Aécio Neves deixa presidência do PSDB e Jereissati é o substituto

Mineiro divulgou nota oficial onde diz que a prioridade agora é provar a sua inocência e de seus familiares

O senador Aécio Neves (PSDB) anunciou nesta quinta-feira (18/5) que está deixando o cargo de presidente do PSDB. O senador Tasso Jeressaiti assume o cargo.

Em nota oficial, o mineiro disse que agora sua “Apósúnica prioridade será preparar a defesa e provar o absurdo dessas acusações e o equívoco dessas medidas”.

O anúncio se dá no mesmo dia em que o mineiro foi afastado do mandado no Senado por determinação do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Luiz Edson Fachin, relator da Lava Jato.

Aécio Neves foi gravado e denunciado por Joesley Batista, dono da holding J&F (que controla a JBS Friboi), em suposto esquema de pagamento de propina. Aécio Neves aparece em áudio pedindo R$ 2 milhões a Joesley.

O dinheiro teria sido entregue a um primo do tucano e o encontro foi filmado pela Polícia Federal. A PF rastreou o trajeto do dinheiro e concluiu que foi depositado em uma empresa do senador Zezé Perrella (PMDB-MG).

Na mesma nota, o tucano diz que irá provar sua inocência e de seus familiares “para resgatar a honra e a dignidade”.

“Aguardarei com firmeza e serenidade que as investigações ocorram e estou certo de que, ao final, como deve ocorrer num país onde vigora o Estado de Direito, a verdade prevalecerá e a correção de todos os meus atos e de meus familiares será reconhecida”, finalizou.

 

Deixe um comentário

wpDiscuz