Hélio Rocha
Hélio Rocha

Meira Mattos, o homem do mal

Ele ficou um mês em Goiânia e chefiou a imposição de um governador forasteiro para completar o mandato de Mauro Borges

Carlos da Meira Mattos | Foto: Reprodução

No período da ditadura militar destacou-se um oficial que diziam ter certa cultura, pois além da preparação militar fez curso superior na Universidade Mackenzie, em São Paulo.

Mas o que o destacou mesmo foi a sua maldade antidemocrática. Principalmente no período de Castelo Branco, Meira Mattos recebeu diversas incumbências maldosas. Uma foi a de comandar o fechamento do Congresso Nacional. A outra foi a de comandar a intervenção federal em Goiás, no dia 26 de novembro de 1964.

Meira Mattos ficou um mês em Goiânia e chefiou a imposição de um governador forasteiro para completar o mandato de Mauro Borges, Tratou-se de uma figura ridícula, general Ribas Júnior, amigo de Castelo Branco. Era motivo de piadas e passava a semana esperando chegar a sexta-feira para ir curtir as águas do Rio Quente.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.