER O QUE NUNCA ANTES FOI FEITO NESSE PAÍS: “OU A CORRUPÇÃO PARA, OU NÓS PARAMOS O BRASIL!”

    SEJA PATRIOTA: Passe adiante… Se cada pessoa passar para 10 amigos de setores diferentes no 6 repasse atingimos 5 milhões de usuários . Vamos tirar 5 minutos para mudar o Brasil , faça sua parte!

    REPASSAR GERAL URGENTE
    ???

  68. edvaldo rosolen disse:

    Com tantos juizes desembargadores e outros politicos querendo acabar com a corrupcao, acho que esta demorando muito para se fazer alguma coisa, estao esperando o pt acabar de afundar o Brasil?

  69. André disse:

    O Brasil precisa ser passado a limpo. No dia em que os políticos corruptos forem presos, igual a qualquer criminoso, teremos um país melhor. Não precisamos de bandeiras políticas (direita/centro/esquerda) e sim de pessoas honestas. Quem rouba, desvia dinheiro público, encobre corrupção, etc.. tem de ser preso!!!

  70. Haroldo Malta disse:

    Aqui estão alguns “empréstimos” do BNDES com dinheiro publico para países esquerdistas que não terão condições de pagar. Quais as garantias desses empréstimos? Um escândalo maior do que a Petrobras. Agora você já sabe para onde esta indo o valor dos seus impostos e porque eles não aparecem.

    OBRAS DO PT CONCLUÍDAS:

    -Hidrelétrica de Tumarin
    (Nicarágua)

    Custo BNDES – 343 milhões de dólares

    – Porto de Mariel (Cuba)

    Custo BNDES 682 milhões de
    dólares

    -Hidrelétrica São Francisco
    (Equador)

    Custo BNDES 243 milhões de
    dólares

    – Hidrelétrica de Chaglla (Peru)

    Custo BNDES 320 milhões de dólares

    – Metro da cidade de Panamá (Panamá)

    Custo BNDES 1 bilhão de dólares

    – Linhas 3 e 4 do metro de
    Caracas (Venezuela)

    Custo BNDES 732 milhões de
    dólares

    – Barragem de Moamba Major
    (Moçambique)

    Custo BNDES 150 milhões de
    dólares

    – Corredores de ônibus de Maputo
    (Moçambique)

    Custo BNDES 180 milhões de dolares

    – Projeto Hacia el Norte
    Rurrenabaque el Chorro (Bolívia)

    Custo BNDES 199 milhões de
    dólares

    – Soterramento do ferrocarril
    Sarmiento (Argentina)

    Custo BNDES 1 bilhão e quinhentos mil dólares

    – Aqueduto de Chaco (Argentina)

    Custo BNDES 180 milhões de
    dólares

    – Segunda ponte sobre o rio
    Orinoco (Venezuela)

    Custo BNDES 300 milhões de dólares

    – Aeroporto de Nocala
    (Moçambique)

    Custo BNDES 125 milhões de dólares

    – Hidrelétrica de Mandariacu
    (Equador)

    Custo BNDES 90 milhões de dolares

    – Abastecimento de água em Lima
    (Peru)

    Custo BNDES não informado

    – Renovação da rede de gasoduto
    de Montevideo (Uruguai)

    Custo BNDES não informado

    – Via expressa Luanda – Kifangando (Angola)

    Custo BNDES não informado

  71. Osmar Moacir disse:

    Na verdade, tanto Dilma, Lula, quanto FHC são farinha do mesmo saco, agora o petrolão, mais tarde o BNDS. Basta voltar no tempo e, perguntar: onde anda o pessoal (parece que são os mesmos políticos do petrolão) onde anda o golpe de mais de 30 bi do Banestado. Cabe ainda perguntar, quem eram os donos do Bamerindus, (atual HSBC), não é preciso nem falar (saiu em uma página inteira de um jornal de SP. Tirar o PT do poder seria bom, mas colocar o PSDB é trocar seis por meia dúzia. Gostaria que fosse eleito o JOaquim Barbosa, pena que não há vaga para honesto na política.

  72. Wilson disse:

    PESSOAL, DIA 15 DE MARÇO, É HORA DE IR PRA RUA!
    É O DIA DE PARAR O PAÍS E CHAMAR ATENÇÃO DO MUNDO TODO QUE SOMOS REFÉNS… QUE TIVEMOS NOSSO PAÍS ASSALTADO PELO PODER QUE USA A DEMOCRACIA PARA ATACAR A PRÓPRIA DEMOCRACIA, ATRAVÉS DE VENDA DE VOTOS, COM CARGOS E BOLSAS…
    DIA 15 DE MARÇO. BUSQUE NAS REDES SOCIAIS.. JÁ TÁ TODO MUNDO SABENDO.. SÓ FALTA VOCÊ!!

    • Claudio Marso disse:

      Oi amados deste Pais chamado Brasil. Sou um pequenino diante desta grande Nação, sou como um grão de areia num deserto, sou como uma gota dágua num oceano. Tudo o que esta acontecendo no Brasil é por causa destes bando de comilões da politica talvés tenhamos alguns politicos direitos mas a maioria absoluta são corruptos e o pior de tudo os magistrados também levam uma fatia do bolo e não sobra nada para os pobre necessitado se eu, pudesse mudaria o Brasil e não deixaria nesta vergonha que estar abraços ao povo brasileiro que estão cego, surdo, e mudo. thauuuuuu

  73. Allan Gomes disse:

    o PSDB jogaria no ventilador, para manchar com o nome do PT assim como fizeram com o eles esses anos todos. Mas……. não quer dizer que eles não fariam seu proprio esquema.

  74. Natal - bh disse:

    Estou muito decepcionado em saber que estes políticos brasileiros não sabem o mal que fazem a sua própria conduta moral e atrapalham o desenvolvimento do nosso pais,irão pagar um dia, ate parece que vão levar fortunas para suas sepulturas.
    Dentre estes escândalos,tenho quase certeza que todas empresas do governo tem roubo grande de valores, tem que ser investigadas.

  75. Francisco Fornero disse:

    tinha que acabar no brasil e esta propaganda eleitoral gratuita se o candidato que dizer alguma coisa na tv tem que pagar ,como acontece nos estados unidos o partido nos estados unidos nao recebem dinheiro do governo cada um se vira pra arrumar dinheiro fazem festas com politicos etc ja chega do povo pagar tudo por isso que o pais nao alavanca nao consegue e muito imposto e nao ve retorno

  76. Marco Aurélio Valente disse:

    Ao analisar a Constituição Federal, Carta Magna desta Nação, percebi que o dinheiro do Tesouro Nacional injetado pela presidente Dilma Rousseff no BNDES foi a maneira que se encontrou para dar a volta no artigo 49 da CF para financiar obras no estrangeiro:

    “É da competência exclusiva do Congresso Nacional: 1 – resolver definitivamente sobre tratados, acordos ou atos internacionais que acarretem encargos ou compromissos gravosos ao patrimônio nacional;”

    O que se alega é que o BNDES é o responsável pelos empréstimos feitos em prol da Odebrecht para as obras realizadas em Angola e em Cuba (entre outros países como a Guiné Equatorial, hidrelétricas de San Francisco e de Manduruacu no Equador, a hidrelétrica de Chaglla no Peru, o metrô do Panamá, as linhas novas do metrô de Caracas, um aeroporto em Moçambique ). As informações sobre os contratos assinados entre as partes estão em caráter sigiloso, o que infringiria o artigo nº 37 da Constituição Federal:

    “A administração pública direta e indireta de qualquer dos Poderes da União, dos Estados, do Distrito Federal e dos Municípios obedecerá aos princípios de legalidade, impessoalidade, moralidade, publicidade e eficiência (…) § 3º A lei disciplinará as formas de participação do usuário na administração pública direta e indireta, regulando especialmente: II – o acesso dos usuários a registros administrativos e a informações sobre atos de governo, observado o disposto no art. 5º, X e XXXIII;

    Para melhor entendimento do artigo 37 da CFB deixo elucidados os princípios citados:

    PRINCÍPIO DA LEGALIDADE – beneficiar os interesses da coletividade como um todo, que é o objetivo principal de toda atividade administrativa e evitar que os agentes públicos, ajam com liberdade, sem seguir as normas especificadas em lei, contra a coletividade, desviando-se do interesse coletivo.

    PRINCÍPIO DA IMPESSOALIDADE – Visa a neutralidade e a objetividade das atividades administrativas no regime político, que tem como objetivo principal o interesse público.No princípio da impessoalidade os atos e provimentos administrativos são imputáveis ao órgão ou entidade e não ao funcionário que praticou tal ato administrativo. Exige que os atos administrativos sejam praticados sempre com a finalidade pública, não podendo o administrador criar outro objetivo ou praticá-los no interesse próprio ou de terceiros; evitar que os agentes públicos beneficiem alguém ou a si mesmo, ou prejudique pessoas que não é de seu agrado.

    Estes princípios vedam a prática de atos administrativos desvinculados do interesse público, que visa atender interesse pessoal ou privados – para proteger alguém ou prejudicar os agentes públicos – o que caracteriza desvio de finalidade e compromete a validade de tais atos.

    PRINCÍPIO DA MORALIDADE – É o de nortear a ação administrativa e controlar o poder discricionário do administrador. Seu conteúdo objetivo é a boa-fé (obrigação de comportar-se honestamente) e confiança (esta ligada à segurança pública), e o conteúdo subjetivo é o dever de probidade; é evitar o desvio de poder, em suas duas espécies denominadas excesso de poder e desvio de finalidade, que acabou por fixar a dimensão da teoria da moralidade administrativa como forma de limite à atividade discricionária da administração pública que, utilizando-se de meios lícitos, busca a realização de fins de interesses privados ou mesmo de interesses públicos estranhos às previsões legais.

