Euler de França Belém
Euler de França Belém

Morre a atriz Elke Maravilha, ex-jurada dos programas de Chacrinha e Silvio Santos

Ela tinha 71 anos e estava internada há quase um mês, num hospital do Rio de Janeiro

Cláudia Raia, Chacrinha e Elke Maravilha

Cláudia Raia, Chacrinha e Elke Maravilha

A atriz e célebre jurada de programas de calouros Elke Maravilha morreu na terça-feira, 16, aos 71 anos, no Rio de Janeiro. Internada há quase um mês — havia feito uma cirurgia para se tratar de uma úlcera —, teve falência múltipla de órgãos. Seu irmão, Frederico Grunnupp, disse ao UOL: “Ela teve complicações após a operação e também tinha diabetes. Ela não estava mais respondendo aos remédios”.

Elke Maravilha e Pedro Lara: estrelas do bom e do mau humor

Elke Maravilha e Pedro Lara: estrelas do bom e do mau humor

Uma sobrinha de Elke, Natasha Grunnupp, falou sobre Elke Maravilha: “Mesmo no hospital ela estava sempre muito feliz, sempre aquele ar de felicidade, a gente estava preocupado com as partes técnicas, vendo a situação, mas ela não. Ela passou por uma cirurgia no sábado porque um dos pontos da primeira cirurgia tinha estourado e depois disso piorou. As gargalhadas dela…Vai fazer uma falta enorme. Ela era a mãe de todos, de todas as raças, de todas as culturas, vai fazer falta mesmo. A gente deseja também que ela consiga seguir o caminho dela, ela falava que ela já estava preparada e pronta, que seja uma passagem feliz”.

Elke Georgievnia Grunnupp nasceu na Rússia. Ela se tornou conhecida como a irreverente Elke Maravilha nos programas de calouros de Chacrinha, na TV Globo, e de Silvio Santos, no SBT. Era uma estrela à parte, que chamava a atenção tanto pelo espalhafato de sua persona —vestes e, sobretudo, cabelos (parecia uma árvore florida) — quanto por suas opiniões sobre as pessoas que pretendiam se tornar artistas. Era alegre, divertida, irreverente e, claro, uma estrela. Não se ficava indiferente ante sua imagem colorida. Nas avaliações, às vezes dava opiniões consistentes, mas o objetivo de sua persona era mais ou menos circense, ou melhor, era parte do espetáculo. Quando era chamada para avaliar os artistas nascentes, era tão ou mais importante do que eles. Era uma Chacrinha feminina — uma espécie de contraponto.

Na ditadura, Elke Maravilha foi presa pelos militares. A estilista Zuzu Angel foi decisiva por sua soltura. Porém, mais do que comunista, se considerava anarquista.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.