Hélio Rocha
Hélio Rocha

Namorava-se muito no Cine Casablanca, no Centro de Goiânia

Um amigo me contou o namoro com sua mulher no Cine Casablanca, onde hoje funciona uma igreja evangélica

Perdoem-me os leitores por esta coluna ser nostálgica. Pouco antes de se iniciar a pandemia da Covid, estava um dia passando pela Rua 8, no Centro, e encontrei um amigo. Ele me convidou a entrar no antigo Cine Casablanca, onde hoje funciona uma igreja, para matar saudade.

O amigo me lembrou que começou o namoro com sua mulher no Casablanca. De fato, namorava-se muito nesse cinema, principalmente na sessão das duas e meia da tarde, frequentada por estudantes, principalmente na década de 1960.

O Cine Casablanca teve várias fases. Numa dela eram exibidos de alta categoria — vários se tornaram clássicos incontornáveis.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.