37 anos
31/08/12
Nova Aurora de Goiás
Prefeito candidato à reeleição comete suicídio
Jerônimo Carneiro Sobrinho (PT) se matou com um tiro no ouvido nesta manhã
Jerônimo Carneiro Sobrinho (PT), cometeu suicídio por
volta das 9h desta sexta-feira

Ketllyn Fernandes

O prefeito e candidato à reeleição em Nova Aurora de Goiás (a 257 km de Goiânia), Jerônimo Carneiro Sobrinho (PT), cometeu suicídio por volta das 9h desta sexta-feira (31/8) com um tiro de revólver calibre 38 no ouvido. Conforme informações de um morador do município, o petista vinha sofrendo de depressão devido à perda do pai, Sebastião Carneiro Viruca, que faleceu há aproximadamente dez dias, e também por conta dos baixos porcentuais de intenção de voto que estaria apresentando em pesquisas.

A informação foi confirmada ao Jornal Opção pelo tenente da Polícia Militar Vanderlei. Segundo relatou, Jerônimo vinha fazendo tratamento contra depressão e ansiedade. Ele deixa esposa, três filhos e cinco netos. "Toda a cidade está comovida. Tem muita gente em frente à residência dele. Ele e seu pai eram muito queridos aqui na cidade, são de uma família tradicional". O enterro foi realizado nesta tarde, no cemitério municipal de Nova Aurora.  O vice-prefeito, José Fortuna (DEM) decretou luto oficial de três dias. Jerônimo estava em seu primeiro mandato como prefeito. Ele foi vereador por dois mandatos. 

O irmão de Jerônimo, o policial militar Messias Nunes, entrou em contato com a reportagem para informar que o suicídio de seu irmão não tem relação com as eleições municipais, e sim com a morte de seu pai.

*Atualizado às 12h28 (4/9)