Monkey, monkey, monkey… Juntos no mesmo galho!

Monkey, monkey, monkey… Juntos no mesmo galho!

Lembro lá nos idos da década de 80… A população da África, genericamente, milhares de seres da espécie humana, agonizavam diante da fome e ilustrava a pior das paisagens criadas pelo homem, a fome! Ainda lembro, que, numa comoção global cantamos por muito tempo: “We are the world, we are the children, We are the ones who make a brighter day, So let’s start giving, There’s a choice we’re making, We’re saving our own lives”