Hélio Rocha
Hélio Rocha

O desastre de avião que abalou e provocou a morte do cônego Trindade

As vítimas foram o comandante Altino Santana, o jovem Péricles de Moura, irmão do escritor Antônio José de Moura e o jornalista Adory Otoniel da Cunha

O padre Trindade (José Trindade da Fonseca e Silva), depois cônego, nasceu em Jaraguá, mas foi criado em Corumbá de Goiás, cujo vigário, monsenhor Chiquinho, o encaminhou ao seminário.

Tornou-se um padre culto e, também, político culto, assim como secretário de Educação de Goiás, Estado pelo qual foi deputado federal. Foi também membro da Academia   Goiana de Letras.

Morreu com 59 anos, em 1962. Hospitalizado em São Paulo, os médicos concluíram que a doença que teve foi causada por um choque emocional.

Tal choque foi pelo episódio de um desastre aéreo ocorrido durante a campanha de Mauro Borges ao governo de Goiás, em 1960. Ele assistiu ao acidente. O pequeno avião decolou, caiu ainda antes de deixar a pista.

O cônego Trindade estava junto com Mauro Borges e iria embarcar em seguida em outro avião. Ele ministrou a extrema unção às vítimas e isto lhe causou o choque.

As vítimas foram o comandante Altino Santana, o jovem Péricles de Moura, irmão do escritor Antônio José de Moura, e o jornalista Adory Otoniel da Cunha.

(((LABORATÓRIO NÚCLEO — ABERTO 24 HORAS)))

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.