Avatar
Frederico Vitor

9º Fórum Agenda Goiás ressalta logística

Prefeito João Gomes ressalta as potencialidades de Anápolis: “Nós somos vocacionados para a logística”

Prefeito João Gomes ressalta as potencialidades de Anápolis: “Nós somos vocacionados para a logística”

Anápolis foi escolhida para receber o 9º Fórum Agenda Goiás, que teve como tema “Infraestrutura e Logística”. O evento aconteceu na terça-feira, 24, no auditório do Senai, e contou com a presença do governador Marconi Perillo (PSDB), do prefeito João Gomes (PT), do deputado federal Rubens Otoni (PT), do deputado estadual Carlos Antonio (SD), do ex-prefeito Adhemar Santillo (PSDB), do secretário estadual de Gestão e Planejamento, Thiago Peixoto (PSD), e do secretário estadual de Cidade, Meio Ambiente e Infraestrutura, Wilmar Rocha (PSD).

O Agenda Goiás é um projeto que debate propostas e sugestões para incrementar o desenvolvimento do Estado. Em sua nona edição, o fórum contou com a participação de representantes de 31 municípios da região Central de Goiás, além de dezenas de empresários e especialistas, para elencar projetos que agreguem competitividade à economia goiana nos próximos dez anos.

Depois da abertura oficial, foi dado início as palestras. A primeira foi do economista Bernardo Figueiredo, com mais de 40 anos de experiência na área de transportes. Depois foi a vez do fundador e diretor presidente do Instituto de Logística Spply Chain, Paulo Fernando Fleury. Os grupos de trabalhos tiveram a coordenação dos consultores do Sebrae.

O governador Marconi destacou que o Estado busca a modernização para continuar avançando. Segundo ele o aeroporto de cargas, que integra a plataforma multimodal, vai gerar o maior up grade da história da economia de Goiás. “Estamos pensando alto. Não há nenhuma cidade no País que tenha uma pista como esta pronta. Outras cidades que pensam em construir vão gastar de três a quatro anos para ter a licença ambiental, licitar, enfim, cumprir todo o ritual. A nossa já está finalizada. Estamos amadurecendo um projeto que talvez seja referência para o mundo”, disse.

João Gomes exemplificou importantes contribuições de Anápolis para o Brasil no setor de infraestrutura, elencando como exemplo a Ferrovia Norte-Sul, que tem como marco o município que administra, além de rodovias e o futuro aeroporto de cargas. “Temos o Distrito Agroindustrial (Daia) que é referência em todo Estado e no mundo, aqui é o entroncamento de duas importantes rodovias estaduais, portanto Anápolis é uma cidade vocacionada para a logística”, disse.

O chefe do Executivo municipal ressaltou ainda que o intenso trabalho para implantar na cidade mais dois distritos agroindustrial para que mais empresas possam se instalar na cidade. “Para isso é importante momentos como esses. Receber aqui este evento mostra o potencial que temos para contribuir com muito mais”, disse.

O secretário de Meio Ambiente e Infraestrutura, Vilmar Rocha, disse que este é um evento certo, no lugar certo, com as pessoas certas. Segundo ele, o governo estadual vem buscando inserir Anápolis numa agenda nacional, para que o município se consolide como motor econômico do País. O avanço em infraestrutura, avalia, só é possível com concessões e parcerias na área de infraestrutura. “O poder público não tem poupança para investir sozinho. É preciso trabalharmos juntos com o setor privado”, afirmou.

O superintendente do Sebrae Goiás, Igor Montenegro, disse que crise é uma situação em que temos de eleger um caminho. Para isso, é preciso fazer um diagnóstico real da situação, exatamente como proposto pelo Agenda Goiás, para que os poderes público e privado trabalhem juntos com o objetivo de avançar em infraestrutura. “Goiás vem crescendo acima da média, com melhoria do IDH, diminuição da desigualdade, crescimento do PIB. Escolhemos os caminhos certos lá atrás. Agora é preciso investir em infraestrutura para avançar mais no futuro, porque nossa produção tende a crescer muito”, destacou.

O projeto promove fóruns de discussão em dez cidades-polo regionais, buscando propostas e sugestões de políticas públicas a serem implementadas nos próximos dez anos em Goiás. Os oito fóruns já foram realizados pelo Agenda Goiás: Rio Verde (Desenvolvimento Urba­no), Formosa (Proteção Social), Itumbiara (Gestão Pública), Catalão (Educação), São Luís de Montes Belos (Segurança Pública), Aruanã (Meio Ambiente), Porangatu (Saúde) e Luziânia (Parcerias Público-Privadas).

A décima e última edição do Agenda Goiás, este ano, será em Goiânia, em 2 de dezembro, para discutir Desenvolvimento Urbano na Região da Grande Goiânia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.