Hélio Rocha
Hélio Rocha

O goiano que emprestou um fusca para o sequestro de um embaixador americano

Álvaro Caldas tinha ligação com Fernando Gabeira, que participou do sequestro de Charles Elbrick

Tenho antiga amizade com o jornalista, nacionalmente importante, Álvaro Caldas, que é goiano. Fomos colegas de classe no Ateneu Dom Bosco, em Goiânia.

Álvaro Caldas com seu livro “Tirando o Capuz” | Foto: Reprodução

Em 1969, ano terrível, pois a ditadura civil-militar chegara ao máximo do autoritarismo, Álvaro Caldas trabalhava no importante “Jornal do Brasil”, no Rio. Era colega de Fernando Gabeira, que participou da articulação do audacioso sequestro do embaixador dos Estados Unidos no Brasil, Charles Burke Elbrick.

Álvaro Caldas não participou do grupo, mas emprestou seu automóvel, um fusca, que ficou sendo chamado de o gigante, porque tinha imenso adesivo do Vasco da Gama, com a inscrição “Gigante da Colina”. A embaixada americana ainda funcionava no Rio. Sob imensa tensão nacional o grupo negociou com o governo e obteve a libertação de 15 presos políticos, entre os quais José Dirceu, que posteriormente seria ministro do governo de Lula da Silva.

Álvaro Caldas foi preso e torturado pela ditadura.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.