Frederico Vitor
Frederico Vitor

Número de empregos fecha fevereiro em saldo positivo

Apesar de crise no setor industrial, emprego continua em alta em Anápolis  | Foto: Milton Cury

Apesar de crise no setor industrial, emprego continua em alta em Anápolis | Foto: Milton Cury

A Prefeitura de Anápolis, por meio da Secretaria Municipal de Trabalho, Emprego e Renda, divulgou os dados do mês de fevereiro do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério do Trabalho. De acordo com o relatório do Caged, no mês de fevereiro foram registrados 321 postos de trabalho, desta forma, o município manteve crescimento, pois o número de admissões superou as demissões registradas no município.

No mês de fevereiro foram registrados 321 postos de trabalho, com 4.140 admissões e 3.819 demissões. O setor que mais empregou foi o de serviços, seguido pela indústria. Segundo a prefeitura, Anápolis consegue manter saldo positivo devido à política de investir em atividades que promovam a qualificação de mão de obra.

O Brasil passa por momento de recessão econômica, apesar de que o País ainda continua sendo o quinto maior destino do mundo em investimento, a frente de todos os países europeus. Há um desequilíbrio fiscal nas contas do governo, e por conta disso, a União deve implementar medidas de contenção de gastos que vai refletir diretamente na economia brasileira. Por consequência, é esperada um ligeiro aumento das demissões de postos de trabalho com carteira assinada.

No caso de Anápolis, dos 3.819 demitidos, 3.626 conseguiram ingressar novamente no mercado de trabalho. Em Anápolis, a capacitação profissional por meio do programa Qualificar, criado pela Prefeitura de Anápolis, permite que a população tenha acesso gratuito a diversos cursos em diferentes áreas e garante que as pessoas adquiram conhecimentos que atendam ao mercado de trabalho.

O município promove de forma descentralizada o ensino técnico profissionalizante. Para isso a Prefeitura de Anápolis mantém em funcionamento os Centros de Formação Profissional (Cenfor) que, atualmente, estão localizados nos setores Filostro Machado, Industrial Munir Calixto e Residencial das Flores. Desde a implantação do Qualificar em Anápolis, no ano de 2009, mais de 20 mil certificados foram entregues em 60 áreas ligadas ao comércio, gestão, informática, indústria, culinária e artesanato.

Parceria com microempreendedores

Anápolis se destaca pelos incentivos que proporciona aos micro e pequenos empreendedores. Para buscar mais ferramentas para este setor, o prefeito João Gomes (PT) se reuniu em seu gabinete com o diretor superintendente do Sebrae, Igor Montenegro, com o objetivo de firmar parcerias.

Também participaram da reunião o deputado federal Rubens Otoni (PT), o gerente regional do Sebrae Anápolis, Gustavo Toledo, o diretor técnico do Sebrae, Wanderson Portugal Lemos, o vice-presidente do Conselho Deliberativo do Sebrae, Ubiratan Lopes, entre outras autoridades.

O diretor superintendente do Sebrae, Igor Montenegro, ressaltou a importância estratégica de Anápolis como representante de um espaço logístico completo. Ele destacou a construção do aeroporto de cargas e também da Ferrovia Norte-Sul. “Queremos iniciar uma série de ações planejadas para este município com a proposta de incentivar o micro e pequeno empreendedor. Nosso foco é aumentar a força econômica deles para que eles tenham mais representatividade no PIB”, comentou.

O prefeito João Gomes observou que Anápolis sempre teve um significativo crescimento devido ao setor produtivo e que é preciso enxergar esse público-alvo com atenção. “Já temos importantes ações como o programa ‘Anápolis a Credita’ que atende aos microempreendedores de forma específica e também a Feira do empreendedor, um espaço de divulgação dos trabalhos que eles desenvolvem. Nosso interesse em ter parcerias para continuar esse apoio é grande porque sabemos da importância de cada um para a cidade”, disse.

Deixe um comentário