Hélio Rocha
Hélio Rocha

Um poema de Yêda Schmaltz

O melhor da poesia feminina no Estado no fim do século passado foi produzido por ela

Poetisa goiana Yêda Schmaltz | Foto: Reprodução

Com certeza no final do século passado a melhor poesia feminina de Goiás foi produzida por Yêda Schmaltz, que morreu jovem, em 2003, aos 63 anos. Vejamos um poema dela:

Dentro do morto

Começo a viver no mundo sem Narciso.

A vida, um breu, uma cicuta.

Estou dentro do morto

e ninguém mais me escuta.

Há só desgosto,

nem eu mesma me ouço

e sou um só lamento.

O que é que aconteceu?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.