    PRINCÍPIO DA PUBLICIDADE – Visa à transparência das atividades públicas, no qual os administrados possam ter conhecimento do que os administradores estão fazendo; é a visibilidade da gestão pública como fator de legitimidade. Proporciona consenso, adesão, fiscalização, controle, democratização, aproximação entre Estado e indivíduo, fazendo corresponder políticas oficiais e demandas sociais, eficiência, reformulação das relações entre administrador e administrado, orientação social, educação, informação, devido processo legal e garantia do bom funcionamento estatal e dos direitos dos administrados e, principalmente, instrumento de verificação de princípios como legalidade, moralidade, proporcionalidade, imparcialidade, impessoalidade e outros. É a ampliação da transparência, com intuito de romper com o segredo, tornando a gestão pública em público, onde toda a coletividade participa dos atos da Administração Pública.

    Ocorre a publicidade dos atos administrativos através da publicação ou pela comunicação (notificação ou intimação) de acordo com a natureza do ato (atos gerais ou individuais, normativos, de efeito externo ou interno etc.) e as finalidades que a publicidade pretende sobre ele (controle, fiscalização, eficácia, validade etc.). Esse é o dever da publicidade, completado por outras formas modernas, como a divulgação via internet, por exemplo.

    PRINCÍPIO DA EFICIÊNCIA – O objetivo do princípio da eficiência é satisfazer às necessidades coletivas num regime de igualdade dos usuários, ou seja, é a utilização dos melhores meios sem se distanciar dos objetivos da Administração Pública, atingindo a satisfação das necessidades coletivas. O administrador deve estar atento para a objetividade de seu princípio, sob pena de incorrer em arbitrariedades; A finalidade deste princípio é a escolha da solução mais adequada ao interesse público, de modo a satisfazer plenamente a demanda social. A Administração Pública deve empregar meios idôneos e adequados ao fim pretendido, não mais, nem menos.

    Porém, o artigo nº 37, no que se refere o princípio da publicidade, foi regulado pela Lei nº 12.527/2011, a Lei de Acesso a Informação, deixando claro o que pode ser e o que não pode ser sigiloso.

    A Lei nº 12.527 abriu espaço para a inconstitucionalidade na ausência das informações sobre o que é feito com o dinheiro público e pertinentes à sociedade brasileira. Essa mesma lei vinculou por várias vezes o sigilo de informações ao efeito de segurança da sociedade brasileira e do Estado (art. 4º, inciso III; art. 7º, § 1º; art. 24, § 5º, inciso I; art. 37, inciso II), bem como “prejudicar ou por em risco a condução de negociações ou as relações internacionais do País, ou as que tenham sido fornecido em caráter sigiloso por outros Estados ou organismos internacionais”, conforme a redação do artigo 23, inciso II.

    Para escapar dessa inconstitucionalidade o presidente do BNDES, Luciano Coutinho, alega que as informações sobre os empréstimos à Cuba e Angola estão sob a Lei do Sigilo Bancário (Lei Complementar nº 105/2001). Mas quando se trata de dinheiro público o sigilo bancário não se aplica. Essa inaplicabilidade é evidente na Lei complementar nº 101/2000, a Lei de Responsabilidade Fiscal, em seus artigos 48, 48-A e 49:

    Art. 48. São instrumentos de transparência da gestão fiscal, aos quais será dada ampla divulgação, inclusive em meios eletrônicos de acesso público: os planos, orçamentos e leis de diretrizes orçamentárias; as prestações de contas e o respectivo parecer prévio; o Relatório Resumido da Execução Orçamentária e o Relatório de Gestão Fiscal; e as versões simplificadas desses documentos: I – incentivo à participação popular e realização de audiências públicas, durante os processos de elaboração e discussão dos planos, lei de diretrizes orçamentárias e orçamentos; II – liberação ao pleno conhecimento e acompanhamento da sociedade, em tempo real, de informações pormenorizadas sobre a execução orçamentária e financeira, em meios eletrônicos de acesso público; III – adoção de sistema integrado de administração financeira e controle, que atenda a padrão mínimo de qualidade estabelecido pelo Poder Executivo da União e ao disposto no art. 48-A;

    Art. 48-A. Para os fins a que se refere o inciso II do parágrafo único do art. 48, os entes da Federação disponibilizarão a qualquer pessoa física ou jurídica o acesso a informações referentes a:I – quanto à despesa: todos os atos praticados pelas unidades gestoras no decorrer da execução da despesa, no momento de sua realização, com a disponibilização mínima dos dados referentes ao número do correspondente processo, ao bem fornecido ou ao serviço prestado, à pessoa física ou jurídica beneficiária do pagamento e, quando for o caso, ao procedimento licitatório realizado; II – quanto à receita: o lançamento e o recebimento de toda a receita das unidades gestoras, inclusive referente a recursos extraordinários.

    Art 49. As contas apresentadas pelo Chefe do Poder Executivo ficarão disponíveis, durante todo o exercício, no respectivo Poder Legislativo e no órgão técnico responsável pela sua elaboração, para consulta e apreciação pelos cidadãos e instituições da sociedade; Parágrafo único. A prestação de contas da União conterá demonstrativos do Tesouro Nacional e das agências financeiras oficiais de fomento, incluído o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social, especificando os empréstimos e financiamentos concedidos com recursos oriundos dos orçamentos fiscal e da seguridade social e, no caso das agências financeiras, avaliação circunstanciada do impacto fiscal de suas atividades no exercício.

    Para se intender o envolvimento direto da presidente Dilma nos financiamentos em Estados estrangeiros cito:

    No Estatuto Social do BNDES, em seu artigo 3º, deixa claro que “o BNDES é o principal instrumento de execução da política de investimento do Governo Federal e tem por objetivo primordial apoiar programas, projetos, obras e serviços que se relacionem com o desenvolvimento econômico e social do País”. Também está no mesmo estatuto, no artigo 8º, § 1º, dizendo que “O BNDES, diretamente ou por intermédio de empresas subsidiárias, agentes financeiros ou outras entidades, exercerá atividades bancárias e realizará operações financeiras de qualquer gênero, relacionadas com suas finalidades, competindo-lhe, particularmente: Nas operações de que trata este artigo e em sua contratação, o BNDES poderá atuar como agente da União, de Estados e de Municípios, assim como de entidades autárquicas, empresas públicas, sociedade de economia mista, fundações públicas e organizações privadas”.

    Além disso, como também prevê o Estatuto Social do BNDES, no §§ 1º e 2º do artigo 6º, “O capital do BNDES poderá ser aumentado, por decreto do Poder Executivo, mediante a capitalização de recursos que a União destinar a esse fim, bem assim da reserva de capital constituída nos termos dos arts. 167 e 182, § 2º, da Lei nº 6.404, de 15 de dezembro de 1976, mediante deliberação do Conselho de Administração; a totalidade das ações que compõem o capital do BNDES é de propriedade da União”.

    Com base nessas informações observo que no final de 2014 foi aprovada pela presidente Dilma a Medida Provisória nº 661, que liberou 30 bilhões do Tesouro Nacional para o BNDES. Também em 2014 o BNDES aprovou o financiamento de obras nos aeroportos cubanos orçados em 336 milhões de reais. Somados aos 682 milhões de reais do porto de Mariel chega a mais de 1 bilhão de reais em financiamento a mais um país de governo déspota e cujas obras também foram e serão realizadas pela Odebrecht.

    Recentemente a presidente do Brasil perdoou a dívida milionária de Angola alegando solidariedade e interesses de amizade comercial. No entanto o governo da Angola é considerado um dos mais corruptos da África. E é nesse país onde a empreiteira Odebrecht, investigada na operação “Lava Jato”, fez seu império. A Odebrecht tem como sócio em Angola as estatais Sonangol e Ediama , com a empresa Demer e com a Di Oro. A Di Oro pertence aos filhos e ao genro do presidente de Angola.

    Levando em consideração as investigações de corrupção da Petrobrás, a falta de transparência das transações financeiras na tríade Governo Federal – BNDES – Odebrecht, que não se encaixa na Lei de Acesso a Informação, na Lei do Sigilo Bancário e tão pouco ao princípio de publicidade e da moralidade do artigo 37 da CF. seria o suficiente para se ter aberto uma investigação dos movimentos do BNDES. Nesse mesmo ponto, a negação do esclarecimento após a abertura do processo de investigação pode enquadrar a presidente e o BNDES no artigo 32, inciso V, da própria lei de acesso a informação (12.527/2011), que caracteriza como conduta ilícita “impor sigilo à informação para obter proveito pessoal ou de terceiro, ou para fins de ocultação de ato ilegal cometido por si ou por outrem”.

    Dilma Rousseff afirmou que o sigilo dos contratos firmados entre o BNDES e a empreiteira que realizou obras no estrangeiro foi imposto pelos países beneficiados. A base da lei de acesso a informação, enfatizando o seu artigo 4º, que faz considerações para o entendimento da lei, citando que a informação sigilosa é “aquela submetida temporariamente à restrição de acesso público em razão de sua imprescindibilidade para a segurança da sociedade e do Estado”. Visto que a principal finalidade do BNDES é o desenvolvimento econômico e social do Brasil, qual seria, então, o risco que a sociedade e o Estado brasileiro estariam correndo com investimentos no comércio exterior e na geração de empregos no Brasil para que se privem o cidadão e seus representantes no Congresso Nacional das informações das transações em questão? Qual seriam os motivos para se impor um sigilo bancário para as transações com o dinheiro público.

