Marquinhos Marques
Marquinhos Marques

Câmara Federal demite 50% das mães na volta da licença maternidade

O discurso no Congresso Nacional sobre respeito aos direitos das mulheres tem ficado apenas no gogó. Na prática, levantamento revela que das 53 servidoras que tiraram licença maternidade no período de janeiro de 2015 a fevereiro de 2017 quase metade foi punida pelos respectivos chefes deputados com exoneração ou redução salarial.

Há casos de demissão no dia do retorno da licença. Até a Comissão de Defesa dos Direitos da Mulher teve ex-gestantes exoneradas quando voltaram da licença. Há situações de novas mães que recebiam R$ 18 mil antes da licença e foram rebaixadas a cargos de R$ 1,7 mil. A maior parte das exonerações se dá nos primeiros dois meses devido a férias emendadas à licença maternidade.

1 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
1 Comment authors

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Júlia Salomao

Que machismo barato dos Deputados Federais em exonerar mulheres pós licença maternidade, Qd a mulher mais precisa do seu salário e esses canalhas fazem um ato insano desse. O que tá acontecendo no País é uma ditadura branca, bancada por pessoas hipócritas e podres.