Euler de França Belém
Euler de França Belém

Revista Playboy não circula mais nas bancas

“A PBB Editora reduzirá a publicação da edição impressa a um exemplar de colecionador por ano — que será on demand”

Juju Salimenin foi capa de Playboy

Quando a Editora Abril desistiu da “Playboy”, que parecia um de seus ninhos de ovos de ouro, vários leitores ficaram surpresos. A revista não era mais lucrativa, sobretudo porque o nu banalizou-se e não dá para competir com a “fartura” do nu na internet, como suas fotografias e vídeos. Mesmo assim, um grupo menor decidiu retomar o projeto que um grupo gigante não dava mais conta de tocar. Relançou a revista (puro simulacro) e naufragou.

Agora, depois de circular de três em três meses, anuncia que sairá das bancas. “A PBB Editora Ltda. informa que reduzirá a publicação da edição imprensa a um exemplar de colecionador por ano — que será on demand, ou seja, números limitados impressos por encomenda. Assim sendo, a edição de Verão, lançada no final de 2017, põe fim a era da revista na banca e abre espaço para empenharmos nosso trabalho em outras frentes”, diz nota da empresa.

Confira as histórias secretas da revista nos tempos áureos.

Livro resgata histórias secretas da revista Playboy, como a da filha de Fidel Castro que posou nua

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.