Gim Argello, José Roberto Arruda, Lula da Silva e Marconi Perillo estão de volta ao palco da política

Pelo menos 4 ex-presos vão disputar eleição em 2022. Confira uma breve lista.

1
Lula da Silva/PT
Lula com o aliado José Dirceu e o ex-aliado Antonio Palocci | Foto: Reprodução

O petista vai disputar a Presidência da República. Ele é o favorito. Ficou mais de um ano preso na sede da Polícia Federal em Curitiba. A rigor, não foi inocentado. Mas é o que diz na pré-campanha e dirá na campanha.

2
Marconi Perillo/PSDB
Marconi Perillo: ex-governador de Goiás | Foto: Divulgação

O ex-governador planejava disputar o Senado na chapa de Gustavo Mendanha, pré-candidato a governador pelo Patriota. Porém, dado o veto do marqueteiro e empresário Jorcelino Braga e do deputado federal Alcides “Cidinho”, tende a disputar o governo do Estado. Está jogando para 2026. Ele foi preso pela Polícia Federal, a pedido da Justiça Federal. A rigor, não foi inocentado. O processo judicial continua.

3
Gim Argello/Pros
Gim Argello: ex-senador pelo Distrito Federal| Foto: reprodução

O ex-senador do Distrito Federal do Distrito Federal foi preso, acusado de corrupção, e agora tenta voltar ao Senado. Segundo uma pesquisa do Instituto Opinião Política, é um dos últimos colocados. É empresário.

4
José Roberto Arruda/PL
José Roberto Arruda: ex-governador do Distrito Federal | Foto: Agência Brasil

O ex-governador José Roberto Arruda foi preso, acusado de corrupção. Agora, livre, planeja disputar o governo do Distrito Federal. Ele é popular em Brasília. Permanece inelegível, mas luta, na Justiça, pela retomada da elegibilidade.