Kajuru: “Elias Vaz será candidato a prefeito de Goiânia e Lúcia Vânia vai deixar comando do PSB”

O líder do PSB afirma que o senador Vanderlan Cardoso pode apoiar a candidatura do deputado federal

O senador Jorge Kajuru, do PSB, afirma que o partido vai bancar o deputado federal Elias Vaz para prefeito de Goiânia. “Vou apoiar Elias Vaz e vou trabalhar, em tempo integral, na sua campanha — acompanhando-o em todos os bairros da cidade. Se necessário e possível, entrarei em todas as casas para pedir votos para um político que, além de ético, é competente e tem projetos para modernizar a capital e colocá-la no século 21. Com Iris Rezende, a cidade está na Idade Média, ou até antes.”

Kajuru frisa que o senador Vanderlan Cardoso pode apoiar Elias Vaz. Eles são amigos e, até pouco tempo, eram aliados.

O senador afirma que a presidente do PSB em Goiás, “Lúcia Vânia, quer tomar o partido de Elias Vaz”. Ele frisa que “a ex-senadora tem de aceitar os resultados das urnas. Ela não roubou, é certo, mas foi um fracasso como senadora. Ela mal cumprimentava as pessoas no Senado, no gabinete. Gosto dela, mas sei que, se não fosse preguiçosa, poderia ter trabalhado mais. Ela apreciava voar de jatinho particular. Então, não roubou, mas gastava dinheiro público. Aos 75 anos, ela tem de voltar para casa e cuidar dos netos e bisnetos. O presidente nacional do PSB quer Elias Vaz na presidência do partido em Goiás. Passou o tempo de Lúcia Vânia, a vida é assim mesmo. Não é só Iris Rezende que está superado”.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Gumercio

Está vendo o que Goiás elegeu para Senador.
Pelo amor de Deus, manda esse cara calar a boca e trabalhar.
Ele precisa se adequar ao cargo que tem.

Caio Maior

O político sábio percebe o momento de afastar-se e dar lugar aos mais jovens.

andre luiz de souza

o legado da ex-primeira dama, deputada federal , ministra do governo FHC e senadora merece ser valorizado pelos goianos independente de qualquer opção política.