Edição 1836 de 12 a 18 de setembro 2010
Aparecida de Goiânia
Maguito entrega 3 milhões de m² de asfalto até o final do ano
Peemedebista proporcionou em 2009, por meio do programa Asfalto para Todos, 1,2 milhão de metros quadrados de pavimentação asfáltica. Neste ano deve ultrapassar a marca de 800 mil metros quadrados, além de recuperar mais de 106 quilômetros de ruas e avenidas
Divulgação
Pavimentação leva mais conforto para motoristas e pedestres de Aparecida

 

O prefeito Maguito Vilela (PMDB) definiu como prioridade de sua gestão à frente da Prefeitura de Aparecida de Goiânia os investimentos em infraestrutura — asfalto, água tratada e esgoto. A priorização dessa área resultou em 1,2 milhão de metros quadrados de asfalto realizados em 2009, e 800 mil metros quadrados de pavimentação asfáltica previstos para este ano, além do recapeamento de 700 mil metros quadrados de ruas e avenidas. Até o final de 2010, o peemedebista espera ter realizado a pavimentação asfáltica de 2,7 milhões de metros quadrados de vias, beneficiando 90 bairros de Aparecida (veja relação).
 
“O asfalto é a principal reivindicação da população, mesmo tendo feito muito em poucos meses de governo, ainda temos muitas ruas para asfaltar”, observa Maguito. No mês de agosto, o peemedebista inaugurou o asfalto em cinco setores — Santo André, Jardim Cristal, Jardim Rio Grande, Jardim Ipanema e Jardim Paraíso — contemplados pela segunda frente de trabalho.  “O presidente Lula (PT) tem nos ajudado muito. O governador Alcides Rodrigues (PP) na medida do possível também tem colaborado, porém, o déficit de R$ 100 milhões inviabilizou um apoio mais consistente por parte do governo estadual.”
 
Segundo o secretário de Infraestrutura de Aparecida, Mário Vilela, o programa Asfalto para Todos beneficiou no primeiro ano de governo 25 bairros. “Com isso estamos reduzindo o déficit de ruas habitadas sem asfalto, encontrado no início do governo Maguito, que era de 8 milhões de metros quadrados”, frisa o secretário. O compromisso de asfaltar todas as ruas habitadas da cidade foi o carro-chefe da campanha do peemedebista.
 
Segundo ele, neste ano deverá ser feito mais 800 mil metros quadrados de asfalto. Serão beneficiados 19 bairros. “Em respeito à legislação eleitoral não estamos lançando novas obras, mas as que já tinham sido iniciadas prosseguem normalmente”, conta Mário Vilela. A expectativa da Seinfra é avançar os trabalhos com o fim do período eleitoral.
 
De acordo com Maguito, Aparecida terá R$ 40 milhões para investir em pavimentação asfáltica, pontes e bueiros. A verba é proveniente de emendas da bancada federal goiana e será liberada a partir do dia 4 de outubro. “Os recursos já estão garantidos. Entretanto, em função da legislação eleitoral, eles só poderão ser liberados depois da campanha política”, explica o secretário, ao lembrar da participação ativa dos deputados federais Leandro Vilela (PMDB) e Sandro Mabel (PR) na conquista dos investimentos.
 
Recuperação asfáltica
Desde junho a Prefeitura de Aparecida tem realizado a revitalização 106 quilômetros de ruas e avenidas da cidade. Os recursos de R$ 10,8 milhões para a execução do serviço foram liberados pelo Ministério do Turismo. “Esse investimento é resultado do trabalho da parceria administrativa de Maguito com a nossa bancada federal. A verba foi repassada para Aparecida, por meio de uma emenda parlamentar do senador Demóstenes Torres (DEM)”, afirma o secretário de Infraestrutura, Mário Vilela.
 
De acordo com ele, o serviço de recapeamento revitaliza as ruas e proporciona maior economia para o município. As ruas e avenidas recapeadas devem ficar cerca de dez anos sem apresentar problemas estruturais. “Com esse trabalho, onde estamos fazendo um microrrevestimento de CBUQ (concreto betuminoso usinado a quente) nas vias não há a necessidade de realizamos as constantes operações para tapar os buracos. Além disso, a colocação da capa asfáltica dá um novo visual para as ruas e melhora o tráfego dos veículos”, explica o secretário.
 
“Encontramos as ruas asfaltadas em Aparecida totalmente danificadas e, por isso, realizamos já no ano passado a operação tapa-buracos. Entretanto, o serviço não era suficiente para resolver a situação”, lembra. Segundo ele, serão beneficiados com o recapeamento os setores mais antigos, onde as vias estão com o asfalto já deteriorado e que não mais suportam as sucessivas operações tapa-buracos realizadas todos os anos após o período chuvoso.
A frente de serviço, que começou no centro histórico da cidade e já atendeu avenidas em bairros importantes, como a Diamante e a Veiga Valle, será executada em 44 bairros (confira o box).