Marquinhos Marques
Marquinhos Marques

Secretaria de Saúde tem compra de equipamentos questionada pelo MP

Foto: divulgação

O Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT) entrou com ação de improbidade administrativa contra o ex-secretário de Saúde Rafael Barbosa e três ex-gestores da pasta, que atuaram durante o governo Agnelo Queiroz (PT).

São apontadas irregularidades na compra de dez aparelhos de tromboelastografia, usado para avaliar coágulos. Investigações realizadas em parceria com o Ministério Público de Contas do DF (MPC/DF) mostram que a compra foi realizada sem estudo técnico e justificativa de necessidade; além de ter ocorrido favorecimento à contratada, que levou R$ 2,8 milhões pela compra.

Apesar de alegar urgência para comprar os equipamentos, a Secretaria de Saúde fez questionamentos à especificação dos aparelhos e ao prazo de entrega do produto, no momento do edital. Além disso, a empresa que ofereceu o menor preço não foi a vencedora.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.