Hélio Rocha
Hélio Rocha

O ator e diretor da TV Globo Cecil Thiré fez filme em Goiás. Tônia Carrero esteve em Goiânia

Cecil Thiré e sua mãe, Tônia Carrero, estiveram na avant-première do filme “O Diabo Mora no Sangue” em Goiânia. Fizeram um imenso sucesso, notadamente a atriz

Cecil Thiré, Jardel Filho e Tônia Carrero na peça “Falando de Rosas”, que teve direção de Fauzi Arap | Foto: Reprodulão

O ator e diretor de cinema Cecil Thiré, que morreu na sexta-feira, 9, aos 77 anos, foi o diretor do principal filme produzido pelo cineasta João Bennio.

O filme foi rodado no Araguaia, que fez sucesso, lançado em 1968, “O Diabo Mora no Sangue”. Cecil Thiré estava com apenas 25 anos.

Além do próprio João Bennio, integraram o elenco as atrizes Ana Maria Magalhães, Dinorah Brillanti e Maria Pompeu e o publicitário e ator Hugo Brockes.

Cecil Thiré era filho da grande e bela atriz Tônia Carrero. Ela veio assistir à avant-première do filme em Goiânia.

Tônia Carrero e Cecil Thiré | Foto: Reprodução

Tônia Carrero estava com 46 anos e era muito bonita — mesmerizando todo mundo. Houve um coquetel após a avant-première. As pessoas diziam: “O filme é genial, não há dúvida…”. Mas, quando a atriz passava, a conversa era interrompida. Todos queriam vê-la. Era, de fato, uma estrela — como Marilyn Monroe.

Tônia Carrero e o menino Cecil Thiré | Foto: Reprodução

Eu estava conversando com ela, chegou o escritor Carmo Bernardes, autor do romance “Jurubatuba”. Apresentei-o. Tônia Carrero adorou a conversa com ele — que sabia tudo sobre meio ambiente (nomes de plantas e animais). Era o “enciclocarmo”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.