    Os investimentos em outros Estados insultam o povo brasileiro no que concerne os princípios fundamentais da Constituição do desenvolvimento do Brasil, dignidade do cidadão brasileiro, erradicação da pobreza, marginalidade e desigualdades sociais e regionais. Por isso é bom lembrar o despautério de se cortar gastos importantes para o desenvolvimento social, como a educação (7 bilhões de reais em 2015); saúde (200 milhões em 2014); a transposição do rio São Francisco, que já custa o dobro do seu orçamento inicial, ainda não chegou a quem realmente precisa; os portos brasileiros estão com problemas de infraestrutura e segundo o Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA) para sanar este problema necessitará de um investimento de 43 bilhões de reais, mas o governo federal liberou apenas 9,29 milhões de reais em 2013; os aumentos da energia (17,6% em 2014 e a previsão para 2015 e de mais de 40%), do combustível, do custo de vida em geral, etc..
    Desta forma, entra em contradição com a política do governo federal, que usa como ferramenta particular o Banco Nacional do Desenvolvimento Econômico e Social, e juntos injetam bilhões de reais em países corruptos e ditadores; levando-se em consideração, também, o perdão das dívidas dos países em questão. A partir desses atos, enquadraria-se a presidente Dilma e o BNDES na infração do artigo 37 da CF no que diz respeito aos princípios da eficiência, e na infração do artigo 4º, inciso II, também da CF, no que concerne o importantíssimo princípio de valorização aos direitos humanos infringidos pelos países “amigos”.

  77. Eminhoca La disse:

    Existe outra mina de ouro pra eles roubarem e muito para depois surgir um novo escandalo, são as empresa de fornecimento de água e esgoto com umas tais de bandeiras verde,amarela e vermelha, nenhum, consumidor jamais receberá uma conta com a bandeira amarela que dirá verde, é só vermelha que o valor é bem maior como senão bastasse os aumentos que a safadada Dilma deu, não dar nem pra fazer gato, por que eles vão desconfiar logo, agora eu me pergunto, do que adiantou essas manifestações do dia 15/03 se não houve e nem vai haver impeachment,não houve uma tomada do poder por parte dos militares, afinal essas manifestações foi só mais uma programa dominical, um passeio familiar, e sendo assim e assim sendo nem vou na manifestção de abril.

  78. ornan disse:

    Nada de escolha. Para todo lado que se vai, corrupção, corrupção, corrupção. Perdão. Corrupção, não. é ROUBO mesmo. Essa materia será divulgada na íntegra em meu blog ornanserapiao.blogspot.com.br. Na íntegra, sem cortes. Leiam neste sábado, 28.Não dá mais. Não há mais estômago que aguente a situação.

  79. mariana disse:

    Mais um da corrente se está correto, é porque a lei, os instrumentos, blá, blá, blá. Se errado, foi a Dilma.

    Bom ler, sobre o BNDES

    http://www.conversaafiada.com.br/economia/2014/11/12/bndes-que-escapou-de-arminio-e-aecio-da-lucro/

  80. Gustavo disse:

    Está visível no bolso e a olho nu que o PT quebrou o Brasil e que a senhora Dilma
    desejada pelo nordeste, a ajudaram em sua eleição, eles vão pagar o preço, pois quando o que está por vir…. quebradeira dos empresários não digam que não irão sofrer as penalizações e reflexos da economia, os CABEÇAS NÃO PENSANTE DO NORDESTE, a nossa oportunidade era o Aécio,
    não que algum partido preste; TODOS ROUBAM, mas o PT ARROMBA C/ DINAMITE P/ CHEGAR AO COFRE e o estrago está ai, CAOS na situação Política e econômica do País.O BNDES é o Buraco Negro dos desvios do PT. Recado FORA DIMA.

    • Henrique disse:

      Vocês que são experts em administração, já estudaram a História do Brasil. Pois é, se ainda não leram, procurem ler para ficarem informados. Porque, um idiota qualquer. chegar em um sait, ou um blog; e pedir a volta da DITADURA. Paciência…é ser desinformado ou nunca leu a História do Brasil.

  81. Rogerounielo Rounielo França disse:

    O Preço da Corrupção e da Omissão da Sociedade

    1. O impacto do crescimento do pagamento dos juros da dívida pública federal no Orçamento Geral da União tem duas facetas temporais:

    A) impacto do passado no presente atual;

    B) impacto do futuro, no presente predecessor (vide item 14 e seguintes).

    2. A primeira faceta temporal se refere ao pagamento de juros e amortização da dívida pública já contratada, no presente, por força de operações realizadas no passado, e que é BRUTAL.

    3. Acompanhe comigo, a descrição do impacto descrito no item 1.A, anterior.

    4. Do total de R$ 15.748.557.917.000,90 (R$ 15,7 TRILHÕES), em gastos, diretos, do Governo Federal, realizados entre 2004 e 2014, atualizados monetariamente, o programa “XXYZ – Pessoal, Encargos Sociais e Dívida” foi responsável por 74,093% desses gastos.

    5. Assim, de 2004 a 2014, de cada R$ 100,00 arrecadados em impostos, pagos pelos cidadãos, o Governo Federal utilizou R$ 74,09 para pagar, apenas, três despesas: pessoal, encargos sociais e dívidas.

    6. A amortização e pagamento de juros da dívida pública federal (R$ 826,7 BILHÕES) representaram 56% do total das despesas do Governo Federal, em 2014 (R$ 1,47 TRILHÕES).

    7. Para aprofundar conhecimento sobre o histórico dessa faceta temporal da dívida pública bruta consulte o próximo item.

    8. Buscando delimitar a verdadeira situação das contas públicas no Brasil, para, como cidadão, melhor poder me posicionar diante de debates, incompletos, por falta de informações essenciais, produzi as análises, em anexo, que podem ser consultadas nos link’s, citados no próximo item, ONDE PODEM SER VISUALIZADAS VÁRIAS TABELAS DA DINÂMICA DE GASTOS PÚBLICOS, NO BRASIL, de 2004 a 2014, o que facilita a compreensão do tema:

    a) No item 69, de referida análise, temos a demonstração da crescente paralisia do Governo Federal, por falta de recursos, quase que integralmente direcionados para pagamento das três despesas citadas anteriormente, especialmente pagamento de juros e amortização da dívida pública federal bruta;

    b) De 2004 a 2014, o Brasil teve 706 programas, mas deste total, apenas, 262 programas, continuam vigentes, em 2014;

    c) houve redução de 63% na quantidade de programas, no Brasil, de 2004 a 2014, como decorrência, lógica, da falta de recursos públicos, cada vez mais comprometidos com o pagamento de amortização e juros da dívida pública federal e salários e encargos de servidores públicos.

    d) No item nº 29, de referida análise, temos que a “Dívida Pública Federal Bruta” era de R$ 1.971.590.391.400,00 (R$ 1,9 TRILHÕES), em 2001, e saltou para R$ 3.466.519.331.480,00 (R$ 3,4 TRILHÕES), em 2014, acréscimo de R$ 1.494.928.940.080,00 (R$ 1,4 TRILHÕES), de 2001 a 2014, ou 76%, no período, em valores corrigidos monetariamente, ou seja, trata-se de crescimento real da “Dívida Pública Federal Bruta”, sem os efeitos inflacionários.

    9. Gastos Governo Federal – Série Histórica – 2004 a 2014 – Contas Nacionais – Análise Integrada – Situação Atual – Tendência de Descontrole:

    a) Parte 01 – Link http://rogerounielo.blogspot.com.br/2015/01/gastos-governo-federal-serie-historica.html

    b) Parte 02 – Link http://rogerounielo.blogspot.com.br/2015/01/gastos-governo-federal-serie-historica_21.html

    c) Parte 03 – Link http://rogerounielo.blogspot.com.br/2015/01/gastos-governo-federal-serie-historica_64.html

    10. A faceta temporal, futura, do impacto de juros na dívida pública brasileira, está relacionada ao financiamento dos saldos negativos, FUTUROS, da balança comercial brasileira e do déficit em conta corrente, que são financiados por meio de CAPITAL ESPECULATIVO, CAPTADOS NO EXTERIOR, POR MEIO DO BRUTAL CRESCIMENTO DA DÍVIDA PÚBLICA BRUTA.

    11. Acompanhe comigo, a descrição do impacto descrito no item 1.B, anterior, contextualizando-se sobre o déficit em conta corrente.

    12. Para se contextualizar sobre o déficit em conta corrente sugerimos a leitura das matérias, em anexo, intituladas:

    a) “Rombo do país com transações externas cresce 50% e bate recorde em 2013, com US$ 81,4 bilhões”, divulgada no O Globo.com, em 14/01/2014, no link http://www.infomoney.com.br/mercados/acoes-e-indices/noticia/3145047/acoes-construtoras-bovespa-refletem-temida-bolha-imobiliaria

    b) “Brasil eleva projeção para déficit em conta corrente para 2013”, divulgada em 18/12/2013, pela EFE, no link http://br.noticias.yahoo.com/brasil-eleva-projeção-déficit-conta-corrente-2013-185838988–finance.html#, segundo a qual “O Banco Central informou nesta quarta-feira que elevou sua projeção para o déficit em conta corrente do país neste ano para US$ 79 bilhões, o equivalente a 3,57% do PIB do país, e a US$ 78 bilhões (3,53% do PIB) para 2014”.

    13. Realizada a contextualização sobre o que é o déficit em conta corrente, passemos a analisar como sua dinâmica afeta, NO FUTURO, a dívida pública federal, o pode, no curto prazo, levar ao descontrole, total, na amortização e no pagamento de juros, pelo Brasil.

    14. O Brasil tem cerca de US$ 350 BILHÕES, em reservas internacionais.

    15. Se o país tiver, continuamente, US$ 80 bilhões de déficit em conta corrente, por ano, e nenhuma entrada de novos dólares, em suas reservas, isto significaria que em 4,38 anos teria torrado TODAS as nossas reservas internacionais, por meio do déficit em conta corrente.

    Continuação

    16. Se os US$ 80 BILHÕES de déficit em conta corrente, do Brasil, forem TOTALMENTE financiados pelo ingresso de US$ 80 BILHÕES, a título de capital especulativo, o Brasil não torraria suas reservas internacionais, em dólares, pois internalizaria, em 05 anos, US$ 400 BILHÕES.

    17. Se eu fosse candidato a Presidente da República, em ano eleitoral, estaria divulgando essa informação de forma positiva, dizendo para a sociedade brasileira que:

    “o meu governo faz acontecer e está trazendo US$ 400 bilhões, em investimentos, para o Brasil, nos próximos 05 anos”.

