Do Leitor
Do Leitor

“Pra que serve o agente de trânsito?”

Cláudio Curado

Sobre a nota “Agentes de trânsito de Goiânia entram em greve” (Jornal Opção On­line) será interessante saber pra que serve o agente de trân­sito em Goiânia. Se um si­naleiro falha, ele não aparece. Se chove, ele não aparece. Se tem fila dupla na porta da es­cola, ele não aparece. Se estacionam em local proibido perto do Tribunal de Justiça, ele não aparece. Mas se é para mul­tar, ficando escondido atrás de árvore no Centro (vá­rias pessoas e eu, inclusive, já vimos isto) lá está ele o agente arrecadador de trânsito!

Cláudio Curado é presidente do Sindicato dos Jornalistas do Estado de Goiás.

“Dilma é melhor que os políticos de nossos pesadelos”

Wagner Silva Chaves

Discordo do jornalista Cezar Santos, o autor do texto “Dilma não tem força para impor sua candidatura” (Jornal Opção 2026, coluna “Ponto de Partida”), em gênero, número, grau e pessoa. Ela fez faxina, sim. Pesquise nos seus livros de História do Brasil e verifique: em que gestão política que algum corrupto foi para a prisão? Quando? Em que gestão política a inflação foi a mais baixa? Dilma pode não ser a candidata dos nossos sonhos, mas é melhor do que os políticos de nossos pesadelos.

E-mail: [email protected]


“Legião de ‘Marias’ com seus ‘Rosários’ pelos bandidos”

Denis Monteiro

Parabenizo-o, ilustre dr. Irapuan, por mais um artigo arrojado, corajoso e verdadeiro, com o texto “Política de segurança só dará certo se criminalizar o bandido e não o policial” (Jornal Opção 2027). Nós, Brasileiros com “B” maiúsculo, cidadãos de bem, estamos cansados dessa avacalhação em que se tornou nosso País. A inversão de valores é notória e vergonhosa. O respeito aos direitos humanos deveria alcançar também os humanos de verdade, as pessoas de bem, enfim, os agentes públicos de segurança, todavia, o que vemos, constantemente é uma legião de “Marias” com seus “Rosários” rezando para que bandidos não sejam sequer ofendidos moralmente.

E-mail: [email protected]

“Parabéns ao Opção pela nova cara na internet”

Antônio Macedo

O Jornal Opção tem um conteúdo interessante, abrangente, com informações consistentes e muito bem escritas e está aberto a todas as tendências políticas. Isso me fez o seu leitor assíduo há muitos anos. Parabenizo a toda sua equipe pela alta qualidade do jornalismo e pela nova cara do veículo na rede.

Antônio Macedo é médico.

E-mail: [email protected]

 

“Família Batista vai usar experiência na área privada por Goiás”

Eduardo Balduíno

Júnior Friboi, ao contrário de Marconi Perillo, tem experiência com excelência em gestão, em uma empresa que ele começou do nada e tem hoje 180 mil colaboradores no mundo. Quantos outros frigoríficos já quebraram no Brasil e a JBS continua crescendo mais que 20% ao ano. E nem adianta falar que é por que tem dinheiro do BNDES, porque o [frigorífico] Bertin tinha e quebrou e o Marfrig [outro frigorífico] está tendo enormes prejuízos e pode falir a qualquer momento. Ainda vale lembrar Eike Batista, que afundou com um monte de dinheiro do BNDES. A família Batista compra empresas quebradas e as levanta (sempre fez isso) e vai utilizar essa experiência na área privada para desenvolver Goiás.

E-mail: [email protected]

 

“O povo tem de abrir os olhos”

Dedimar Gomes

Esses deputados do PMDB não estão pensando no Estado e no povo, mas unicamente no dinheiro de Júnior Friboi. O povo tem de abrir os olhos. É uma vergonha

E-mail: [email protected]

 

“Se Iris não for candidato, Marconi ganha no 1º turno”

Odlan Cruzeiro

Iris Rezende não se acabou po­liticamente. Pode até querer, mas… Fizemos uma pesquisa interna aqui na empresa onde trabalho: Iris ganha de Marconi Perillo; Marconi ganha de Friboi, com 70% de vantagem; Marconi ganha de Gomide, Vanderlan ou Júnior. Ou seja, se Iris não for candidato, Marconi vai ganhar no primeiro turno.

