Yago Rodrigues
Yago Rodrigues

Fundo de Cingapura sinaliza parceria em projetos de infraestrutura

Titular da SIC, Wiliam O’Dwyer: meio de campo com potenciais investidores  Fernando Leite/Jornal Opção

Titular da SIC, Wiliam O’Dwyer: meio de campo com potenciais investidores
Fernando Leite/Jornal Opção

O GIC (Government of Singa­pore Investment Corporation Private Limited, na sigla em inglês) é um fundo soberano de Cinga­pura, que iniciou operações no Brasil em meados de maio deste ano. O fundo inaugurou um escritório em São Paulo com o objetivo de dar início à prospecção ativa de negócios na América Latina, tendo como foco principal o Brasil.

O GIC administra várias reservas internacionais de Cingapura, atualmente um dos países economicamente fortes da Ásia. O foco dos investimentos do grupo são empresas sólidas e com perspectivas concretas de crescimento a longo prazo. Em geral, são empresas que exigem investimentos complexos e de valor elevado. O fundo possui mais de US$ 100 bilhões em ativos sob gestão e está posicionado para investimentos flexíveis e de longo prazo.

Mas não apenas empresas serão beneficiadas com a chegada do fundo. Na semana passada, representantes do grupo estiveram em Brasília e convidaram o secretário de Indústria e Comércio (SIC), o anapolino William O’Dwyer, assim como o Governo do Distrito Fe­deral para uma reunião. É certo que o fundo quer firmar parcerias com os Estados, visando fazer um planejamento de longo prazo para melhoria da qualidade de infraestrutura tanto em Goiás quando no DF.

A iniciativa já é chamada nos bastidores de “Operação Cinga­pura”. Se firmada, a parceira promoverá ações de planejamento e trabalho que visam alcançar resultados até o ano de 2060.

E essa não é a primeira vez que William, que também é cônsul honorário da Alemanha em Goiás, se encontra com empresários asiáticos. Uma das primeiras reuniões de que participou como titular da SIC foi justamente com os países emergentes que formam o “Mer­cosul asiático”. Países como: Indonésia, Malá­s­ia, Fi­lipinas, Cingapura, Tailândia e Vietnã. A questão é que esse grupo de países têm demonstrado interesse em estreitar conversações com Goiás.

William tem bom trânsito fora do país, uma das razões para que o go­vernador Marconi Perillo o tenha co­locado na SIC. Tanto é que em se­tembro ele receberá mais embaixadores de mais de 100 países em Bra­sília em uma festa chamada “Go to Goiás”, que será realizada para apresentar o Estado aos países estrangeiros.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.