Hélio Rocha
Hélio Rocha

Estudo da Escola Superior de Guerra projeta alto desenvolvimento do Estado de Goiás

Documento que circulou entre estudiosos da ESG projeta uma perspectiva para o desenvolvimento econômico brasileiro por volta do ano 2050

Pouco divulgado, um estudo que circulou entre estudiosos da Escola Superior de Guerra projetou uma perspectiva para o desenvolvimento econômico brasileiro por volta do ano 2050. Fez-se um ranking entre os Estados, nessa hipótese, e Goiás aparece em primeiro lugar.

Talvez seja otimismo demais imaginar-se esta situação em 2050, mas cabe hoje a todos os goianos uma crença no progresso do Estado de modo tal, com o empenho de todos, jamais ocorra qualquer retrocesso. Que possa o Estado, pelo contrário, continuar avançando.

Uma comparação com o passado mostra Goiás bem situado agora, ocupando hoje o nono lugar no ranking de competitividade entre os Estados. Se é exagerado o otimismo de supô-lo em primeiro lugar no ano de 2050, pode-se, no entanto, sem o menor exagero, imaginar-se um lugar entre os cinco primeiros.

Lembre-se o passado. Quando Pedro Ludovico determinou a construção de Goiânia para ser a capital goiana, Goiás era o antepenúltimo no ranking nacional, à frente, apenas, de Mato Grosso, que então ainda não havia se dividido, e do Piauí.

Hoje está em nono lugar, tendo à frente São Paulo, Rio de Janeiro, Minas, Paraná, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Bahia e Distrito Federal.

O Distrito Federal ocupa a oitava posição porque seu Produto Interno Bruto beneficia-se das verbas federais, mas seu crescimento econômico terá logo um limite. A Bahia, o Rio Grande do Sul e Santa Catarina podem ser superados por Goiás.

Uma resposta para “Estudo da Escola Superior de Guerra projeta alto desenvolvimento do Estado de Goiás”

  1. daniel disse:

    Olá, poderia enviar o link do estudo ou nome?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.