Íntegra da delação da JBS é divulgada pelo Supremo Tribunal Federal

No total, depoimentos somam quase 2 mil páginas. Depoimentos envolvem presidente Michel Temer (PMDB) e o senador afastado Aécio Neves (PSDB)

O Supremo Tribunal Federal (STF) divulgou, nesta sexta-feira (19/5), toda a delação dos empresários Joesley e Wesley Batista. No total, os depoimentos somam quase 2 mil páginas, além das oitivas em vídeo. Na quinta-feira (18), o tribunal já havia quebrado o sigilo da conversa entre Joesley e o presidente Michel Temer (PMDB).

Na quinta-feira (18/5), o ministro responsável pela Operação Lava Jato no STF, Edson Fachin, autorizou abertura de inquérito contra o presidente baseado no que foi delatado pelos dois irmãos. Temer foi acusado de acertar o pagamento de propina para que o ex-deputado Eduardo Cunha (PMDB) não falasse nada sobre o que sabe e ainda de prevaricação, por não relatar irregularidades narradas a ele por Joesley.

Em nota, o Palácio do Planalto disse que Temer não informou nada sobre o que ouviu porque não teria “acreditado na veracidade das declarações”. “O empresário estava sendo objeto de inquérito e por isso parecia contar vantagem. O presidente não poderia crer que um juiz e um membro do Ministério Público estivessem sendo cooptados”, afirmou a assessoria do presidente.

Deixe um comentário

wpDiscuz