Marquinhos Marques
Marquinhos Marques

Consultor para transporte confessa crimes em vários municípios, menos no DF

Advogado Sacha Reck | Reprodução

Quem apostou que o depoimento do advogado Sacha Reck em delação premiada ao Ministério Público do Paraná descortinaria todas as supostas falcatruas cometidas na licitação do transporte coletivo do DF, ocorrida no governo de Agnelo Queiroz, vai se frustrar.

Os termos da colaboração do advogado, a qual o o jornal “Correio Brasiliense” teve acesso com exclusividade, vão à contramão do que muita gente acreditava ser uma forma de elucidar irregularidades na escolha das concessionárias de transporte na capital do país.

Alvo de 13 ações judiciais no DF e de dois processos no Tribunal de Contas do DF, Reck disse aos promotores no Paraná que cometeu vários “erros” em sua carreira, mas em Brasília foi “diferente”.

No DF, como em municípios do Paraná, Santa Catarina e São Paulo, ele teve papel fundamental em todas as etapas da licitação.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.