Yago Rodrigues
Yago Rodrigues

Candidato ao governo, Weslei Garcia pede debate político entre governadoriáveis

Professor Weslei: “O debate é extremamente democrático, mas está sendo inviabilizado em Goiás propositalmente”

Professor Weslei: “O debate é extremamente democrático, mas está sendo inviabilizado em Goiás propositalmente”

Anápolis é uma cidade estratégica eleitoralmente para o candidato ao governo pelo PSol, professor Weslei Garcia. Por essa razão, ele intensificará sua campanha eleitoral no município. Nas duas próximas semanas, palestras e debates serão realizados para apresentar o programa do partido e as propostas para os anapolinos. Como esperado, a educação tem lugar especial. Porém, o que chama a atenção é o pedido de Weslei de debate político.

Ele ressalta a administração do ex-prefeito Antônio Gomide (PT), que fortalece a candidatura do petista no município, mas que é necessário ver outros aspectos. Weslei até os esquemas de Carlinhos Ca­choeira, ligados à empresa Delta, que também atingiram a cidade e, segundo ele, envolveram de alguma forma o também candidato Marconi Perillo (PSDB).

“O debate é extremamente democrático. O que está acontecendo em Goiás, de forma proposital, é a inviabilidade do debate, o que acho muito estranho”, diz. Segundo Weslei, algum grupo político e econômico não estaria interessado no diálogo aberto: “O debate prejudicaria a quem? Aqueles que estão no poder. O governador Marconi Perillo é o que menos tem interesse em debater, por que ele sabe que tem que responder muito.”
Weslei Garcia também afirma que os esclarecimentos não são apenas para os anapolinos e para sua candidatura, mas também para os demais candidatos. “Nós estamos conclamando a imprensa goiana, para que ela tenha responsabilidade com a democracia eleitoral e que promova os debates de forma igualitária entre todos”, reclama.

Campanha

O candidato Weslei Garcia ressalta a importância econômica de Anápolis para o Estado de Goiás e para seu crescimento industrial. Ele informa que último mês de campanha, serão realizadas palestras e caminhadas em lugares estratégicos, com maior concentração populacional. Por exemplo, o Camelódromo de Anápolis, a Praça São Judas Tadeu e a Universidade Estadual de Goiás (UEG).

Além do apoio dos candidatos a deputado estadual e deputado federal, o professor destaca a ação do can­didato ao Senado pela sigla, o a­na­polino Elber Sampaio. “Nós te­mos uma potencialidade muito grande, especialmente pelo Elber, que é muito querido em Anápolis e tem feito uma ação muito forte de consolidação do partido”, diz. Dois can­didatos à Câmara também são anapolinos: Fabrício Lemos e Neide Reis.

O candidato à Assembleia Legislativa, professor Pantaleão, também é um nome forte para a sigla e, mais efetivamente, por seu trabalho na UEG, onde ministrou aulas. Hoje, aposentado, caminhará e participará das atividades corpo a corpo com a população. Valo­rizando o contato com os estudantes, no caso.

“A expectativa é a melhor possível”, afirma. Encontrar soluções para problemas, como a recente falta de água, investir no município, um dos mais importantes economicamente, e priorizar a educação são pontos citados por ele para atingir as expectativas e fortalecer a candidatura em Anápolis.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.