E-mail: [email protected]

“Raimundo Queiroz para presidente do Flamengo”

Jarbas Freitas Novais

Li a entrevista de Raimundo Queiroz ao Jornal Opção (edição 2028). Ele foi o melhor presidente que o Goiás já teve. O clube só será grande quando Raimundo voltar a comandá-lo. Parabéns a ele, gostaria que fosse presidente do Flamengo, pois ai nos não seriamos o maior do Brasil, mas, sim, do mundo.

E-mail: [email protected]

 

“Se o presidente do STF pode, por que a sociedade não pode?”

Deolinda Taveira

Tudo começa quando o presidente do STF toma para si o papel de herói e mesmo à revelia da objetividade da lei condena e ainda assume publicamente o ímpeto vingativo que o motiva. O que resta à sociedade? Se ele pode, por que a sociedade não pode? Desmoralizar as instituições é dar espaço para todo tipo de desmando. No final, estamos todos na fila para ser a próxima vítima dessa sociedade vingativa tão apreciada e estimulada pelo nobre presidente do STF a agir com as próprias mãos.

E-mail: [email protected]

“Análise do racismo sem simplificação do problema”

Ademir Luiz

Inteligente, a análise da polêmica do futebol no texto “Ney­mar, brilhante, manda dizer: macaco é quem joga banana nos outros” (Jornal Opção 2026). Em momento algum simplificou o problema nem caiu na tentação de repetir a velha ladainha: se você é rico e famoso, com certeza está mal intencionado. Elder Dias, mais uma vez, dando lição de jornalismo.

Ademir Luiz é doutor em História professor da Universidade Estadual de Goiás. E-mail: [email protected]

“Qual o real valor de vidas interrompidas subitamente?”

Silvaine Santos

O caso do acidente da morte da filha [Lucimar Veiga] da prefeita de Jussara e de mais três morrem em acidente na GO-070, no domingo, 4, mostra que o que infelizmente acontecem por imprudência de pessoas irresponsáveis que colocam a própria vida e a de outras em risco, destruindo famílias. Às vezes segundos fazem toda diferença; melhor perder algum compromisso ou chegar atrasado do que simplesmente não chegar. Até quando isso vai acontecer? Qual o real valor de vidas que são interrompidas inesperadamente?

E-mail: [email protected]

“Comediantes cuidando das ruas da capital”

Cirlei Araújo

O trânsito goianiense é caótico e costuma ser fatal, pois aliada à infraestrutura deficiente e à falta de civilidade dos motoristas e motociclistas, ainda temos o cerol. E tome comediantes escolhidos pelo governo e muito bem pagos com nossos impostos nas campanhas de conscientização para obtermos um trânsito mais seguro. Isso não funciona.

A nós, espectadores via mídia, essas perdas humanas — como a da jovem atropelada por um caminhão na GO-080 — são uma coisa é triste; aos familiares, extremamente trágica; e aos governos, deveria ser. É vergonhoso que pouco se faça para mudar esse quadro.

E ainda há pessoas que reclamam, “pra que estudar Física, se tal matéria não serve para nada?”. Eu diria que é útil, no mínimo, para evitar acidentes no dia a dia, assim como na construção civil, nos meios de transporte etc. Isso explica a nossa imensa dificuldade de estabelecer relações de causa e efeito quer seja no trânsito, na política ou no funcionamento das instituições brasileiras. Parece pouco mas o desprezo pelo conhecimento e o desrespeito são sintomáticos de nosso atraso como sociedade.

Cirlei Araújo é sargento do Exército.
E-mail: [email protected]

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.