Avatar
Marquinhos Marques

Ônibus são autuados por problemas de acessibilidade

A Secretaria de Mobilidade autuou 196 ônibus por problemas em equipamentos de acessibilidade, durante a primeira fase da Operação Hefesto. Outros 96 veículos do transporte público do DF foram recolhidos, apreendidos ou retidos pelos fiscais. Desde 20 de março, auditores fiscais vistoriaram mais de 1 milhão de ônibus que circulam pelo Distrito Federal.

Os itens que mais apresentaram problemas foram as rampas de acesso, elevadores e programação visual interna, como adesivos de identificação e painéis. Irregularidades nos assentos especiais, falta e defeito em cintos de segurança para cadeirantes também foram identificados nas ações da operação.

As empresas que tiveram seus ônibus autuados por irregularidade e mau funcionamento receberam multa de R$ 450, além de ter o veículo retirado de circulação até a solução do problema. Em caso de reincidência, o valor da autuação dobra, passando para R$ 900.

Segundo o assessor especial da subsecretaria Ricardo Leite, a Operação Hefesto terminaria na semana passada, mas por causa da interrupção dos trabalhos dos auditores, retomada na segunda (3), o fim da etapa agora está previsto para acontecer sexta-feira (7/4).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.