    18. Entretanto, não sou governante.

    19. Sou, apenas, um cidadão, pai de família, que nada entende de política e de economia, mas sei fazer algumas contas, básicas, para fins de expressar, livremente, minhas opiniões, buscando proteger minha família e todas as famílias, do Brasil e, por isso, nessa qualidade diria:

    “O Brasil terá sérios problemas, financeiros, econômicos e sociais, que as Universidades, empresas, políticos, partidos políticos, órgãos governamentais de controle e fiscalização, Sistema Financeiro Nacional, imprensa etc. não explicam, de forma completa, para a sociedade brasileira, se o Brasil continuar, ano após ano, com seus déficits em conta corrente e continuar a cobrir seus déficits em conta corrente trazendo mais US$ 400 BILHÕES, em investimentos, para o Brasil, nos próximos 05 anos”.

    20. Explicaremos o raciocínio anterior, fazendo contas, básicas.

    21. Para fazer o câmbio de US$ 400 BILHÕES, a R$ 2,00 por dólar, em 05 anos, para internalizar US$ 80 BILHÕES, por ano, o Brasil deveria emitir R$ 800 BILHÕES em títulos públicos federais, em uma PRIMEIRA OPERAÇÃO com o “INVESTIDOR Nº 01” (várias pessoas que estariam comprando títulos públicos federais, no Brasil), onde o país pagaria uma PRIMEIRA taxa selic de 10% a.a, sobre R$ 160 BILHÕES, por ano, o que, grosso modo, geraria pagamento de juros, pelo Brasil, da ordem de R$ 54,9 BILHÕES, em média, por ano, ou R$ 274,5 BILHÕES, em 05 anos (Fonte: planilha “Juros pagos pelo Brasil – Deficit em Conta Corrente – US$ 80 Bilhoes.xls”, em anexo).

    22. Depois que o Brasil arrecadasse os R$ 800 BILHÕES, do “INVESTIDOR Nº 01”, por meio da “DÍVIDA PÚBLICA Nº 01”, entregaria esses recursos ao “INVESTIDOR Nº 02” (investidores que estariam trazendo dólares para o Brasil para financiar o déficit em conta corrente, por meio de capital especulativo), que, também, aplicariam seus recursos, em reais, em títulos públicos federais, em uma SEGUNDA OPERAÇÃO, que gera a “DÍVIDA PÚBLICA Nº 02”, no valor de MAIS R$ 800 BILHÕES, onde o Brasil pagará uma SEGUNDA taxa selic de 10% a.a., sobre R$ 160 BILHÕES, por ano, o que, grosso modo, vai gerar pagamento de juros, pelo Brasil, da ordem de R$ 54,9 BILHÕES, em média, por ano, ou R$ 274,5 BILHÕES, em 05 anos.

    23. Dessa forma, resumida, fica fácil de compreender que para o Brasil internalizar US$ 400 BILHÕES, em 05 anos, ou US$ 80 BILHÕES (R$ 160 BILHÕES), por ano, para financiar o seu déficit em conta corrente, faria dívidas, TOTAIS, no valor de R$ 1,6 TRILHÕES, em 05 anos, ou R$ 320 BILHÕES, por ano, e pagará juros, no valor, total, de R$ 548,9 BILHÕES, em 05 anos, ou R$ 108,8 BILHÕES, por ano, fazendo com que a dívida pública, bruta, salte de R$ 3,2 TRILHÕES, em 2014, ara R$ 4,8 TRILHÕES (R$ 1,6 TRILHÕES + R$ 3,2 TRILHÕES), em 2019.

    24. O orçamento geral da União de 2011, executado, foi de R$ 1,571 TRILHÃO (UM TRILHÃO QUINHENTOS E SETENTA E UM BILHÕES DE REAIS), sendo que R$ 708 BILHÕES foram destinados ao pagamento de juros e amortizações da dívida pública, o que representou 45,05% do orçamento geral da União de 2011, conforme cartilha em anexo.

    25. O Brasil estaria acrescentando o pagamento de mais R$ 109,8 BILHÕES, em custos, para o orçamento geral da União, correspondentes à divisão, por quatro, do total de juros de R$ 548,9 BILHÕES, que seriam pagos em 05 anos, quando o Brasil recebesse mais R$ 1.600.000.000.000,00 (Um Trilhão e Seiscentos Bilhões de Reais) dos investidores, fazendo com que o total de pagamento de juros, pelo Brasil, salte de R$ 708.000.000.000,00 (Setecentos e Oito Bilhões de Reais) para R$ 817,8 BILHÕES, elevando o percentual do orçamento geral da União, comprometido com o pagamento de juros, de 45,05% para 52,6%, em função do crescimento da dívida pública bruta, para financiar o déficit em conta corrente.

    26. Não devemos nos esquecer, contudo, que o crescimento da dívida pública, brasileira, não se restringe, apenas, ao financiamento do crescente déficit em conta corrente, conforme visto acima.

    27. O Brasil, também, pretende acrescentar o pagamento de mais R$ 370.423.449.000,00 (Trezentos e Setenta Bilhões, Quatrocentos e Vinte e Três Milhões, Quatrocentos e Quarenta e Nova Mil Reais), correspondentes à divisão, por quatro, do total de juros de R$ 1.481.693.796.000,00 (Um trilhão, Quatrocentos e Oitenta e Um Bilhões, Seiscentos e Noventa e Três Milhões, Setecentos e Noventa e Seis Mil Reais), que seriam pagos em 04 anos, quando o BNDES receber mais R$ 1.800.000.000.000,00 (Um Trilhão e Oitocentos Bilhões de Reais) do Tesouro Nacional, fazendo com que o total de pagamento de juros, pelo Brasil, salte de R$ 708.000.000.000,00 (Setecentos e Oito Bilhões de Reais) para R$ 1,2 TRILHÕES, fazendo com que o percentual do orçamento geral da União, comprometido com o pagamento de juros, salte de 45,05% para 75,63%, em função do brutal crescimento da dívida pública bruta.

    28. Para se aprofundar nessa questão do BNDES, vide matéria intitulada “Para Tesouro Repassar R$ 365,2 BILHÕES ao BNDES, Brasil Faz Dívidas R$ 730,4 BILHÕES e Paga Juros de R$ 300 BILHÕES, Em 04 Anos”, de minha autoria, divulgada em 15/09/2013, no link https://www.facebook.com/notes/rogerounielo-rounielo-frança/para-tesouro-repassar-r-3652-bilhões-ao-bndes-brasil-faz-dívidas-r-7304-bilhões-/634069473300155

    29. Apenas essas duas necessidades do Brasil (novos investimentos, por meio do BNDES e financiamento do déficit em conta corrente), que exigem CONTRATAÇÃO, FUTURA, DE NOVAS OPERAÇÕES DA DÍVIDA PÚBLICA BRUTA, SOMADAS AOS JUROS E AMORTIZAÇÕES DA DÍVIDA PÚBLICA BRUTA, JÁ CONTRATADA, NO PASSADO, fazem com que a dívida pública federal brasileira, quando se olha sua trajetória, futura, ao longo do tempo, entre em clara tendência de descontrole e da bancarrota do país, em pouco tempo, se os brasileiros continuarem a brincar com coisas sérias.

    Fim

  82. Ivan Monte disse:

    Provavelmente o rombo astronômico do BNDES nos governos tucanos também serão “esquecidos”…

  83. Olavo disse:

    Quanta hipocrisia nas falas da grande maioria defendendo partido a ou b. O que temos mesmo agravada é uma crise sistêmica, e não vai ser Governo de direita ou esquerda que mudará isso, pois que tem poder é quem tem dinheiro, e quem tem dinheiro se tem é por que teve benefícios com informações privilegiadas ou favores como mencionado pelo procurador não sendo nenhuma novidade dês dos tempos da ditadura onde o Brasil afundou em dívidas externas. O que temos de novidade no momento é que este Governo deixa a polícia trabalhar…mesmo delegados e Juízes de Direita. O próprio procurador admite que a leis sancionadas por Dilma deram condições de investigar e descobrir todo acontecido, pois o maior beneficiário de tudo isso são grandes empresas, (burgueses) na sua totalidade de direita a favor de um estado privatista e “minimista”. Então para os que defendem que o PT é o partido mais currupto, deviam se orgulhar de ter um governo que deixou o MPF trabalhar sem intervenções políticas….e que venha o BNDS para vermos quem são os beneficiados….as sonegações do escândalo do BNDS para vermos quem são os sonegadores…e que se demonstre que a corrupção é um mal do sistema para que as pessoas percebam que o capitalismo não vivem sem pessoas endividadas, sem pobreza e sem corrupção.

  84. MARCO disse:

    SE ESTE PROBLEMA NO BNDS EXISTE É MAIS PARTE DO ESTRUTURAL QUE PRECISA SER REFORMADO OU SEJA MELHORAR ,EVOLUIR A ESTRUTURA DO ESTADO COM A PARTICIPAÇAO DA POPULAÇAO E DAS INSTITUIÇÔES REPRESENTANTES DO POVO. O PODER TEORICAMENTE DEVE EMANAR DO POVO. EXISTEM PESSOAS QUE NUNCA QUISERAM RESOLVER O PROBLEMA NO PASSADO E QUEREM SE APROVEITAR DO PROBLEMA PARA DAR O GOLPE O QUE É UM CRIME GRAVISSIMO OU GANHAR ELEIÇAO ENGANANDO A PARTE DA POPULAÇAO. DEVE -SE DEIXAR A POPULAÇAO PARTICIPAR DA CONSTRUÇÂO DA SOLUÇAO DO PROBLEMA E TODOS OS PARTIDOS DEVEM OUPODEM PARTICIPAR DA SOLUÇAO DO PROBLEMA DEMOCRATICAMENTE.COM ODIO E FALANDO BESTEIRA NAO RESOLVE .RESPONSABILIDADE E MATURIDADE POLITICA, EVOLUÇÂO.

  85. Sirlene disse:

    Comprando um bom raticida, pode ser que morram todos os ratos do governo!!!

