Tiago Henrique pega mais 25 anos de prisão por morte de garota de programa

Mulher foi assassinada em Aparecida de Goiânia, em fevereiro de 2013. Até agora, penas do vigilante somam mais de 650 anos

O vigilante Tiago Henrique foi condenado, na última quinta-feira (18/5), a mais 25 anos de reclusão pela morte da garota de programa Taís Pereira. Ela estava na Avenida Nossa Senhora de Lourdes, em Aparecida de Goiânia, quando Tiago estacionou sua moto e lhe deu um tiro na cabeça. O crime ocorreu em 3 de fevereiro de 2013.

Para o juiz Eduardo Mascarenhas, o crime foi cometido com duas qualificadoras: Motivo torpe e uso de recurso que impossibilitou defesa da vítima. Ele também rejeitou a tese da defesa de que ele é semi-imputável pelos seus atos, porque teria problemas psicológicos e precisaria de acompanhamento e medicação.

Até agora, Tiago foi condenado por 25 homicídios. Suas penas já somam 655 anos e 8 anos, mas ele só cumprirá 30 anos, que é o limite da lei brasileira. Tiago é suspeito de ser o autor de mais 30 homicídios.

Deixe um comentário

wpDiscuz