Avatar
Frederico Vitor

Banco de Alimentos de Anápolis é inaugurado

Novo Banco de Aliementos é um marco na área social da Prefeitura

Novo Banco de Aliementos é um marco na área social da Prefeitura

Significativa parcela dos brasileiros não tem renda suficiente para se alimentar adequadamente e as perdas da produção agrícola, em função de danos que os produtos sofrem ao longo da cadeia produtiva – desde a produção até a mesa – atingem uma média de 30% de tudo o que se produz no País. Pensando nisso, para ampliar os trabalhos sociais, a Prefeitura de Anápolis, por meio da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e Agricultura inaugurou na sexta-feira, 17, o Banco de Alimentos da cidade.

O espaço irá substituir a antiga Central de Doações utilizado por vários comerciantes e produtores rurais. Todo o material que será manuseado no Banco de A­li­men­tos irá atender mais de 50 entidades filantrópicas cadastradas pela Secretaria Municipal de Desen­volvimento Social e as famílias que precisam desse apoio. Em média são 270 toneladas por ano.

O empreendimento municipal é resultado de uma parceria com o Ministério do Desenvol­vi­mento Social e conta com equipamentos adequados que permitem desempenhar de forma mais eficiente e higiênica as doações, me­lhorando a qualidade. A unidade está equipada com câmara fria.

Na cozinha experimental e sala de aulas, os beneficiários e a população em geral terão acesso a novos conhecimentos práticos sobre segurança alimentar, boas práticas de manipulação de alimentos, alimentação alternativa e melhor aproveitamento dos mantimentos. Toda a infraestrutura poderá aumentar o volume oferecidos e, assim, o número de colaboradores.

Didaticamente, Banco de Alimentos pode ser definido como um espaço físico onde são recebidos alimentos próprios para o consumo, mas que seriam desperdiçados em feiras, hortas, supermercados, centrais de abastecimento como as Ceasas, entre outros. No espaço, os gêneros alimentícios são recebidos, selecionados, processados, embalados e distribuídos gratuitamente a entidades da assistência social.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.