25/11/11
Cidadania
Brasileiras vítimas de violência no exterior ganham apoio
Trata-se de um projeto do governo federal; inicialmente, o serviço atenderá Portugal, Espanha e Itália

Ketllyn Fernandes

Por meio de uma parceria entre a Secretaria de Políticas para Mulheres e os ministérios da Justiça e Relações Exteriores, brasileiras que moram em Portugal, Espanha e na Itália em situação de risco, terão, a partir desta sexta-feira, 25, mais apoio. Trata-se de um número telefônico destinado a elas, para o qual poderão ligar e relatar o problema e indicarem o que pode ser feito para solucioná-lo. Posteriormente, o projeto deve ser estendido à Europa e às Américas.

O número é o 180 e a ligação é gratuita. Esse projeto de apoio vinha sendo trabalhado pelo governo brasileiro há dois anos, e já era disponibilizado apenas para brasileiras residentes no Brasil. “A ideia é estar disponível 24 horas. Antes havia o apoio prestado pelos serviços consulares, muitas vezes o pedido de ajuda não ocorria porque algumas mulheres ficavam constrangidas de relatar o que estavam passando. Agora haverá um atendimento só para elas”, destacou a chefe do Departamento Consular e de Brasileiros no Exterior, Maria Luiza Ribeiro Lopes da Silva.

Para a criação desse serviço o governo levou em consideração os locais onde ocorrem mais registros de casos de violência sofridos por mulheres. Esse mapeamento foi possível com base em dados da Polícia Federal, dos consulados brasileiros no exterior e da Secretaria de Políticas para Mulheres.

Atuarão, nesta primeira etapa, os consulados do Porto e de Lisboa (Portugal), de Madri e Barcelona (Espanha) e de Milão e Roma (Itália). São três números distintos. Para Portugal, 800 800 550, pedir a opção 3 e discar 61 37 99 01 80; para a Espanha, 900 990 055, com a escolha da opção 3. Em seguida, ela deve discar 61 37 99 01 80; caso esteja na Itália, 800 172 211, opção 3. Depois, ela deve discar 61 37 99 01 80. O serviço estará disponível 24 horas.

*Com informações da Agência Brasil