20/09/11
Paralisação
Funcionários do TJ-GO estão de greve
Reivindicação maior é em relação às perdas salariais dos servidores

Ketllyn Fernandes de Deus

A partir desta terça-feira, 20, servidores do TJ-GO (Tribunal de Justiça de Goiás) entram em greve devido às perdas salariais da classe, que somam 82,30%. Até o momento, os funcionários não obtiveram nenhuma resposta à solicitação de reajuste de seus vencimentos, que atualmente é, em média, de R$ 1.500.

A decisão para a paralisação foi acatada por cerca de 500 funcionários, que compareceram na assembleia realizada para este fim, no último dia 14 (quarta-feira), segundo informações dadas ao Jornal Opção pelo Sindjustiça (Sindicato dos servidores e Serventuários da Justiça do Estado de Goiás).

No entanto, a assessoria de imprensa do TJ-GO informou que o órgão está, neste momento, funcionando normalmente. Este desencontro de informações se deve, segundo o Sindjustiça, porque a maior força da greve vem do interior do Estado, que "aderiu 100% a manifestação". Ainda não se sabe quantos servidores vão aderir à greve em Goiânia.

Desde agosto, às quartas-feiras, os servidores do TJ-GO vinham realizando paralisações a fim de pressionar o órgão, que ainda não se manifestou, forçando, de acordo com o Sindjustiça, os funcionários a acatarem a greve, que não tem ainda uma previsão para acabar.