Cármen Lúcia diz que pretende se aposentar em 2018

Ministra presidente do Supremo Tribunal Federal afirmou que pensa em deixar a Corte já no início do ano, antes de completar seu mandato 

Carmén Lúcia é presidente do STF e do Conselho Nacional de Justiça | Foto: Gláucio Dettmar / Agência CNJ

A ministra e presidente do Supremo Tribunal Federal, Cármen Lúcia, manifestou nesta segunda-feira (20/3) que pretende se aposentar da Corte sem completar seu mandato na presidência, já no início de 2018. Segundo publicação do jornal Estado de S. Paulo, Cármen Lúcia pretende voltar a dar aula na Pontifícia Universidade Católica (PUC) de Minas Gerais, em Belo Horizonte.

“Estou com saudade dos meus meninos”, disse a ministra, em referência a seus alunos, durante pronunciamento na solenidade de aula inaugural da Faculdade Mineira de Direito, da qual é professora licenciada.

Carmén Lúcia assumiu a presidência do STF em setembro do ano passado, para um mandato de dois anos. Ela acumula também a presidência do Conselho Nacional de Justiça (CNJ). Natural de Montes Claros (MG), Carmén Lúcia tem 62 anos e está no STF desde 2006, por indicação do ex-presidente Lula (PT). Na linha de sucessão do Supremo, o próximo ministro a ocupar a presidência deve ser o atual vice-presidente, Dias Toffoli.

Deixe um comentário

wpDiscuz