  86. Americo Pereira disse:

    EXELENTICIMO procurador o que afinal de contas vai acontecer com estes ladroes
    que estão acabando com o nosso pais o BRASIL cera que vai ficar ALGUEM em cana ou cadeia é só para ladrão de galinha ou seja só para pobre

  87. EvertonF. disse:

    Estúpidos! Quando aprenderão a olhar do alto, acima de PT e PSDB (e todos os demais)?! Os dois vos roubam, já roubaram muito e continuarão roubando. Enquanto quem se entende politizado não aprender a cobrar sem tomar partido de um ou outro, não mudará nada!!! Será apenas instrumento para a guerra de força (lembram da brincadeira do cabo de aço?!!!) Acordem!!! São palhaços pseudo-informados/politizados!!!

  88. Grande entrevista! Parabens ao Senhor Procurador Helio Telho Corrêa Filho. Precisamos mais de gente como ele.

  89. Devaney Godoi disse:

    A Vale será a próxima a explodir. Tem investido maciçamente no aumento da produção para reduzir os preços, pensando que ficaria com a maior fatia do mercado, mas o tiro está saindo pela culatra. É a história do café. Os preços e a procura despencando e os barões do café iam aumentando a produção até a quebra total. Todos estes investimentos da Vale estão sendo financiados pelo BNDES apesar de saber que as dívidas da Vale são impagáveis, pois a tonelada do minério caiu de 96 para 50 dólares, e a China vem investindo maciçamente para não importar mais ferro a não ser que venha quase de graça. A Vale hoje vale menos do que a Petrobrás, ou pior não vale nada. Quando explodir, explodiremos juntos com seus 119 mil empregados, e o Brasil arcará com a dívida de 29 bilhões de dólares. Os donos da Vale estão vendendo seus ativos bons para outras empresas onde ela participa, assim continuarão ricos. Vejam a Vale anunciou que vendeu o Navio Monrovia para a Cosco da China. Preciso dizer de quem é a Cosco?

  90. ROBERTO MARTINS IVO DE SOUZA disse:

    Saiba toda a verdade sobre o chip Obrigatório

    Eu: ROBERTO MARTINS IVO DE SOUZA, sou
    autor do projeto do sistema de leitura
    eletrônica para coibir o furto e roubo dos veículos de carga, este teria a participação voluntaria dos caminhoneiros , em
    contra partida o governo construiria os Centro Integrado dos Condutores
    Nacional, local de descanso e prestação de diversos serviços inclusive
    ambulatorial,etc. Foi enviado 2001 ao Ministério das Cidades e Denatran o fato
    é que em 2006 o Governo federal, anuncia ter criado o Chip Obrigatório, ao
    tomar ciência encaminhei correspondência para presidência da republica,
    solicitando abertura de inquérito administrativo, para apurar o crime de apropriação indébita do projeto devidamente
    registrado,relatei que foi mudado para onerar os caminhoneiros de forma injusta, no
    País onde 60% das estradas são buracos, atoleiros, sem acostamentos, pontes
    precárias de madeira, paraíso das
    quadrilhas e bando que impõem o
    terror a categoria profissional, obriga-los a pagar um verdadeiro placebo,era
    um crime abominável. Recebi respostas do gabinete pessoal da Presidência da
    Republica, porem foram omissos.

    No dia 16 de novembro,
    2016 será a data de implantação nacional
    do sistema. fiz contato com vários sindicatos pedindo ajuda na luta e defesa de
    seus associados, porem estes calaram-se vão receber um valor, portanto, esta
    explicado seus silencio, impetrei uma ação na Justiça Federal 2º Região Rio de
    Janeiro, protocolada sob Nº
    1.30.001.004461/2015-41 tramita na 2º Vara Criminal – Crime
    Contra o Patrimônio publico. Autor:
    Roberto Martins Ivo de Souza REUS:
    DENATRAN DEPARTAMENTO NACIONAL DE
    TRANSITO. MC. MINISTERIO DAS CIDADES. INSTITUTO VON BRAUN. EMPRESA DE PLANEJAMENTO E LOGISTICCA EPL. CENTRO
    DE PESQUISAS AVANCADAS WERNER VON BRAUN. Denunciei ao MINISTERIO PUBLICO FEDERAL processo
    PR-RJ Nº 000536/2015 PRRJ DICRIMEX- DIVISÃO
    CRIMINAL EXTRAJUDICIAL DA PR/RJ o caso esta em segredo
    de justiça.
    CARO
    AMIGO CASO SEJA VITIMA DESTE GOLPE DO
    CHIP VÁ A POLICIA APRESENTE ESTE FOLHETO, LUTE POR SEU DIREITO. Veja provas e mais.

    YOUTUBE SE VOCE TEM CARRO PRECISA VER ISSO.

    JORNAL NACIONAL – REDE GLOBO

    https://www.youtube.com/watch?v=VIE2hWBEXFk

    https://www.youtube.com/watch?v=GMyHYvKzfgo

    TEL:(21) 999299979 (VIVO) 0- (21)988492621

    FACEBOOK
    https://www.facebook.com/roberto.martins.167527

    EMAIL: [email protected]

    Roberto
    Martins Ivo de Souza

  91. Wird also in Brasilien zum Wohle von Parteien regiert, oder zum Wohle des Volkes? Wenn Meinungsbildung in einer Partei stattfindet und es deren so viele gibt, wie es Bürger gibt, fragt sich am Ende jeder, was bekomme ich dafür? Meinungsbildung sollte nicht erst im Parlament gefunden werden, sondern in Parteien, die das Wohl des ganzen Volkes vertreten wollen und nicht nur das ihres Klientel. Es gibt zu viele Parteien und das Wohl des Volkes wird nicht vertreten durch einzelne Interessengruppen.

  92. Glautio Bindo disse:

    Eu ja dizia isso, o lula liberando dinheiro para as empreiteiras via BNDS voce acha que iria dar no que?o dinheiro do lula desviado não esta no Brasil, está la nos países comunistas onde investigação não entra. Investigadores tapados

  93. XQuest disse:

    Não dá para colocarem as datas nas reportagens?

  94. Jairo Falcucci Beraldo disse:

    Curiosamente, a reportagem começa sobre a Caixego e vai para o Petrolão …. e como sou meio retardado, por não ser de Anápolis, me parece que engoliram uma década ou mais da história, que foi de 1994 a 2002 (era FHC) e de 1999 a 2005 e de 2011 a 2016 (era Marconi) …. foi proposital ou é da escola FHC com seu EGR – engavetamento geral da república?

  95. carlos jesus disse:

