Avatar
A.C. Scartezini

Cruzada contra a Globo se tornou arma de Lula para mobilizar militantes na internet

Ex-ministro Alexandre Padilha, que Lula que fazer governador de São Paulo, como fez de Haddad prefeito da capital | Foto: Antonio Cruz/Abr

Ex-ministro Alexandre Padilha, que Lula que fazer governador de São Paulo, como fez de Haddad prefeito da capital | Foto: Antonio Cruz/Abr

“Nós não temos a Rede Globo do nosso lado”, queixou-se Lula em campanha no interior  para eleger o ex-ministro Alexandre Padilha a governador de São Paulo. “Aliás, temos contra”, corrigiu-se a respeito da TV. “Mas temos um instrumento que eles não têm: é a nossa capacidade de convencimento, aliado a algo maravilhoso que é a internet”, apelou à militância.

Porém, toda a imprensa está na mira eleitoral de Lula. “Não temos os meios de comunicação nos defendendo”, reclamou. “A gente só aparece no jornal com matéria negativa”, denunciou e apontou a solução aos petistas. “Mas temos um instrumento que eles não têm: é a rádio peão, é o boca-boca”, pregou a comunicação oral junto ao eleitor no interior de São Paulo.

Em certo momento, Lula investe contra os presidenciáveis do outro lado. “Eles não admitem mais um mandato do PT na presidência. Dizem que é demais. Dizem que esse Lula ficou oito anos e que essa Dilma quer ficar oito anos. Já estão dizendo que esse Lula vai ficar depois. Não vamos nos preocupar com isso. Vamos ficar lá enquanto vocês quiserem”, defendeu.

O problema dele é tornar Padilha conhecido no Estado. Por isso leva seu candidato em caravanas pelo interior, com um discurso que sempre enfatiza São Paulo, como aqui, quando compara o governador tucano Geraldo Alckmin ao PT:

— Está na hora do (sic) PT tirar desse (sic) Estado um tucano que tem voo muito baixo, e colocar uma estrela que tem um alcance mais alto.

Na ênfase paulista, Lula acusa os adversários de terrorismo. “Setores conservadores desse (sic) Estado agora estão com medo, porque o PT governa o Brasil com a Dilma, o PT governa a capital de São Paulo com o Haddad (Fernando). Então, estão pregando um certo terrorismo de que não se pode permitir que o PT governe o Estado também porque é muita cocada pro nosso povo.”

Uma resposta para “Cruzada contra a Globo se tornou arma de Lula para mobilizar militantes na internet”

  1. Avatar João dosSantos disse:

    O Lula esta certo sobre a Rede Globo , mas sobre o resto!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.