Marquinhos Marques
Marquinhos Marques

“Ficar ao lado de Rollemberg é o abraço do afogado”

A pouco mais de um ano para as eleições majoritárias de 2018, os políticos de Brasília se acomodam em três grupos (esquerda, centro e centro-direita) na corrida pelo poder. Entre as três vias, a mais fragilizada é a que pertence ao governador Rodrigo Rollemberg, que dá sinais de não querer disputar a reeleição e não encontra um nome sequer para substituí-lo. Entre a direita e o centro, há uma disputa frenética para aumentar a musculatura política. Nos bastidores, comenta-se que: “Ficar ao lado de Rollemberg é o abraço do afogado”

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.