    oBRASILetodos osbrasileiros sempre foram são serão os mais RICOS QUINQUILIONÁRIOS do UNIVERSO em todos os sentidos direções e NUNCA JAMAIS estivemos estamos estaremos em CRISES ou ROMBOS FINANCEI ROS etc sempre estívemos estamos pagando pelos TRILHÕES ANUAIS IMPOSTOMETROS RIQUEZAS RECURSOSNATURAIS etc que sofrem de todos os lados todos os tipos variações de CORRUPÇÕES SONEGAÇÕES NEGO CIATAS PROPINAS LAVAGENSDEDINHEIRO CAIXAS 01 02 1000 SUBORNOS MÁFIAS FACÇÕES CRIMINOSAS etc instaladas ocultamente em todos os níveis federal estadual municipal distrital etc e para o povo nuncajama is perceberem nada de nada mesmo átravés da MÍDIAemGERAL fazem o povo só votar só eleger quase todos os anos porém nuncajamais os próprios politicos permitiram ou pemitem que o povo ASSIMILEM APREN DEM e então reinvindicam exigem TRANSPARENCIA FISCALIZAÇÃO DEMOCRACIA PARTICIPATIVA DIRETA RETA VIGILANCIA BIOMETRIA DIGITAL ONLINE INTERNET EMPREENDEDORISMOS etc
    =
    pois aonde não tem TRANSPARENCIA FISCALIZAÇÃO VIGILANCIA DEMOCRACIA PARTICIPATIVA DIRETA RETA etc ali sempre acaba de um jeito ou de outro tendo todos os tipos variações de corrupções negociatas máfias facções criminosas etc mesmo ali sempre tendo ELEIÇÕES DIRETAS quase todos os anos obs que nos municipios estados bairros distritos etc mais MINDINGOS QUINTOS MUNDOS CORRUPTOS etc é que acon tece o PURO CORONEALISMO MÁFIAS FACÇÕES CRIMINOSAS MORTES etc mas por quê¿¿¿se são estados municipios mindingos quintosmundos¿¿¿obs que estas palavras TRANSPARENCIA etc voce não vê nenhum POLITICO PARTIDO POLÍTICO SISTEMA POLÍTICOS etc colocando como a sua principal PLATAFORMA ELEITORAL etc e por nada ser ter TRANSPARENCIA etc então por mais boa vontade que tenha o tal POLÍTICO ali ele não pode fazer nada de nada mesmo, então em razão da total falta de TRANSPARENCIA etc todos os seus ELEITORES VOTOS acabam sempre tendo só decepções encima de decepções etc
    =
    obs que no BRASIL os políticos não permitem que o povo saiba da existencia nem mesmo do NIÓBIO etc e não permitem que o POVO saiba que nada de nada mesmo no MUNDOTODO é GRÁTIS principalmente aon de tudoetodos vivem repetindo como uma ladainha hipnótica que é do GOVERNO ESTADO UNIÃO MUNICIPIO COFREPÚBLICO SETOR PÚBLICO SERVIÇO PÚBLICO FILANTROPIAS FUNDAÇÃO OSS OS etc tudo tudo mesmo ali ádvém DIRETO INDIRETAMENTE dos TRILHÕES ANUAIS que sai dos bolsos de todos os cidadões comerciantes empresários etc brasileiros e vai DIRETO INDIRETAMENTE para o BNDES TESOURONACIO NAL IMPOSTOMETROS e como só o povo brasileiro é que na verdade são os unicos verdadeiros donos das trilionárias anuais RIQUEZAS RECURSOS NATURAIS etc NIÓBIO TERRAS RARAS ZIRCONIO TANTALO BAUXI TAS TITANIO URANIO CÉSIO OURO DIAMANTE PRÉSAL ÁGUA ENERGIA ELÉTRICA etc
    =
    obs que nos países primeirissimos mundos tem ELEIÇÕES DIRETAS INDIRETAS DEMOCRACIAS COLÉGIOS ELEITORAIS MONARQUIAS ABSOLUTISTAS ou CONSTITUICIONAIS ALTISSIMOS ou BAIXISSIMAS CARGAS TRIBU TÁRIAS TRIBUTOS IMPOSTOS e estas nações são GIGANTESCAS ou PEQUENININHAS em TERRITÓRIOS POPULAÇÕES tem DESASTRES NATURAIS DESERTOS SECOS GÉLIDOS etc da mesma forma os são também qua se todos os países QUINTOSMUNDOS etc a principal e única diferença entre ser QUINTOS ou PRIMEIRISSIMOS MUNDOS está no GRAU de TRANSPARENCIA FISCALIZAÇÃO DEMOCRACIA PARTICIPATIVA DIRETA RETA etc quanto maior o GRAU mais primeirissimosmundos és, quanto menor mais quintos mundos és, e isto é a mesma situação em termos de PAÍSES NAÇÕES ESTADOS MUNICIPIOS DISTRITOS EMPRESAS PÚBLICAS MISTAS FILANTROPIAS etc
    =
    pois todos cidadões eleitores votos sempre esqueceram esquecem que por nada ali ser ter 1000%TRANSPARENCIA etc é aonde muitos entram no MEIOPOLÍTICO como político ou não mas sem uma única cueca fu rada podre mas em pouco tempo depois ficam MILIONÁRIOS BILIONÁRIOS com DINHEIROVIVO PROPRIEDADES TÍTULOS etc aqui no BRASIL e no EXTERIOR óbviamente nada ou quase nada em seus nomes etc se a proveitando do povo local não saberem que podem exigir reinvindicar TRANSPARENCIA DEMOCRACIA PARTICIPATIVA DIRETA RETA FISCALIZAÇÃO etc aonde tenha direto indiretamente nem que seja úm único cen tavinho público dos trilhoes anuais impostometros riquezas recursos naturais etc
    =
    aqui no BRASIL eno EXTERIOR etc via BNDES favorecendo tudoetodos ali direto indiretamente e sempre prejudicando tudoetodos os cidadõesbrasileiros e como pela CORRUPTA eou PÉSSIMAeFRAUDULENTA GES TÃO PÚBLICA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA tudo culpa de nada no BRASIL ser ter FISCALIZAÇÃO TRANSPARENCIA DEMOCRACIA PARTICIPATIVA DIRETA RETA VIGILANCIA etc se caso tivessem 1000%FISCALIZAÇÃO etc o BRASIL e todos os brasileiros estariamos mil vezes melhor que a DINAMARCA
    =
    e mesmo sem ainda terem a minima da minima CONSCIENCIA de tudo isto porém PROPOSITALMENTE como um SEGREDO ESTADO JUSTIÇA sempre ocultaram omitiram tudo isto mas do próprio povo nativo brasile iro internamente principalmente átravés da MÍDIAemGERAL desde 1500dc até hoje 03ºmilenio século xxi aqui no BRASILeounoEXTERIOR em termos dos trilhões anuais IMPOSTOMETROS etc e como das INFINITAS ILIMITADAS e a maioria ainda desconhecidas inexploradas trilhoes anuais de RIQUEZAS RECURSOS NATURAIS etc e o mais absurdo é que todas estas informações conhecimentos sabedorias etc ficam só nas mãos de todos os PODEROSOS FINANCEIROS POLÍTICOS JURIDICOS RELIGIOSOS etc mas tudo é ocultado propositalmente de todo o povo internamente brasileiro etc
    =
    https://www.facebook.com/brasilpaisprimeirissimomundo/photos/a.248122238706181.1073741827.222375774614161/549952705189798/?type=3&theater
    =
    http://g1.globo.com/economia/negocios/noticia/2013/04/monopolio-brasileiro-do-niobio-gera-cobica-mundial-controversia-e-mitos.html
    =
    obs que o BRASIL possui mais de 98% da RESERVA MUNDIAL do NIÓBIO mas nada disto vai á favor do POVOBRASILEIRO enquanto isto o CANADÁ que possui menos de 02% da RESERVA MUNDIAL do NIÓBIO etc faz com que tudo vai á favor do POVO NATIVO CANADENSE etc óbviamente fora a TRANSPARENCIA DEMOCRACIA PARTICIPATIVA etc enquanto no BRASIL só temos só a OPÇÃO de VOTAR ELEGER quase todos os anos e nada em termos de TRANSPARENCIA DEMOCRACIA PARTICIPATIVA etc
    =
    ainda por cima o BRASIL é a NAÇÃO mais RICA do MUNDOTODO em ÁGUAPOTÁVEL, FLORESTAS, MATAS, TERRAS FÉRTEIS etc do mundotodo, tanto na SUPERFICIE como nos SUBTERRANEOS com os seus oceanicos infinitos ÁQUÍFEROS SUBTERRANEOS como o GUARANIeoAMA ZONICO etc e ou dos ainda pouco explorados,inclusive lá na CAATINGA NORDESTINA tem AGUAS SUBTERRANEAS, falta sim POÇOS ARTESIANOS DES SANILIZAR DESINSALUBRIAR,etc
    =
    porém todos os ANTIGOS ATUAIS POLÍTICOS NORDESTINOS sempre usaram as tais SECAS NORDESTINAS CAATINGAS NORDESTINAS etc mas como uma ETERNA ÍNDÚSTRIA DA SECA mas SÓ para se manterem EGOÍSTICAMENTE no PODER POLÍTICO ETERNAMETNE desde 1500dc até hoje em dia em pleno 03ºmilenio século xxi
    =
    fora ainda por cima todas as MINASeNASCENTES de ÁGUA POTÁVEL MINERAL CURATIVA etc e no BRASIL tudo sem exceção nenhuma tudo que PLANTA dá, e no BRASIL não tem DESERTOS SECOS GÉLIDOS, como o CANADÁ NORUEGA ISRAEL AUSTRÁLIA etc tem, e o CLIMA TEMPERATURA no BRASIL é EXCELENTE e não tem nenhum tipo de DESASTRE NATURAL GIGANTESCO como TERREMOTOS TSUNAMIS VULCÕES etc etc =
    =
    obs quem é mais sem vida nenhuma totalmente estéril o DESERTO ISRAELENSE ouas CAATINGAS NORDESTINAS etc imagine o que teriam feito desde 1500dc se aonde é CAATINGA NORDESTINA ali só tivessem só JUDEUS mesmo sem nenhuma AJUDA GOVERNAMENTAL etc mesmo que os JUDEUS lá estivessem mas sem úm único centavinho etc ali acabaria se tornanete um OÁSIS etc agora os BRASILEIROS sempre viveram vivem chorando por FALTA D’ÁGUA com verdadeiros INFINITOS OCEANOS DE ÁGUA embaixo dos seus pés etc
    =

  96. joão batista de assis pereira disse:

    A BANDALHEIRA NA PETROBRAS AINDA NÃO ACABOU
    https://www.linkedin.com/pulse/bandalheira-na-petrobras-ainda-n%C3%A3o-acabou-jo%C3%A3o-batista-assis-pereira
    A Ouvidoria e Conformidade da Petrobras perdem tempo e dinheiro quando acreditam que vão resolver as questões cruciais da sua corporação ou fora dela, via disque denuncia, na melhor forma do “0800” para evitar o retorno da roubalheira interna ocorrida no escândalo do Petrolão ou para combater o extravio de produtos em sua vasta rede de dutos que estão ocorrendo na atualidade na sua subsidiária Transpetro.

    Observamos a estatal investir bilhões de reais em sua Ouvidoria Geral e na Diretoria de Governança, Risco e Conformidade, mas, por incrível que pareça a estatal tenta resolver suas mazelas recorrendo a metodologias arcaicas e ineficazes para evitar o retorno da corrupção institucionalizada, ou conter as roubalheiras no seio da sua corporação ou fora dela, como no caso envolvendo roubo de produtos que movimenta Brasil a fora através de sua rede dutoviária, utilizando de um arcaico sistema de “disque denúncia”, mesmo diante da possibilidade de usar tecnologias modernas e eficazes que dispõe atualmente.

    A estatal havia informado recentemente através da sua Ouvidoria Geral da criação de um “Site” que denominou de Site Seguro, que seria uma espécie de gerenciamento de recebimento e tratamento de denúncias por terceira parte que seria conduzida por uma equipe externa à corporação petroleira no sentido de garantir transparência e credibilidade.

    Ledo engano, todos aqueles que utilizaram desse canal, sabem perfeitamente que não é verdade, ou seja, o site não tem se apresentado com a transparência apregoada e não aparenta a mínima credibilidade. Observa-se que o canal de denuncia terceirizado criado pela Ouvidoria Geral e Compliance da Petrobras é na verdade, um precário espaço que utiliza na WEB, através de uma empresa terceirizada interposta para hospedar um deficiente site que intitulou de “site seguro”. Qualquer canal de denúncia na WEB de empresas de menor envergadura possibilita que o denunciante obtenha, entre outros fundamentos, os registros daquilo que o denunciante pontuou no site no momento de formular a denúncia.

    O “site seguro” da Ouvidoria Geral da Petrobras prima pela ineficiência ao desaparecer com os registros que efetuamos e, consequentemente, com as provas que detínhamos no momento de concluir a formulação das denuncias, que apos finalizadas, se perde no limbo da WEB, já que na maioria das vezes, por confiar na estrutura do site, não efetuamos “back-up” dos textos e documentação anexada.

