Avatar
Marcos Nunes Carreiro

Prefeito minimiza situação criada por vídeo polêmico postado no Facebook

João Gomes: “Houve um calor maior, mas logo os ânimos se acalmaram” / Foto: Fernando Leite/Jornal Opção

João Gomes: “Houve um calor maior, mas logo os ânimos se acalmaram” / Foto: Fernando Leite/Jornal Opção

Na semana passada, um vídeo causou polêmica nas redes sociais ao mostrar o prefeito de Anápolis, João Gomes, “batendo boca” com um morador. No vídeo, João Gomes aparece gritando com uma pessoa, que o teria xingado momentos antes durante uma manifestação dos moradores do Jardim Primavera I. Porém, não há cenas mostrando o momento que o morador ofende o prefeito. O vídeo foi compartilhado centenas de vezes, sobretudo no Facebook.

A polêmica gerada pelo vídeo é minimizada quando contextualizado. A coluna falou com João Gomes, que deu sua versão dos fatos. Ele conta que há mais ou menos um ano, os moradores da região fizeram esse mesmo movimento, do qual o próprio João Gomes não tira a razão.

Segundo ele, foi feito o asfalto num bairro adjacente — ou seja, do outro lado da rodovia GO-560 —, mas o Jardim Primavera I ficou sem asfaltamento. Assim, os moradores do bairro ficaram ressentidos. “E é legítimo isso, porque a poeira lá é realmente muito ruim e incomoda os moradores. Além disso, é importante dizer que a Saneago está trocando a adutora da região e, por conta disso, uma parte grande da cidade, inclusive a que envolve o Jardim Primavera I, ficou sem água por três dias. Ou seja, a insatisfação dos moradores é legítima. E por isso, fui lá e andei com os moradores na poeira para reconhecer a situação. E junto conosco levamos as máquinas, que não vão sair de lá enquanto não acabarem o asfalto”, frisa o prefeito.

João Gomes relata que, ao saber do protesto, que contou com queima de pneus, foi ao encontro dos moradores. “Assim, logo quando chegamos, houve ali um calor maior, mas logo os ânimos se acalmaram. Falei com os moradores, os bombeiros tiraram os pneus que tinham sido usados no protesto e tudo se resolveu.”

O problema, segundo o prefeito, foi que uma pessoa de fora do movimento e que nem sequer é do bairro, passou do ponto nas provocações a ele. “Infelizmente, a provocação foi muito forte e eu o chamei para provar o que ele falou, mas não houve briga, tanto que depois esse mesmo morador pediu às pessoas que estavam comigo, inclusive alguns policiais e outros servidores da prefeitura, para falar comigo. Eu disse que tudo bem, ele veio a mim, me pediu desculpa, reconhecendo que havia exagerado e que entrou no jogo que haviam armado ali, justamente para filmar tal situação. Eu aceitei suas desculpas e nós nos abraçamos ali mesmo no meio da rua. Tudo certo”, declara o prefeito.

Em relação ao que se ventilou sobre a retirada das máquinas, o prefeito disse que houve um problema com o convênio que assegurava a verba e, por isso, a empresa retirou as máquinas do local. “Por um interesse da empresa, que ficou alheio à prefeitura”, afirma. Contudo, João Gomes assegura que o problema já foi resolvido. “A obra é grande. São R$ 9 milhões. A galeria, que é o mais demorado e mais caro, já está pronta. Acredito que nesta semana o asfalto começa a ser colocado.”

Uma resposta para “Prefeito minimiza situação criada por vídeo polêmico postado no Facebook”

  1. Avatar Rafael disse:

    Esta situação se alastra a muito tempo. Os moradores já fizeram protestos anteriormente onde só após o protesto as maquinas voltaram para continuar a obra de pavimentação, o mesmo ocorreu agora novamente.
    Resumindo a história… A prefeitura gastou o dinheiro da obra em beneficio próprio e a obra não tem continuidade, os equipamentos ficam pouco tempo e vão embora e a população continua sofrendo. Prefeito precisa fazer um curso de “Falando bem em público” pois quem paga o seu salário é a população que ele bate boca por esta cobrando onde o dinheiro de seus impostos estão sendo aplicados.

    Com relação a falta de água durante os 3 dias o prefeito novamente esta equivocado. Ficamos 5 dias sem água e o mesmo ocorreu em parte do Bairro de Lourdes, imagino que outras parte da cidade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.