Hélio Rocha
Hélio Rocha

Diante de Putin, a imperatriz Catarina é lembrança saudosa

A imperatriz russa do século 18 foi uma grande protetora das artes

A imperatriz Catarina II, a Grande | Foto: Reprodução

Catarina II, chamada de Catarina, a Grande, é uma figura saudosa se comparada ao ditador russo Vladimir Putin.

Ela expandiu seu país geográfica e politicamente e foi uma grande protetora das artes.

Tinha uma característica singular: era sexualmente insaciável, vivia recrutando amantes.

O venezuelano Francisco Miranda, que abriu o movimento libertador de seu país, completado por Simón Bolívar, esteve certa vez na Rússia pedindo apoio. Catarina era 20 anos mais velha e  o cortejou.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.