Frederico Vitor
Frederico Vitor

Anápolis sedia 56º Encontro Regional de Ensino de Astronomia

João Gomes ressalta que Anápolis é referência na Ciência e Tecnologia | Foto: Prefeitura de Anápolis

Anápolis recebeu a 56ª edição do Encontro Regional de Ensino de Astronomia (EREA) que foi realizado no último sábado (21). Essa foi a segunda vez que o EREA foi realizado na cidade pe­la Prefeitura, por meio da Se­cre­taria Municipal de Ciência, Tec­nologia e Inovação, em parceria com a Olimpíada Brasileira de As­­tronomia e Astronáutica (OBA), que transcorreu na sede do Instituto Federal de Goiás (IFG).

O evento promove a capacitação dos professores da cidade e região em ensino de astronomia e ciências espaciais e também de universitários interessados pelo tema. Toda a programação foi gra­tuita e conta com palestras e oficinas. O professor João Batista Canalle ressalta que tudo foi preparado para que o conhecimento seja repassado. “Vamos mostrar como podemos incluir nas salas de aula um tema tão importante com materiais didáticos e também por meio da prática como, por exemplo, a observação do sol”, explica.

Segundo o secretário municipal de Ciência, Tecnologia e Inovação, Fabrízio Ribeiro, nesta edição do encontro, os participantes também terão atividades lúdicas, como a instrução de como elaborar foguetes de garrafas pet. “Estamos aliando teoria e prática e assim o encontro se torna mais atrativo”, observa.

A secretária municipal de Educação, Virgínia Melo revela que Anápolis se destaca nos investimentos na rede de ensino por aliar conhecimentos em vários setores. O prefeito João Gomes destacou que a administração municipal projeta Anápolis para ser referência na área da ciência e tecnologia. “Ajudamos na construção da sede do IFG aqui na cidade que hoje é um grande parceiro na realização de eventos como este”, diz.

Resultados

Segundo a Secretaria Munici­pal de Ciência e Tecnologia, a prova de que esse mecanismo funciona está em Anápolis. Em 2013, apenas duas unidades escolares participaram da Olimpíada Brasileira de Astronomia (OBA), sem conquista de medalhas. Já no ano seguinte em que houve a realização do encontro na cidade, das quase 30 unidades escolares que participaram da OBA, foram conquistadas 24 medalhas, inclusive uma na Mostra Brasileira de Foguetes.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.