    O referido site serve apenas para receber as denuncias formuladas e encaminha-las para o antigo canal receptivo da Ouvidoria Geral da Petrobras, de forma que a empresa interposta contratada para operacionalizar as denúncias, como “terceira parte” se torna inoperante e num mero atravessador desses serviços, não conferindo qualquer melhoria no nível de confiança àqueles que se aventuravam a reportar qualquer denuncia a Petrobras.

    Acredito que os responsáveis pela criação desse canal atravessador acertaram perfeitamente ao escolher o nome do site no sentido pejorativo a designa-lo como “site seguro”, já que todos que o utilizaram não colocam sua integridade em risco e assim preservam sua segurança pessoal, face ao verdadeiro propósito deste canal de não resultar em nenhuma ação investigativa eficiente daquilo que denunciamos, principalmente quando as denúncias envolverem “gente gruda” do alto escalão da Estatal, do terceiro e quarto escalão.

    Observamos atônitos as mazelas que ainda reinam na Estatal, resultantes do aparelhamento político e elevado grau de corporativismo que deram sustentação aos ilícitos, no auge do petrolão, que foram identificados e constatados pela ação investigativa da Lava Jato, de sorte que esses malefícios ainda vigoram no alto escalão da Petrobras na atualidade e impedem que as denuncias que lá chegam sejam investigadas e tratadas de forma eficiente, principalmente quando envolvem personagens importante da corporação.

    É por essa razão que ainda constatamos, in loco, empresas que foram flagradas como parte integrante do esquema do Petrolão, como a Hope RH e Personal Service, ainda atuando como parceiras da Petrobras e com elas contratando.

    Avisos desde já aos responsáveis por esse site que estou me precavendo e copiando as futuras denúncias e contestação em “back-up”, para certificar-me que tão logo venha provar que não sou uma máquina e apertar o botão de envio, essa mensagem não vai desaparecer no limbo da WEB.

    Não posso concordar com as infundadas justificativas apresentadas pelo canal da Contato Seguro para negar o mérito a diversas denúncias que havia formulado, senão vejamos a mais recente quando denunciei a Contratação ilegal e fraudulenta da Hope RH:

    Argumentos da Contato Seguro:

    Em que pese o compromisso desta Ouvidoria-Geral com a transparência, o canal da Contato Seguro objetiva, exclusivamente, ao acolhimento de denúncias de fraude e corrupção identificados no âmbito da Petrobras.

    Contestação do engenheiro denunciante:
    Não observo o compromisso com a transparência e acolhimento com as denuncias identificadas pela Ouvidoria da Petrobras quando um engenheiro aposentado da Estatal, com 42 anos de serviços prestados, comparece a Ouvidoria Geral da Petrobras e em reunião presencial apresenta dois relatórios denúncias com mais de uma centena de páginas, agrega a essas denúncias, 47 anexos contendo documentos comprobatórios de ilícitos que após decorridos dois anos, nada foi feito e nenhum esclarecimento foi prestado ao denunciante.

    As denúncias a que refiro foram protocoladas na Ouvidoria Geral da Petrobras sob nº 13178/2015 e pelo MPF recebeu o protocolo nº PR-RJ-00068670/2015.
    As mesmas denuncias foram efetuadas ao MPF do RJ, na mesma forma e ocasião. As formuladas ao MPF não foram hibernadas na forma como fizeram na Ouvidoria Geral da Petrobras, ou colocadas em estado letárgico ou quase estático, já que foram encaminhadas à Força Tarefa da Lava jato em Curitiba, encontrando-se em tratamento no que geraram os respectivos PIC’s – Pedidos de Investigações Criminais.

    Argumentos da Contato Seguro:

    Apesar de tratar de assuntos correlatos a fraude e corrupção, os quais já se encontram em apuração pela unidade gestora responsável pelo assunto na companhia, a manifestação formulada em ralação a contratação ilegal e fraudulenta da Hope RH e Personal Service não se apresenta propriamente como denúncia, mas sim solicitação de informação, cujo tratamento não se enquadra para o uso do presente canal, devendo ser interposta via Lei de Acesso à Informação acessando nossa página eletrônica em:

    http://sites.petrobras.com.br/minisite/acessoainformacao/servicos/formulario-de-solicitacao-de-informacao/

    Contestação do engenheiro:

    Falta transparência nos argumentos apresentados pela Ouvidoria Geral da Petrobras, considerando que havia formulado denúncias acerca da Contratação fraudulenta da Hope RH e Personal Service e em nenhum momento solicitei informações dessas empresas. Ademais, se necessitasse informações, não recorreria a LAI no âmbito da Ouvidoria Geral da Petrobras, não por desacreditar na Lei em si, mas por parte da falta de transparência da Petrobras em não atender a nenhum pedido de informação, caso tenha seu interesse contrariado.

    Por diversas vezes recorri a esse canal e não tive sucesso. Em uma dessas investidas, por formular pedido de acesso de informações no âmbito da Ouvidoria Geral da Petrobras acerca da negociata na aquisição da Refinaria de Pasadena e ter negado acesso resolvi aceitar ao pedido de participação em uma entrevista formulado pelo jornalista Thiago Herdy da sucursal de “O Globo” em São Paulo acerca do tema “falta de transparência da Petrobras perante a LAI”, entrevista essa publicada em Fevereiro de 2015.

    Pela entrevista concedida fui demitido da Petrobras dois meses depois, em maio de 2015, após 42 anos de trabalho na Petrobras, por ordenamento superior da Companhia, que me motivou a construir um dos Relatórios denúncias supramencionado que se encontra devidamente hibernado na atualidade pela Ouvidoria Geral da Petrobras.

    Segue link da entrevista concedida ao jornal O Globo:
    http://oglobo.globo.com/brasil/petrobras-nao-cumpre-requisitos-da-lei-de-acesso-informacao-15433551#coments

    Para melhor entendimento desse episódio, segue o link do artigo que publiquei na rede linkedin que relata os fatos que havia denunciado a Ouvidoria da Petrobras em 20011 acerca da negociata de Pasadena que resultou na entrevista que concedi ao O Globo.

    https://www.linkedin.com/pulse/relat%C3%B3rio-denuncia-encaminhado-ouvidoria-da-petrobras-pereira-6122475364489973760?published=u
    Retomando aos argumentos da Contato Seguro:

    O senhor também encontrará informação sobre o assunto acessando o Blog Fatos e Dados em http://www.petrobras.com.br/fatos-e-dados/encerramos-apuracoes-sobre-contratos-com-hope-e-personal-e-sobre-beneficio-farmacia.htm

    Eis o texto do Blog Fatos e Dados da Petrobras.

    “Concluímos as investigações da comissão interna de apuração sobre irregularidades nos contratos de fornecimento de mão de obra e prestação de serviços das empresas Hope e Personal e sobre o Benefício Farmácia.

    Apuramos o envolvimento de 26 pessoas e recomendamos sanções a 20 delas, inclusive empregados com níveis gerenciais.

    Foram identificados desvios de conduta e de procedimentos que levarão à demissão de três empregados, suspensão de outros oito, retenções e cancelamentos de inscrições no programa de demissão voluntária de mais nove. Quatro dos investigados não sofrerão qualquer punição por não terem sido considerados responsáveis pelas irregularidades, um terá o PIDV liberado e, no caso de uma pessoa que não é mais nossa empregada, o Comitê de Correição entendeu não haver medidas cabíveis no âmbito da companhia.

    O cancelamento do PIDV dos envolvidos levará, em muitos casos, a entrarmos com processos de cobrança de ressarcimento no âmbito judicial, assim como o encaminhamento das investigações para o Ministério Público Federal. A investigação dos contratos teve início a partir de citação em delação premiada na Operação Lava-Jato e denúncias recebidas pelos nossos canais internos.

    Foram verificados desvios de normas e de procedimentos internos que constituem violações passíveis de punições.”

    Ponderações do engenheiro:

    Como podemos depreender do texto acima, a investigação motivadas de denúncias a Ouvidoria da Petrobras envolvendo contratação fraudulenta da Hope RH e Personal resultou tão somente na punição de 20 empregados da Petrobras, inclusive uma do seu alto escalão, sem que observássemos qualquer sanção as Empresas Hope RH e Personal Service que continuam como parceiras da Petrobras na atualidade e com elas contratando, inclusive na Direção atual do Pedro Parente.

    Conclusão do Contato Seguro:

    Diante do exposto o presente protocolo será encerrado.

    Atenciosamente,
    Ouvidoria-Geral da Petrobras

    Pedido do engenheiro:

    Solicito retratação da Ouvidoria Geral da Petrobras quanto ao encerramento do processo e que seja concedido mérito e dado prosseguimento investigativo à manifestação de nª 96d0eda4f2b76bfe de forma a solicitar, tanto a Hope RH e Personal Service a devolução dos valores desviados ocorridos nas contratações ilegal e fraudulentas supramencionadas e a competente aplicação das multas e sanções na forma estabelecidas nos instrumentos contratuais celebrados e que essas empresas sejam retiradas do cadastros e declaradas inidôneas e proibidas de contratar com a Petrobras.

    Por derradeiro considero lastimável mais uma decisão canhestra que adotou o Canal de Denuncia da Petrobras reportando ao manifestante mais uma decisão de negar provimento de mérito investigativo interno no âmbito da Ouvidoria Geral da Petrobras sem o menor cabimento, diante da clareza e qualidade das informações contempladas nas denuncias que havia efetuado, e, assim decretar prematuramente e propositadamente mais um encerramento de uma denuncia que interpus a esse órgão, sem se dispor em averiguar os fatos com eficiência, transparência e independência deixando contaminar-se pelo corporativismo existente nos altos escalões da Estatal que ainda encontra-se em curso na atualidade.

    CONCLUSÃO: TEMOS QUE PASSARA A PETROBRAS À LIMPO. A BANDALHEIRA CONTINUA A OPERAR NA PETROBRAS.

    A quem interessa afastar certas denuncias que adentram à Ouvidoria da Petrobras?
    Ao aparelhamento Político?
    Ao intenso Corporativismo?
    A manutenção de cargos relevantes de Gestores do alto escalão da Petrobras de elevada remuneração e bonificação?

