06/03/12
Polêmica
Sai ordem para suspender obra em brinquedos no Mutirama
Trabalho deve parar quando está quase concluída, com apenas 10% ainda a executar

Elder Dias

A praticamente duas semanas do prazo de entrega da obra e com cerca de 90% dos trabalhos concluídos, a instalação de brinquedos no Mutirama e a elaboração do parque temático serão suspensas. Ordem judicial que acatou ação do MP (Ministério Público Estadual) determina, a partir desta terça-feira, 06, a interrupção das obras no Parque Mutirama. O documento chegou à sede da empresa Astri Decorações Temáticas Ltda., em São Paulo, nesta segunda, 05, e a medida deve ser efetivada já a partir de hoje.

A PGM (Procuradoria-Geral do Município) deve entrar nos próximos dias com um agravo de instrumento no Tribunal de Justiça, como forma de suspender a interdição da obra. O objetivo é fazer com que o período de paralisação seja o menor possível, para acarretar os menores prejuízos possíveis. Em sua ação - que repete argumentos de liminar indeferida pelo mesmo tribunal, em setembro do ano passado - o Ministério Público contesta o edital e a modalidade de licitação.

Em matéria do Jornal Opção desta semana, o empresário Adilson Capel Rocha, dono da Astri, garantiu que teria totais condições de entregar a obra no prazo contratado (dia 24 de março), dependendo apenas da ajuda do tempo, que nos últimos dias está propício ao trabalho, sem chuvas em Goiânia. Em vista do comunicado judicial, ele já ordenou a interrupção do serviço.