Com Circuito Cultural, Palácio das Esmeraldas será aberto à visitação

Público poderá conhecer o belo pomar das jabuticabeiras e relembrar fatos que marcaram o mais importante prédio da história moderna de Goiás

Jardim das jaboticabeiras no Palácio das Esmeraldas: estará aberto ao público | Foto: Marco Monteiro

O governo do estado concluiu o projeto de criação do Circuito Cultural da Praça Cívica Dr. Pedro Ludovico Teixeira, que transformará os setes edifícios históricos construídos no local em bibliotecas, museus, galerias de arte e centros de pesquisa.

Entre as grandes mudanças previstas no projeto, está a abertura do Palácio das Esmeraldas a visitação. Segundo o projeto, todo o piso térreo será musealizado, de forma a apresentar aos visitantes os aspectos construtivos, históricos, sociais e políticos do edifício.

Os jardins internos, em estilo do Palácio de Versalhes (na capital francesa), e o famoso pomar de 17 jabuticabeiras, plantado por Gercina Teixeira, também estarão abertos. “Quando o projeto estiver implantado, a ideia é que sejam separados dias e horários para que o público possa conhecer o edifício que é considerado o mais importante da história de Goiânia”, explica o arquiteto responsável pelo circuito, Marcílio Lemos.

Além disso, haverá a instalação de exposição permanente com a história dos ex-governadores e ex-primeiras damas que passaram pelo Palácio, bem como dos principais eventos que ali aconteceram. “Desde a ocupação pelo primeiro morador, Pedro Ludovico Teixeira, até os dias atuais, destacam-se os momentos políticos e grande efervescência, como o momento da saída do governador Mauro Borges, no período da ditadura militar, os bailes e os movimentados eventos sociais promovidos por dona Gercina e pelas primeiras-damas que a sucederam”, conta.

Atualmente, parte do Palácio das Esmeraldas está aberta à visitação, mas com hora marcada, pois é a residência oficial do governo estadual.

O circuito

Praça Cívica, em Goiânia | Foto: Alexandre Parrode

Seguindo uma tendência mundial que busca revitalizar os centros históricos das grandes metrópoles, Goiânia ganhará em breve um novo e importante atrativo turístico: o Circuito Cultural Praça Cívica Dr. Pedro Ludovico Teixeira. A iniciativa do governador Marconi Perillo (PSDB) e da Secretaria de Educação, Cultura e Esporte (Seduce) garantirá novo uso para os setes edifícios construídos no entorno da Praça Cívica, marco inicial da construção da nova capital do estado na década de 1930.

O projeto se destaca tanto por sua importância em resgatar a memória da cidade como também por propiciar a criação de um novo polo cultural e turístico. Considerado uma das principais ações do governo estadual na área de cultura, inclui a requalificação, revitalização, restauração e musealização do conjunto arquitetônico, construído em estilo art déco já tombados como patrimônio nas três esferas públicas: federal, estadual e municipal.

Na próxima semana, o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico (Iphan) de Goiás analisará a proposta e, caso aprovada, deve ter suas obras iniciadas entre os meses de abril e maio e a conclusão total está prevista para os próximos dois anos. O governo busca captar recursos por meio do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC Cidades Históricas) do Ministério da Cultura.O valor total da obra gira em torno de R$ 100 milhões.

Os sete edifícios que integram o Circuito Cultural são a antiga Chefatura de Polícia, a Procuradoria Geral do Estado (PGE), o Palácio das Esmeraldas, o Centro Cultural Marieta Telles Machado, o recém desocupado Tribunal de Contas do Estado (TCE), o Museu Zoroastro Artiaga e a antiga Delegacia Fiscal do Estado.

Veja a vídeo de como ficará o projeto:

Deixe um comentário

wpDiscuz