    Perde-se assim, mais uma oportunidade da Ouvidoria Geral da Petrobras, receber, tratar, investigar e punir os responsáveis por ilícitos cometidos, seja de pessoas físicas ou jurídicas, afastando de vez mais um infortúnio na corporação da estatal.

    A Ouvidoria Geral da Petrobras deveria abster-se dessa nefasta conduta. Ao invés de recusar as denuncias que adentram aquele órgão deveria agradecera ao denunciante que se dispôs a produzir, detalhar, apresentar evidências e encaminhar uma manifestação contundente de atos de corrupção e fraude que observou como engenheiro na ultima década que trabalhou na Petrobras e que terminou por observar e testemunhar uma série de ilícitos na estatal nesse período, colocando em risco sua segurança e integridade extensiva a sua família a partir do momento que decidiu denunciar essas mazelas à Ouvidoria Geral da Petrobras, sem que esse canal se dignasse a pelo menos a acolher o mérito daquilo que foi denunciado.

    Envio um recado bastante claro ao Ouvidor Geral e ao responsável pelo site seguro: não vou desistir de denunciar todos os atos de fraudes e corrupção que testemunhei na Petrobras quando lá trabalhei por mais de quatro décadas e no final, por justamente denunciar a roubalheira que fluía na estatal fui sumariamente demitido em Maio de 2015, dois meses após ter concedido uma entrevista ao Jornal “O globo” retromencionada e por haver denunciando a roubalheira da negociata que culminou na aquisição da Refinaria de Psadena – PRSI nos EUA.
    Se a Ouvidoria da Petrobras continuar negando o acesso as denúncias que formulamos, ou quando admite, hiberna e não processa a investigação vou recorrer à mídia e demandar ações na justiça federal, como as que estão em curso em face aos relatórios paralelos que apresentei ao MPF-RJ com teor idênticos aos apresentados à Ouvidoria Geral da Petrobras em 2015, ou buscar cortes internacionais em países que a Petrobras transaciona como a SEC e Departamento de Justiça dos Estados Unidos da América. [

    Fatos como esse retratam a forma precária, inconsistente e inoperante de atuação de um Órgão que deveria ser qualificado como de excelência e, sobretudo reportar confiança aqueles que se arriscam a denunciar atos ilícitos e corrupção na Estatal.

    Definitivamente, não observamos essa qualificação naquilo que esperávamos contar de um canal receptivo de denúncia, que contrasta e contrapõe a um recente comunicado encaminhado à mídia pelo atual Diretor de Governança, Risco e Conformidade da Petrobras, quando reportou naquela oportunidade uma suposta criação de um novo canal de denuncia denominado de “site seguro” qualificando naquele momento o que seria uma nova era na Ouvidoria Geral da Petrobras dotando o novo canal, do condão de aportar maior transparência e eficiência no trato das denúncias que adentrasse aquele Órgão, de forma a combater eficazmente a Fraude e Corrupção na Petrobras.

    Definitivamente, não é o que observamos nesse momento.

  97. aurelle disse:

    Ofertas de empréstimo Opportunity

    Olá Sr. & Sra

    Eu particularmente oferta de empréstimo de 4.000€ a 10.000.000€ para quem quer pagar com juros em 2% para qualquer pessoa interessada e-mail me. Contacte-nos hoje e deixe-nos saber a quantidade de dinheiro que você quer .que estão prontos para atender nossos candidatos no prazo de 72 horas após a recepção do seu pedido formulado. Então, se você precisa de empréstimo de dinheiro não hesitam a contactar-me para saber mais .please contactar-me: [email protected]

  98. RAFAEL disse:

    Eu concordo que o BNDS foi efetivamente o carro chefe,o trem pagador assim como o INSS,BBB,CE,CORREIOS CONHECIDO COMO CABIDE DE EMPREGO E REFUGIO DE LADÕES,ONDE TUDO COMEÇOU ,

  99. Odair disse:

    Parabéns… Bela entrevista.
    Precisávamos de uma meia dúzia de gente na procuradoria como esse Homem.

  100. Rosemeiry Cunha disse:

    Muito respeitado esse promotor ou procurador,seja como for ele não brinca e não passa a mão na cabeça de quem quer atropelar a lei. Hélio Telho deveria estar no bojo dessa operação lava jato. É parecido com o juiz Sérgio Moro na maneira de trabalhar,até mais rigoroso. Admiro ele desde o caso da Caixego e Beg se não estiver enganado. Mais ele é bastante temido pelos políticos corruptos!!! Prá mim o núcleo está no pt, não que não tenha em outros partidos mas os petistas EXAGERARAM!!!

  101. Herritaga Loans disse:

    Nossa oferta proposta para clientes é positiva e totalmente comprometida. Trabalhamos com você com a garantia máxima para obter financiamento porque temos rating A . Os anos da HLF são altamente apreciados como uma das melhores empresas on-line com uma taxa de juros mais baixa. Se você precisa de financiamento, não hesite em nos contatar por e-mail: [email protected] proposed offer to clients is positive and fully committed. We work with you with the maximum guarantee to obtain financing because we have A rating. The HLF years are highly regarded as one of the best online companies with a lower interest rate. If you need financing, please do not hesitate to contact us by email: [email protected]

  102. Mr charri nobert disse:

    Empréstimo acessível para todos ([email protected]) Assistência financeira em 24 horas

    Email: [email protected]

    Eu sou um privado e tenho um fundo que me permite me ajudar com empréstimos e empréstimos entre indivíduos. Nós fazemos empréstimos que variam de 1 mês a 30 anos e nós lhe damos 2000 $ a 10.000.000 €, o nosso interesse é de 2% ao ano. Você tem dívidas, contas não pagas, você precisa comprar um carro, sua casa ou precisar de dinheiro para financiar um projeto ou colocá-lo em seu nome, mas os bancos rejeitam todos os seus pedidos de concessão de crédito. Se você precisa de um empréstimo que deseja contatá-lo para obter mais informações, aqui estão os domínios em que podemos ajudá-lo:
    * Financier
    Empréstimo imobiliário
    * Empréstimos de investimento
    * Empréstimo de carro
    * Consolidação de débito
    * Recompra de crédito
    * Empréstimos pessoais
    * Você está arquivado
    Email: [email protected]

  103. Mrs. Alvaro Martinez disse:

    Alvaro Martinez | Olá, você está procurando uma legítima e confiável financeira / credor? Você precisa de um empréstimo? Você precisa de ajuda financeira urgente? Você precisa de um empréstimo urgente para pagar suas dívidas ou você precisa de um empréstimo de capital para melhorar sua empresa? Oferecemos todos os tipos de empréstimos a uma taxa de juros de 2% para indivíduos e empresas em termos e condições claras e compreensíveis. Nós entregamos empréstimos de qualquer montante para qualquer destino, então entre em contato conosco hoje para obter um empréstimo instantâneo hoje. Entre em contato conosco através do nosso email: ([email protected])

  104. Anela Belmiro disse:

    Bom dia, todos !!!
    Eu me chamo Anela Belmiro, de Portugal, 3 semanas atrás, eu estava procurando empréstimo para pagar a cirurgia de minha filha, por causa do desespero eu entrei nas mãos de diferentes golpistas que fingiram ser mutuantes de empréstimos. Todos prometem dar-me um empréstimo, mas nunca fizeram. Perdi a última poupança da minha família e foi um total de 5.000 €. Até a semana passada, uma enfermeira no hospital onde minha filha foi admitida me apresentou a JOAN NORMA LOAN COMPANY ([email protected]) on-line, nunca acreditei que ainda existia uma empresa legal e jurídica em qualquer lugar do mundo, então eu fui on-line e vi os depoimentos de outras pessoas em diferentes países de como essa Empréstora os ajudou a obter seu empréstimo, então entrei em contato com a Companhia e solicitei por US $ 40.000, em menos de 24 horas, recebi o montante do meu empréstimo na minha conta. Você precisa de um empréstimo com urgência? Entre em contato gentil e rápido com a empresa para seu empréstimo urgente e também seja um testemunha, assim como eu, entre em contato com seu e-mail: [email protected]

  105. Oferta de empréstimo de negócios e pessoal se apli disse:

    Somos especializados em serviços financeiros, oferecendo empréstimos locais / internacionais, fornecendo opções de empréstimos garantidos e não garantidos a pessoas físicas e cooperando com taxas de empréstimo muito competitivas e condições flexíveis para atender a quaisquer circunstâncias financeiras. Não importa se você tem uma pontuação de crédito ruim, ainda podemos fornecer dinheiro rápido para o inesperado. Entre em contato agora para obter empréstimos rápidos e acessíveis para todos os orçamentos e requisitos: [email protected]

  106. Lisa Scott disse:

    Bom dia a todos,
    Meu nome é Lisa Scott, eu quero usar este meio para compartilhar este testemunho sobre como eu recebi meu empréstimo de uma empresa de empréstimo Legit. Poucos meses atrás eu estava financeiramente tenso, eu estava em necessidade desesperada de empréstimo com urgência, então eu contatei tantas empresas e eu não recebi nenhum empréstimo depois de tantos esforços e pagamentos, eu fui defraudado um total de € 3.000, eu me tornei mais frustrada e desesperada até um dia fiel, decidi entrar em contato com uma amiga minha que recentemente conseguiu um empréstimo online, contei a ela sobre minha situação financeira, e então ela me contou sobre essa empresa legal e genuína chamada SUSAN WEALTH LOAN COMPANY (susanwealthloancompany @ gmail.com). Entrei em contato com a Empresa e recebi os Termos e Condições da Empresa que aceitei e, para minha maior surpresa, em 48 horas meu valor do empréstimo de € 40.000 foi aprovado e transferido para minha conta. Acredito que outras pessoas também estão dando testemunho deste mesmo Empréstimo Honesto. Você precisa de um empréstimo urgentemente? por gentileza, entre em contato com a Companhia por e-mail: [email protected]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.