04/02/14
Residencial Cidade Verde
Mulher grávida morre em acidente; bebê nasce com impacto e sobrevive
Segundo o Samu, a menina recém-nascida foi expelida com a força da colisão. Ela foi levada ao Hospital Materno Infantil com uma fratura na clavícula e um coágulo na cabeça, mas passa bem
Jucelino de Souza Noleto/ Mais Goiás

Sarah Teófilo

Vladimir Lopes, 30 anos, e sua esposa, Antônia Dulcimar, 28 anos, morreram após um acidente envolvendo a moto que ocupavam e um caminhão, na manhã desta terça-feira (4/2), no Residencial Cidade Verde na capital goiana. Antônia, que estava grávida, morreu na hora, mas seu bebê nasceu no local do acidente e sobreviveu. Segundo o Serviço de Atendimento Móvel de Urgências (Samu), a vítima expeliu o bebê com a força da colisão. A menina recém-nascida foi levada ao Hospital Materno Infantil com uma fratura na clavícula e um coágulo na cabela, mas passa bem.

Diferentemente da versão que foi apresentada pelo Samu, um sargento do Batalhão de Trânsito da Polícia Militar informou que um socorrista do Samu ajudou a retirar o bebê da barriga da mulher. De acordo com o Samu, a vítima aparentava estar no 8º mês de gestação. Vladimir, o pai da criança que conduzia a moto, chegou a ser socorrido e levado ao Hospital de Urgências de Goiânia (Hugo), mas morreu durante o procedimento cirúrgico na unidade de saúde.

Segundo a Polícia Militar, a moto estava parada em um semáforo na avenida Santa Maria, no Residencial Cidade Verde, na frente de uma carreta. Outro caminhão, que segundo a PM estava em alta velocidade, não conseguiu parar e bateu na traseira do veículo, que atropelou o casal que ocupava a moto.

O caminhoneiro que causou o acidente fugiu e voltou ao local com um advogado. No final da manhã ele prestou depoimento na Delegacia Especializada em Investigações de Crimes de Trânsito de Goiânia (Dict), e teria alegado que houve falha mecânica nos freios. Ele não ficará detido porque se apresentou espontaneamente à Polícia Civil. O teste de bafômetro apontou que o caminhoneiro não estava embriagado.