Euler de França Belém
Euler de França Belém

João Bosco é o tipo de jornalista que faz o governo comunicar com a sociedade

Não há como discordar: João Bosco Bittencourt é um profissional eficiente, um workaholic criativo

 

João Bosco Bittencourt: eficiência e diplomacia

Há dois tipos de workaholics: os criativos e as toupeiras. João Bosco Bittencourt, assessor de Imprensa (na verdade, muito mais do que isto) do governador de Goiás, Marconi Perillo (PSDB), figura entre os criativos. Por ser diplomático e equilibrado, integra e conecta o governo. É rápido e preciso. Percebeu, de cara, que a comunicação de um governo, qualquer que seja, precisa ser transparente e apresentar respostas imediatas tanto internamente (ao governo) quanto externamente (à sociedade). A eficiência da comunicação do governo tucano deve muito à dedicação do jornalista (e, claro, à eficiência do secretário de Comunicação, Luiz Siqueira).

Com as mudanças recentes, o múltiplo João Bosco deixa a assessoria de Imprensa e assume a direção da Agência Brasil Central (ABC). Ele permanece no núcleo central da comunicação do governo, além de acompanhar as ações de Marconi Perillo de perto. Atentíssimo, o tucano-chefe, outro workaholic, sabe que o jornalista é um daqueles profissionais imprescindíveis. Ele sabe tudo, ou quase, sobre o governo. Sua capacidade de produzir — e com qualidade — impressiona. Escreve textos e faz fotos. Ele e sua equipe usam as redes sociais com mestria. As ações do governo Marconi ganharam o país, de maneira positiva, graças, largamente, às ações do jornalista e de seus auxiliares.

Joao Bosco é, guardadas as proporções, o Marconi Perillo do jornalismo. Um craque.

Deixe um comentário