Marquinhos Marques
Marquinhos Marques

MPDFT ajuíza ação contra Gim e Cristiano Araújo  

O Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT) ajuizou ação de improbidade administrativa contra o ex-senador Gim Argello, preso na Operação Lava Jato, e contra o distrital Cristiano Araújo (PSD), devido à participação no suposto esquema de distribuição ilegal de bolsas de pesquisa científica pela Fundação de Apoio à Pesquisa (FAP/DF), investigadas na Operação Firewall.

Se condenados, eles terão de pagar valor equivalente a até 100 salários recebidos em cargos públicos ao longo de 2012, quando ocorreram as supostas fraudes.

Além da aplicação da multa, o MPDFT pede a suspensão dos direitos políticos dos investigados por cinco anos e a condenação deles à proibição de contratar com o Poder Público ou receber benefícios ou incentivos fiscais ou creditícios, direta ou indiretamente, pelo prazo de três anos. O processo tramita na 3ª Vara de Fazenda Pública do DF.

Cristiano Araújo já é réu por fraude à licitação, no Conselho Especial do Tribunal de Justiça do DF e dos Territórios (TJDFT), em razão das mesmas falhas no processo de seleção.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.