Hélio Rocha
Hélio Rocha

Pablo Neruda e o pássaro goiano

O pássaro sofrê era do Mato Grosso goiano. Olga Savary equivocou-se ao sugerir que era de Mato Grosso

Na semana passada morreu a poeta Olga Savary. Ela também traduzia muitos poetas, como foi o caso do chileno Pablo Neruda.

Traduziu, por exemplo, o poema “Ode ao Pássaro Sofrê”, no qual Neruda lamenta a morte de um pássaro que ganhou em Goiânia, onde participou de um congresso de intelectuais, em fevereiro de 1954.

Pablo Neruda e Vinicius de Morais | Foto: Reprodução

Ela até cometeu um engano, numa observação que fez, dizendo que o poeta se equivocou no trecho em que afirma ter pássaro se originado de Mato Grosso, quando era de Goiás. Na verdade, Neruda se referia à região do Mato Grosso goiano.

O poeta ganhou o sofrê em Goiânia e o levou para a sua casa em Isla Negra, no Pacífico chileno. Mas o pássaro não resistiu ao clima do inverno gelado do Chile.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.